Home » SAÚDE » Artes são cruciais para melhorar a saúde e reduzir a desigualdade
Várias pesquisas mostram os benefícios da arteterapia desde a escola, que estendem-se até o resgate de jovens em situação de vulnerabilidade.

Artes são cruciais para melhorar a saúde e reduzir a desigualdade

Arteterapia

Envolver-se em atividades artísticas, como cantar e dançar, pode incentivar comportamentos saudáveis em um sentido tão amplo que ajuda até mesmo a reduzir as desigualdades sociais, ao aumentar a capacidade do indivíduo em lidar com as dificuldades e atuar em sociedade.

Esta é uma das conclusões da maior revisão já feita até hoje de toda a ciência envolvendo os benefícios das artes para a saúde e o bem-estar. A revisão da literatura, cobrindo mais de 3.000 estudos científicos, foi feita por pesquisadores da Universidade College de Londres (Reino Unido) e da Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Grande parte das pesquisas nessa área se concentrou no papel das artes no tratamento de doenças. Este relatório também destaca que o envolvimento com as artes pode afetar os determinantes sociais da saúde, melhorando a coesão social e reduzindo as desigualdades e iniquidades sociais. Fundamentalmente, as artes podem ajudar na prevenção de doenças e na promoção da boa saúde,” disse Dra. Daisy Fancourt, coordenadora do trabalho.

Várias pesquisas mostram os benefícios da arteterapia desde a escola, que estendem-se até o resgate de jovens em situação de vulnerabilidade.

Benefícios das artes para a saúde

Em termos de tratamento de problemas de saúde, verificou-se que as artes reduzem marcadores psicológicos e biológicos do estresse e melhoram a resposta imunológica.

Para pessoas com distúrbios neurológicos e de desenvolvimento neurológico e doenças não transmissíveis (incluindo câncer, doenças respiratórias e condições cardiovasculares), o envolvimento com as artes tem demonstrado melhorar a saúde mental e a função física.

O relatório também se concentra em como as artes podem melhorar o envolvimento com os cuidados de saúde primários. Por exemplo, descobriu-se que as cirurgias médicas realizadas em salas com arte visual nas paredes reduzem a ansiedade do paciente, e a música relaxante durante cirurgias dentárias pode reduzir a ansiedade, a pressão arterial e os hormônios do estresse.

“Além de ajudar pacientes ou pessoas com problemas de saúde a recuperar ou gerenciar melhor sua doença, vimos que o envolvimento com as artes tem um benefício positivo significativo para a saúde desde a mais tenra idade,” atestou a Dra Fancourt.

Benefícios sociais das artes

O relatório também indica que, além dos benefícios bem documentados da arteterapia, o envolvimento com as artes, quanto mais cedo começar, mais benefícios traz para o indivíduo em uma escala social.

“As artes têm um papel importante a desempenhar nos primeiros anos, bem como ao longo de todo o nosso ciclo de vida. Neste estudo, vimos muitos exemplos de programas que ajudaram especificamente crianças mais vulneráveis a lidar com a ansiedade e a agressão, além de aumentar a frequência escolar e a autoestima.

“Além disso, descobriu-se que programas de música em larga escala baseados na comunidade, entre crianças expostas à violência, melhoram o autocontrole e reduzem as dificuldades comportamentais,” finalizou a Dra Fancourt.

About admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

x

Check Also

Novo biomaterial para regeneração de ossos

Biomaterial Pesquisadores da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) desenvolveram um novo biomaterial que apresentou resultados ...