Home » ECONOMIA » Selic cai a 4,5% mas queda não deve chegar ao consumidor

Selic cai a 4,5% mas queda não deve chegar ao consumidor

Copom indicou que deverá manter os juros básicos em 4,5% ao ano por um longo período

Pela quarta vez seguida, o Banco Central (BC) diminuiu os juros básicos da economia. Por unanimidade, o Comitê de Política Monetária (Copom) reduziu a taxa Selic para 4,5% ao ano, com corte de 0,5 ponto percentual. A decisão era esperada pelos analistas financeiros.

Deste modo, a Selic está no menor nível desde o início da série histórica do Banco Central, em 1986.

Em comunicado, o Copom indicou que será cauteloso e deverá manter os juros básicos em 4,5% ao ano por um longo período, sempre avaliando as condições da economia.

A redução dos juros básicos da economia foi acertada, mas a queda das taxas precisa chegar a todo o mercado. A avaliação é da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Segundo a entidade, a redução da taxa diminui o custo da dívida pública e mantém o país no caminho para juros compatíveis com os padrões internacionais. No entanto, a confederação pediu ações para transferir a queda da Selic para os juros pagos pelas empresas e pelas famílias ao contraírem operações de crédito.

Para a Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) a decisão do Copom vai na direção correta, estimulando o crescimento da atividade econômica. A Firjan entende que o atual cenário eco-nômico e a melhora do ambiente fiscal, com o avanço de reformas como a da Previdência, “abrem espaço para novas reduções.”

Já a Força Sindical divulgou nota em que considera a decisão tímida e insuficiente para impulsionar a “debilitada” economia brasileira.

About admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

x

Check Also

Procon-JP aponta diferença de até R$ 37,75 no preço do material escolar

A Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP) levantou os preços de 202 ...