Home » POLÍTICA » Tovar usa redes sociais para postar promessas de Romero, mas silencia sobre pautas descumpridas da PMCG com os servidores

Tovar usa redes sociais para postar promessas de Romero, mas silencia sobre pautas descumpridas da PMCG com os servidores

Há muito tempo ouvimos esta frase: O brasileiro tem memória curta! Será mesmo que o brasileiro tem memória curta? Será mesmo, que a maioria dos brasileiros na hora de escolher e votar não se lembram das malandragens e falcatruas de alguns dos seus postulantes. Muitos políticos têm acreditado nisso e abusam de suas prerrogativas na prática do mal. Visando relembrar o portal traz um retrospecto da memoria curta ou preferencia pelo silêncio do deputado estadual licenciado e atual secretário Municipal de Planejamento de Campina Grande Tovar Correia Lima (PSDB) que também é pré-candidato a prefeito da cidade, em 2020, apoiado pelo grupo Cunha Lima. Inclusive o prefeito Romero Rodrigues (PSD), já circula com Tovar em todas as solenidades da PMCG, ontem (14) mesmo, Tovar publicou nas suas redes sociais um post, onde mostra o inicio das obras de uma construção da Unidade Básica de Saúde, porém silenciou sobre as reivindicações dos servidores da saúde e educação nesta semana.

 “Hoje pela manhã visitei da construção da Unidade Básica de Saúde de Porte II no bairro do Glória, que vai beneficiar a população da localidade”, disse Tovar por suas redes sociais (Veja o post: https://www.instagram.com/p/B8kDspXJwDd/?igshid=cjf9bgwl0yd7). Porém o pré-candidato a prefeito da cidade do grupo de Romero e do seu vice-prefeito Enivaldo Ribeiro (PP), silenciou nas suas redes sociais e em posicionamentos de forma geral, sobre o movimento realizando no último dia 12, por representantes do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste e da Borborema (Sintab) e servidores, sobre promessas não cumpridas, do prefeito e seu vice, a exemplo, da promessa com os servidores da saúde inclusive por meio de documento, referente ao pagamento do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade na Atenção Básica (Pmaq), anunciado para esta segunda-feira, 10, mas que não foi efetuado até o momento. A outra denuncia diz respeito da não convocação dos prestadores de serviço da educação que foram dispensados em dezembro pela atual gestão.

No tocante a mobilização realizada quarta-feira (12) na Secretária de Saúde do Município, está se estenderá nesta quinta-feira (13). “Há muito tempo não se cumpre nem o que se fala nem o que se coloca no papel, nesta gestão. O pagamento desta verba entra regularmente nas contas do município e a gestão municipal ainda não pagou nenhum servidor. Não há um único cumprimento das nossas pautas, daquilo que já está negociado e que foi apresentado à categoria em documento”, detalhou o presidente do Sintab Giovanni Freire, onde anunciou também que as paralisações continuam, em decorrência do descaso, nos dias 18, 19 e 20, sendo este último, também com manifestação, novamente na SMS, a partir das 9h. Veja o vídeo da mobilização de ontem: https://youtu.be/V55xVPUGKe8

Ele frisou que não houve ainda a nomeação da portaria com os nomes da comissão de avaliação dos Planos de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) para agentes de combate às endemias (ACE), agentes comunitários de saúde (ACS) e demais profissionais da saúde. “Se depender da gestão municipal, as semanas passam, as paralisações continuam, mas não há nenhum cumprimento daquilo que foi proposto pela própria Secretaria de Saúde, através de documento. O PCCR é lei no município, o reajuste do piso nacional dos agentes é lei federal e também é lei neste município e também não é cumprido, além das condições de trabalho que continuam precárias. Está difícil esta negociação e mais difícil ainda para o trabalhador carregar este prejuízo”, completou.

Giovanni destacou ainda que os servidores do município, neste caso de todas as categorias, sofreram mais um duro golpe no final de 2019. “No final do ano passado a Câmara Municipal votou e aprovou, sem chance de debate com os trabalhadores, a proposta da reforma na previdência do município para o aumento na alíquota previdenciária de 11% para 14%”, afirmou.

Educação – Ontem o diretor do Sintab, Napoleão Maracajá, afirmou que foi procurado por diretores de creches e escolas da rede municipal de educação de Campina Grande e recebeu reclamações a respeito da não convocação dos prestadores de serviço que foram dispensados em dezembro. Ele explicou que os prestadores, que são uma grande parcela na pasta da Secretaria de Educação de Campina Grande, são comumente dispensados no mês de dezembro e chamados novamente no início do mês de fevereiro, o que não ocorreu este ano.

Conheça Tovar – Muitos ainda lembram quem nas eleições de 2014, Tovar então candidato a deputado estadual foi preso pela Polícia Federal, em Campina Grande, numa das madrugadas daquela campanha, por compra de votos. O então candidato foi flagrado no bairro das Malvinas, distribuindo cestas básicas e grande quantia em dinheiro.

No carro apreendido pela polícia estavam Tovar, um assessor identificado como Bruno Barbosa e Vitor Alves, irmão do candidato. Além das cestas básicas e grande quantia em dinheiro. Veja mais detalhes no link: https://www.polemicaparaiba.com.br/politica/candidato-e-filho-de-deputado-sao-presos-por-compra-de-voto-em-campina-grande/

Sobre esse caso recentemente o tucano foi criticado pelo ex-presidente estadual do PT-PB, Charliton Machado. “Todo mundo sabe que Tovar foi preso nas eleições por compra de voto. A imprensa noticiou isso. Agora é um direito dele se defender e tentar esconder seu passado”, declarou o petista. https://paraibaja.com.br/presidente-do-pt-volta-a-disparar-contra-tucano-todo-mundo-sabe-que-tovar-foi-preso/

CNH suspensa – Em março de 2017, Tovar Correia teve o direito de dirigir suspenso por 12 meses após determinação do Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB). O deputado explica que a suspensão é resultado de uma blitz da Lei Seca ocorrida em 2013 – na época, vereador de Campina Grande. Segundo Tovar, ele havia ingerido quantidades de álcool acima do permitido pela LEI e foi parado pela blitz. Confira mais detalhes: http://g1.globo.com/pb/paraiba/noticia/2017/03/deputado-estadual-tovar-correia-lima-tem-cnh-suspensa-pelo-detran-pb.html

Doação de assaltante de bancos – ROMARIO GOMES DA SILVEIRA (foto), vulgo ROMARINHO, foi preso em junho de 2019 em FORTALEZA, numa ação conjunta entre a PM/PB, PM/CE e PF/PB, tendo dois mandados de prisão em aberto. ROMARIO ou melhor Romarinho já foi ex-assessor do Gabinete do Prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues (PSD) e também doador de campanha do atual deputado estadual reeleito Tovar Correia Lima (PSDB).

DOADOR DE TOVAR

Romário Gomes Silveira doou R$ 2.000,00 para a campanha a deputado estadual de Tovar Correia Lima (PSDB) em 2014. As informações são do site Eleições e Política. Tovar obteve 30.670 votos e a sua prestação de contas mostra que foram arrecadados R$ 248.242,00. O que estranha é que, mesmo tendo sido preso em fevereiro acusado de integrar quadrilha de assaltos a bancos, Romário estava em Liberdade. Mais detalhes: http://fmrural.com.br/2019/10/22/pf-prende-assaltante-de-bancos-acusado-de-integrar-o-bando-do-ex-assessor-de-romero-que-tambem-doava-para-tovar/

Conheça mais sobre processos ou citações ao nome de Tovar na justiça pelo link: https://www.jusbrasil.com.br/topicos/33751402/tovar-alves-correia-lima

About admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

x

Check Also

Deputado propõe redução de mensalidade escolar

Redução proporcional das mensalidades da rede privada de ensino durante o plano de ação de ...