Home » ESPORTE » “Fora nazista”: torcida reage e homem é preso por racismo durante jogo
Leroy Kwadwo (c.) é consolado por jogador da equipe adversária após insultos racistas de torcedor

“Fora nazista”: torcida reage e homem é preso por racismo durante jogo

Durante partida na Alemanha, torcedor insulta e imita macaco para provocar zagueiro do time adversário, é denunciado por colegas de arquibancada e detido. “A reação de vocês foi exemplar”, agradece jogador.

Um torcedor foi preso numa partida da terceira divisão do futebol alemão na noite da última sexta-feira (14/02), após ter sido identificado por outros espectadores como autor de ofensas racistas contra um jogador da equipe visitante.

Um apoiador do time local, o Preußen Münster, proferiu insultos racistas e imitou ruídos de macaco para provocar o zagueiro Leroy Kwadwo, de origem ganesa, do Würzburger Kickers. Outros torcedores presentes no estádio o apontaram e ajudaram os seguranças a identificá-lo para que pudesse ser preso, sob gritos de “fora nazistas”.

“Isso é algo que não tem lugar em um campo de futebol e, certamente, não em nosso estádio”, disse o presidente do Preußen Münster, Christopher Strasser. “Nos distanciamos claramente desse tipo de atitude; eu pedi desculpas ao Würzburg logo após o jogo.”

Em seu perfil no Instagram, Kwadwo lamentou o ocorrido e agradeceu o apoio dos torcedores da equipe adversária. “Isso me deixa triste e com raiva. Minha pele é de outra cor, mas eu nasci aqui. Sou um de vocês. Eu vivo aqui e posso viver minha paixão e destino como atleta do Würzburg”, afirmou o jogador, de 23 anos.

“A reação de vocês foi exemplar – vocês não podem imaginar o que isso significa para mim e para outros jogadores de cor”, afirmou Kwadwo aos apoiadores do Preußen Münster. “Obrigado pela humanidade de vocês!”

Após o jogo, Kwadwo disse a emissora ZDF que a reação dos torcedores o ajudou a manter a calma. “Quando algo assim acontece e é cortado logo de inicio, essas pessoas não têm chance nenhuma”, observou. “O futebol tem grande poder. Devemos todos permanecer unidos para dizer que, se isso continuar, então não vamos jogar”, afirmou.

O técnico do Würzburg, Michael Schiele, qualificou a reação dos torcedores do Münster de “sensacional”.

“Espero que não permitam que ele vá a um jogo de futebol novamente”, disse no Twitter o capitão da equipe, Sebastian Schuppman, sobre o torcedor que proferiu os insultos.

Segundo o jornal Westfälischen Nachrichten, o agressor era um homem de 29 anos da cidade de Steinfurt. De acordo com a polícia, ele deverá responder na Justiça por incitamento ao ódio.

WDR Aktuelle Stunde

Embedded video

A Federação Alemã de Futebol (DFB) elogiou a reação da árbitra Katrin Rafalski. Ela tentou acalmar o jogador após ser informada por ele do que estava acontecendo e ordenou que fosse emitido um anuncio no estádio em razão do ocorrido, acatando o procedimento estabelecido pela Uefa para casos como esse.

A DFB qualificou o episódio como “triste e vergonhoso”. O incidente ocorre dez dias após torcedores do Schalke 04 insultarem o jogador Jordan Torunarigha, do Hertha Berlim, durante uma partida da Copa da Alemanha. O clube foi multado pela DFB em 50 mil euros.

Após os ânimos se acalmarem, a partida entre o Preußen Münster e o Würzburger Kickers pôde prosseguir. O placar final foi de zero a zero, mas Kwadwo saiu de campo como vencedor em mais um episódio envolvendo o racismo no futebol.

About admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

x

Check Also

McLaren define cortar salários de Sainz e Norris durante pandemia

A medida ajuda a McLaren, já que o governo britânico determinou um apoio salarial de ...