GUERRA CONTRA O CRIME – Benjamin vai pedir a ministro da Segurança Pública que Polícia Federal investigue explosões na Paraíba

Deputado federal Benjamin Maranhão (SD)

Diante da sequência de explosões a bancos na Paraíba, o deputado federal Benjamin Maranhão (SD) vai fazer uma indicação ao novo ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, para que a Polícia Federal investigue os ataques. Mesmo assim, o parlamentar disse que ainda continua convencido da necessidade de tropas federais nas ruas e estradas paraibanas.

“Esta presença investigativa da Polícia Federal nestes ataques a banco são um pedido antigo meu, desde a época que o ministro Alexandre Moraes estava na pasta da Justiça. É preciso saber quem fornece tanto explosivos para essas quadrilhas”, destacou o deputado.

De acordo com Benjamin, o trabalho de inteligência da Polícia da Paraíba não está funcionando. “Não é possível que estes casos ocorram há tanto tempo e não se saiba a origem desse explosivo”, disse, lamentando mais um ataque a banco ocorrido nesta terça-feira (27), no bairro de Jaguaribe, em João Pessoa. Este foi o 17º caso de ataque registrado este ano.

Em menos de oito dias já foram quatro explosões a bancos na Paraíba. Na madrugada da quarta-feira (21), cerca de 20 homens fortemente armados fecharam a entrada da cidade de Salgado de São Félix, explodiram um banco e arrombaram uma agência dos Correios. Os homens teriam usado, inclusive, um drone para vigiar a área durante toda a ação.

NA sexta-feira (23), também de madrugada cinco homens realizaram a explosão a uma agência do Banco do Bradesco na cidade de Dona Inês, no Brejo paraibano. De acordo com a Polícia Militar, o grupo chegou fortemente armado com fuzis e praticou a ação. Durante o assalto, vários disparos foram efetuados. Em 2014, o mesmo banco já havia sido alvo de uma ação criminosa.

Ontem, segunda-feira (26), o alvo dos bandidos foi a agência do Banco do Brasil do município de Pirpirituba, no Brejo paraibano. Após explodir os caixas eletrônicos e ter acesso ao cofre, os criminosos fugiram levando dinheiro. Algumas pessoas que estavam passando pelo local foram rendidas e eles ainda espalharam grampos para impedir a perseguição de policiais. Toda a estrutura da agência ficou danificada.

“É preciso encarar os fatos de que o Governo do Estado perdeu a guerra contra a bandidagem. Os paraibanos passaram a ser reféns do medo e o secretário de Segurança, ao invés de agir, vem apresentar estatística furada e criticar quem propõe algo de concreto. Os números da violência na Paraíba são assustadores e estamos sentido na pele”, disse Benjamin.

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

%d blogueiros gostam disto: