Cyborg arrasa russa no UFC 222 e defende cinturão do peso pena pela segunda vez

Brasileira nocauteia no primeiro round e mira superluta contra Amanda

Cyborg se defendeu bem do jogo de grappling de Kunitskaya e definiu a vitória na forte trocação

Cris Cyborg segue como campeã imbatível do peso pena do Ultimate Fighting Championship pela segunda vez. Na madrugada desse domingo (horário de Brasília), a brasileira  nocauteou a russa Yana Kunitskaya a 3min25seg do primeiro round, na luta principal do UFC 222, garantindo o sucesso na segunda defesa de cinturão. Após a vitória, a curitibana manteve o interesse em disputar uma superluta contra Amanda Nunes, campeã do peso galo do UFC.

“Toda Glória a Deus. Eu treino tempo todo, então eu me senti preparada mesmo pegando essa luta com pouco tempo. Estou esperando pela Amanda Nunes. Ela pediu para lutar comigo e eu quero enfrentá-la. Só quero lembrar a todos que ela pediu para me enfrentar e quando você pede para lutar contra a Cyborg, a Cyborg irá responder”, declarou.

Esta foi a 20ª vitória em 22 lutas na carreira de Cyborg, invicta há 13 anos no MMA – ela tem uma derrota e um No Contest no cartel. Já Yana Kunitskaya amargou o quarto revés em 15 combates.

A luta – Cyborg começou a luta agressiva e logo acertou um forte golpe de direita na desafiante, que pegou o tornozelo da brasileira e levou a luta para o chão. Ao tentar levantar, a campeã acabou dando as costas pra russa e acabou presa na grade. Cyborg se desvenciliou e as lutadoras começaram a trocar joelhada no clinch. A russa então buscou um single leg, mas a brasileira se manteve em pé. Cyborg então começou a pressionar Kunitskaya e prendeu a desafiante na grade, acertando diversos golpes violentos, até que a adversária não resistiu à pressão e caiu no octógono. Restou a Cyborg apenas o trabalho de finalizar o duelo no ground and pound: nocaute técnico.

Confira todos os resultados do UFC 222:

CARD PRINCIPAL
Cris Cyborg venceu Yana Kunitskaya por nocaute técnico aos 3m25 do 1º round;
Brian Ortega venceu Frankie Edgar por nocaute aos 4m44s do 1º round;
Sean O’Malley venceu Andre Soukhamthath por decisão unânime (29-27, 29-27, 29-28);
Andrei Arlovski venceu Stefan Struve por decisão unânime (29-28, 29-28, 30-27);
Ketlen Vieira venceu Cat Zingano por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28);

CARD PRELIMINAR
Mackenzie Dern venceu Ashley Yoder por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28);
Alexander Hernandez venceu Beneil Dariush por nocaute aos 42s do 1º round;
John Dodson venceu Pedro Munhoz por decisão dividida (28-29, 30-27 e 29-28);
CB Dolloway venceu Hector Lombard por desqualificação (golpe ilegal após o final do 1º round);
Zak Ottow venceu Mike Pyle por nocaute técnico aos 2m34s do 1º round;
Cody Stamann venceu Bryan Caraway por decisão dividida (28-29, 29-28 e 29-28);
Jordan Johnson venceu Adam Milstead por decisão dividida (29-28, 29-28 e 28-29).

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

%d blogueiros gostam disto: