Oftalmologistas alertam que imunoterapias podem causar problemas nos olhos

Inibidores de checkpoint imunológico

Médicos da Universidade de Michigan (EUA) lançaram um alerta de que as imunoterapias contra o câncer podem afetar a visão.

Alguns pacientes que receberam inibidores de pontos de verificação imunológicos – ou checkpoints imunológicos – apresentaram derrame uveal.

Os inibidores de pontos de verificação imunológicos são medicamentos que bloqueiam certas proteínas produzidas por alguns tipos de células do sistema imunológico, como as células T, e algumas células cancerígenas.

“Embora seja raro, o conhecimento deste risco é importante tanto para os oftalmologistas que o tratam, como para os oncologistas que prescrevem o tratamento anticâncer,” afirmam Hakan Demirci e Marilyn Witham em seu relatório publicado no JAMA Ophthalmology.

“Em nossos três pacientes que estavam recebendo esses inibidores do checkpoint imunológico, notamos grandes efusões uveais. Além disso, houve inflamação da câmara anterior em dois dos nossos pacientes,” escreveram os oftalmologistas.

As efusões ocorreram rapidamente, entre um e três meses após os pacientes terem recebido pelo menos duas infusões dos inibidores de checkpoint imunológico.

Não há tratamento para esse efeito colateral a não ser interromper a medicação imunoterápica. Contudo, como as imunoterapias têm sido usadas como última linha de tratamento para cânceres graves, nem todos os pacientes têm a interrupção da terapia como uma opção válida.

Em dois dos três pacientes, entre seis semanas e três meses depois da interrupção da imunoterapia, as efusões uveais melhoraram e o olho afetado voltou ao normal.

Resposta imune nos olhos

Na parede do olho, existem três camadas, sem fluido entre elas. Mas uma inflamação no olho pode fazer com que as camadas inchem e fluido se acumule entre as camadas. Esses derrames uveais podem ocorrer quando os pacientes apresentam lesões ou fazem cirurgias nos olhos, recebem certos medicamentos ou por causas desconhecidas. Quando a efusão uveal envolve a fóvea, ela afeta a visão.

Mais do que qualquer outro órgão do corpo, o olho é conhecido como um local imunoprivilegiado. Não há resposta imune aos antígenos, o que explica por que os transplantes de córnea são muito melhor sucedidos, já que os antígenos dos enxertos raramente produzem inflamação nos olhos.

À medida que o uso da imunoterapia se tornar mais difundido, os pesquisadores planejam observar se mais pacientes estão experimentando efeitos colaterais similares.

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

%d blogueiros gostam disto: