Connect with us

Internacional

Dissidentes da Coreia do Norte sofrem para se adaptar ao Sul

Embora Seul receba com boa vontade os que escapam do regime comunista do Norte, a sociedade nem sempre é acolhedora. Diferenças de sotaque e mentalidade e também preconceito dificultam a integração

Para dezenas de milhares de norte-coreanos que escaparam da repressão em seu país natal e completaram a frequentemente perigosa trajetória até a Coreia do Sul, os problemas estão longe de ter acabado.

Alguns sofrem preconceitos na sociedade local, assim como barreiras no acesso à educação, acomodação e emprego, segundo um relatório recente sobre as experiências dos recém-chegados ao Sul em 2020, antes que o regime da Coreia do Norte fechasse as fronteiras devido à pandemia de covid-19.

No estudo da Fundação Hana, organização estatal que auxilia dissidentes norte-coreanos a se estabelecerem no Sul, pouco mais de 17% dos 3 mil consultados revelaram ter vivenciado discriminação no ano anterior. Apesar de inferior aos 20,3% registrados em 2019, a cifra ainda é significativa.

Depressão, crise de identidade, exclusão

Yeong-nam Eom fugiu da Coreia do Norte em 2010, e agora tem trabalho estável e moradia na capital Seul. No entanto, assim como outros exilados, ele sofreu discriminação em sua luta para se adaptar a uma sociedade completamente diferente da em que cresceu.

Como parte de sua tese de mestrado, Eom entrevistou companheiros de exílio. Um rapaz lhe contou que tivera depressão severa, por se sentir excluído da sociedade sul-coreana, sabendo que retornar ao país de origem era impossível.

“Ele não estava mais seguro da própria identidade. Não se sentia pertencendo a parte alguma, ficou cada vez mais deprimido, até chegar bem perto de cometer suicídio. Ele não foi até o fim, mas por muito tempo se debateu para achar o próprio futuro na Coreia do Sul.” Outro entrevistado era assediado impiedosamente por seus colegas de universidade, depois de revelar que vinha do Norte.

Em comparação, Eom considera sua experiência bastante “afortunada”: “No estabelecimento educacional para onde fui primeiramente, os outros estudantes eram prestativos e não houve problemas. Mas eu realmente tive dificuldades depois de me formar”, ressalva Eom.

“Primeiro, enviei meu currículo mais de 100 vezes com todo o meu histórico, inclusive minha formação e experiência profissional na Coreia do Norte. Mas nenhuma companhia me chamava para uma entrevista. Aí, só coloquei as minhas experiências no Sul, e logo passei a receber telefonemas das companhias.”

Apelo à sociedade sul-coreana

Em entrevista à agência de notícias sul-coreana Yonhap News, o presidente da Fundação Hana, Jung In-sung, urgiu os cidadãos do Sul a se empenharem mais para fazer os dissidentes se sentirem bem-vindos e aceitá-los como “vizinhos comuns”, sem preconceito.

A grande maioria dos participantes da pesquisa de sua organização considerou que a discriminação se deve às diferenças culturais entre as duas nações coreanas, como sotaque, modo de falar, maneiras sociais, mentalidade e estilo de vida.

Para 44%, os preconceitos partiram do mero fato de virem do Norte, enquanto quase 23% se viram criticados por não possuir o mesmo nível educacional ou de formação profissional que seus pares sul-coreanos.

Segundo Jung, anteriormente o foco estava em ajudar os recém-chegados a alcançar a “autossuficiência econômica”, mas isso precisa ser ampliado para que eles sejam “completamente incluídos e unidos à nossa sociedade”.

Falando konglish

Além de esbarrar nas variações do idioma coreano entre os dois países, poucos dissidentes falam inglês, uma vez que o regime comunista do Norte não encoraja seus cidadãos a olharem além das fronteiras nacionais, comenta Eun-koo Lee, cofundadora e copresidente da Freedom Speakers International (FSI), sediada em Seul.

“Pode ser bem difícil para os dissidentes encontrar emprego na Coreia do Sul por muitas razões, mas um grande problema é não terem tido a chance de aprender inglês. E costumam se confundir com o konglish, uma combinação de coreano e inglês que muitos no Sul tendem a usar.”

“Os dissidentes recebem uma vaga se querem frequentar a universidade depois de chegar ao Sul, mas muitos têm dificuldade de acompanhar, porque é muito diferente do que estudaram no Norte. Eles acham o inglês especialmente difícil, e é por isso que em 2013 criamos nossa organização, para ajudá-los.” Até o momento, a FSI já ajudou mais de 450 imigrantes do Norte a melhorarem seu inglês e encontrar emprego.

Decepção com a inação do Sul

Song Young-chae, acadêmico e ativista da Worldwide Coalition to Stop Genocide in North Korea, observa conflitos de identidade em grande parte dos dissidentes que sua organização ajuda a se integrar a uma nova vida no Sul.

“Quando estavam no Norte, eles nunca pensaram por si próprios e simplesmente faziam o que o Estado ordenava. Agora estão livres e têm escolhas, podem viajar, podem falar livremente. Para muitos, isso tudo é fonte de confusão.”

Por outro lado, Song registra “desapontamento em muitos deles”: “A Coreia do Norte está mais repressiva do que nunca, e há inúmeros relatos de abusos de direitos humanos lá, mas este governo aqui não faz nada. Agora são as famílias e amigos deles que estão sofrendo. Eles esperavam mais de um governo livre.”

“Infelizmente, há muita gente comum que apoia o governo e segue a mesma linha, preferindo aplacar o Norte a se engajar por aqueles que são seus irmãos e irmãs”, critica o ativista sul-coreano. “Muitos dissidentes não esperavam isso, e não conseguem entender por que não se pode fazer mais.”

Continue Reading
Advertisement

TV CÂMARA MUNICIPAL DE JOÃO PESSOA – CMJP AO VIVO

 

CALENDÁRIO

outubro 2021
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Grupo do Portal Informa Paraíba (Facebook)

Portal Informa Paraíba

Fiquem bem informados em um site que escreve notícias

TWITTER DO PORTAL INFORMA PARAÍBA

www.informaparaiba.com.br

Fiquem bem informados em um site que escreve notícias.

Página do Portal Informa Paraíba (Facebook)

ESTADO3 horas ago

Saúde realiza terceiro ‘Dia D’ de vacinação contra a Covid-19, neste sábado

Politíca3 horas ago

Assembleia aprova PEC do Marco Legal da Ciência e Tecnologia na Paraíba

ESTADO3 horas ago

Saibam o que foi tratado no “Programa Conversa com o Governador”

Internacional3 horas ago

Mianmar: Bachelet critica condenação e sentença para ex-líder Aung San Suu Kyi

ENTRETENIMENTO3 horas ago

Programa Espaço Cultural tem TBT do Dia do Samba e lançamento de singles paraibanos

Educação & Cultura4 horas ago

Saiba em quais campi da UFPB será feriado nesta quarta-feira (08)

ECONOMIA4 horas ago

Comissão do Senado aprova projeto que muda política de preços de combustíveis da Petrobras

Nacional4 horas ago

Lula omite prescrição ao comentar sobre pedido de arquivamento do caso do triplex

ECONOMIA4 horas ago

Copom inicia reunião para definir taxa Selic

Nacional4 horas ago

Vereador sugere que cães e gatos de rua virem comida de leões

Nacional4 horas ago

Corrupção bancou Ferrari e Porsche para filho de servidora do Inep

ECONOMIA4 horas ago

TCU analisará privatização da Eletrobras em 8 de dezembro

ECONOMIA4 horas ago

Empregadores têm até hoje para quitar parcelas suspensas do FGTS

Internacional4 horas ago

China afirma que EUA “pagarão preço” por boicote aos Jogos

Saúde4 horas ago

Hospital de Patos registra aumento de 17% no atendimento a vítimas de trânsito

Saúde5 horas ago

Opera Paraíba realiza mais 150 cirurgias em quatro cidades no fim de semana

Esporte5 horas ago

Após vitória sobre Rob Font, José Aldo ganha duas posições no ranking do peso galo

Esporte5 horas ago

Mais quatro jogadores são apresentados pelo Atlético-PB

Esporte5 horas ago

Paraibano do ano que vem começa dia 3 de fevereiro e tem formato decidido

Judiciário5 horas ago

MPPB consegue liminar que indisponibilizou bens de ex-presidente da Câmara de Cabedelo e sua mãe

Tecnologia10 meses ago

Facebook admite que “cometeu um erro” ao censurar hidroxicloroquina

Tecnologia6 meses ago

Tecnologia 5G atingirá mais de meio bilhão de assinaturas em 2021

CIDADE11 meses ago

“Animais jamais serão sacrificados na nossa cidade”, diz prefeito de cidade paraibana de Brejo do Cruz

Tecnologia11 meses ago

AMPLIAÇÃO DO ACESSO À INTERNET NO CAMPO AUMENTARIA O PIB EM ATÉ 1,2% AO ANO

CIDADE10 meses ago

Encampado por Cícero Lucena, novo consórcio metropolitano de João Pessoa tem adesão de 12 municípios

Saúde5 meses ago

Engolir esperma pode ser uma arma contra o coronavírus?

Segurança Pública6 meses ago

Administração Penitenciária suspendeu contrato e abriu investigação para apurar carga roubada de arroz

Internacional8 meses ago

Estado alemão expulsa turistas para combater a pandemia

Saúde10 meses ago

Saúde alerta municípios para o risco de coinfecção de dengue e Covid-19

Esporte10 meses ago

Nacional de Patos contrata meio-campista campeão estadual pelo Campinense

Internacional9 meses ago

Política de migração da UE segue sendo uma tragédia

Nacional12 meses ago

Jovem de 19 anos se forma em 1º lugar na Escola de Sargentos

AGRICULTURA & PECUÁRIA10 meses ago

De negacionistas a QAnon, teorias da conspiração avançam

CIDADE11 meses ago

PADRE PERSEGUIDO E PRESO NO CONDE AGRADECE A RETIRADA DA ÁRVORE SATÂNICA DA ENTRADA DA CIDADE

Saúde11 meses ago

As doenças infecciosas derrotadas graças às vacinas

Saúde11 meses ago

Brasil tem quase 7 milhões de pessoas curadas da Covid-19

Judiciário10 meses ago

Branca de Neve, a bruxa e o Direito

ENTRETENIMENTO6 meses ago

Lembra da menina humilhada pelo MC Gui? Veja o que aconteceu com ela depois disso

Judiciário9 meses ago

Justiça acata pedido do MPPB e condena apresentador de TV por improbidade administrativa

Judiciário10 meses ago

Após megavazamento, dados de ministros do Supremo são postos à venda

ECONOMIA18 horas ago

PANDEMIA AUMENTA NÚMERO DE TRABALHADORES INFORMAIS

Educação & Cultura18 horas ago

EDUCAÇÃO DIGITAL NO ENSINO SUPERIOR

Educação & Cultura18 horas ago

DURANTE A PANDEMIA, EVASÃO ESCOLAR CRESCEU EM 200%

Internacional18 horas ago

ALEMANHA IMPÕE LOCKDOWN PARA PESSOAS NÃO VACINADAS

Tecnologia18 horas ago

AVIÃO MOVIDO A HIDROGÊNIO: QUANDO VAMOS VOAR SEM EMISSÕES?

Saúde18 horas ago

QUANDO PODEREMOS TER VACINAS CONTRA A ÔMICRON, SE NECESSÁRIO?

ECONOMIA18 horas ago

PIB CAI 0,1% NO 3º TRIMESTRE E BRASIL ENTRA EM RECESSÃO TÉCNICA, APONTA O IBGE

Saúde1 dia ago

A CIDADE BRASILEIRA ONDE 100% DA POPULAÇÃO RECEBEU PFIZER

Saúde1 dia ago

ANVISA APROVA PRIMEIRO TRATAMENTO PARA HIV COM APENAS UM COMPRIMIDO

Tecnologia1 dia ago

NAVIOS QUE USAM A ENERGIA DOS VENTOS

Tecnologia1 dia ago

AVIAÇÃO SEM EMISSÕES? FUTURANDO

Tecnologia1 dia ago

HACKERS CONTAM COMO ENGANAM VÍTIMAS NO GOLPE DO PIX; SAIBA COMO SE PROTEGER

Saúde1 dia ago

Os poderosos benefícios do CHÁ DE GENGIBRE

Tecnologia2 dias ago

Ataques cibernéticos aumentam no Brasil durante a pandemia

Nacional3 dias ago

Senado Aprova: Auxílio Brasil e PEC dos Precatórios estão entre os destaques da semana

ENTRETENIMENTO4 dias ago

COMO FAZER A LINGUIÇA COLONIAL DEFUMADA EM CASA!

Internacional4 dias ago

A INCRÍVEL CIVILIZAÇÃO ANTIGA QUE MUMIFICAVA MORTOS 2 MIL ANOS ANTES DOS EGÍPCIO

Saúde4 dias ago

COVID: 4 PERGUNTAS AINDA SEM RESPOSTA SOBRE IMPACTO DA ÔMICRON

Nacional4 dias ago

‘TEMOS QUE IR NA RAIZ DO PROBLEMA’, DIZ RICARDO SENNES SOBRE O GARIMPO ILEGAL

Tecnologia4 dias ago

Conheça o Pantala, carro voador chinês que pode ser concorrente da Embraer

Advertisement

INFORMA PARAÍBA

    Advertisement

    Vejam também