Connect with us

AGRICULTURA & PECUÁRIA

Cana-de-açúcar é matéria-prima de “plástico verde” sustentável

A substância, fabricada em larga escala, substitui o polietileno e alavanca a produção de empresas de embalagens no Brasil, que optam pelo uso de produtos que contribuem para a preservação do meio ambiente

Uma nova alternativa sustentável surge para substituir o polietileno derivado de fontes não-renováveis na produção plásticos e embalagens. É o “eteno verde” – ou “plástico verde” – obtido a partir do etanol da cana-de-açúcar e produzido em larga escala comercial desde o final de 2010 pela Braskem, uma empresa 100% brasileira, em sua fábrica de Triunfo, Rio Grande do Sul. Ao contrário do polietileno, em cuja produção é usado petróleo – um recurso esgotável e com grande potencial poluidor, com emissões de gases do efeito estufa – o processo de fabricação do plástico verde captura até 2,5 toneladas de CO² da atmosfera em cada tonelada produzida.

Versátil e renovável

Desenvolvido pela Braskem em 2007, o polietileno verde, de fonte 100% renovável, representou uma nova fase na cadeia produtiva do plástico. Versátil, este biopolímero possui as mesmas propriedades e possibilidades de uso da resina produzida com matéria-prima não renovável. Assim, a indústria de manufaturados plásticos não precisa fazer investimentos em novos equipamentos nem alterar o design dos produtos. Por ser um polímero de baixa densidade, diminui o peso final dos produtos, reduzindo o custo de transporte e as conseqüentes emissões de CO².

A primeira empresa a aplicar o polietileno verde em um produto foi a Brinquedos Estrela, no jogo Banco Imobiliário Sustentável. Coca-Cola, Danone, Johnson & Johnson, Tetra Pack, Natura, a gigante Procter & Gamble, e até a conceituada marca de cosméticos japonesa Shiseido, já estão utilizando o plástico verde em suas embalagens.

fábrica da Braskem e o selo “I’m Green”

Selo Verde

“I’m green” é o selo que permite ao consumidor identificar os produtos manufaturados com o plástico verde da Braskem. Ele foi desenvolvido para ser simples e direto na comunicação e falar ao crescente público que valoriza os produtos com componentes renováveis, aumentando o valor agregado dos produtos e promovendo um futuro mais sustentável.

A balança sustentável do plástico verde mostra que para cada tonelada de polietileno verde produzido são capturados e fixados até 2,5 toneladas de CO² da atmosfera. Outra vantagem é que o plástico verde é 100% reciclável, uma característica importante para um material de alto valor agregado, pois viabiliza sua reutilização inúmeras vezes. O fato de o plástico verde não ser biodegradável faz com que o CO² capturado durante o cultivo da cana-de-açúcar permaneça fixado por todo o período de vida do plástico.

Compromisso

Com o apoio da ProForest, consultoria especializada na gestão responsável de recursos naturais, a Braskem criou um “Código de Conduta para Fornecedores de Etanol”. O objetivo é orientar os produtores quanto aos requisitos socioambientais mínimos necessários para se tornar um fornecedor de etanol da empresa. Entre as exigências estão a não utilização de queimadas e a adoção de outras práticas ambientais, a garantia dos direitos humanos e trabalhistas para os empregados, além do fornecimento de informações para realização de estudos do ciclo de vida do produto.

Embrapa Agroindústria de Alimentos

Bucha vegetal, bananeira e mamoeiro tornam-se embalagens biodegradáveis e anatômicas

Embalagens biodegradáveis e anatômicas para frutas estão sendo desenvolvidas em conjunto pela Embrapa Agroindústria de Alimentos, pelo Instituto Nacional de Tecnologia (INT) e pelo Instituto de Macromoléculas (IMA) da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Na composição das novas embalagens, até 50% do material plástico poderá ser substituído por fibras da bucha vegetal e do pseudocaule de bananeiras e mamoeiros. A ideia é reduzir o passivo ambiental gerado pelo consumo de plásticos nas embalagens, volume que cresce a cada dia, em função da oferta de produtos frescos de qualidade ou minimamente processados e prontos para consumo. Os primeiros protótipos serão testados em parceria com a Braskem – Unidade Polímeros, de São Paulo – para verificar a resistência, o percentual máximo de fibra no compósito plástico, e o custo-benefício da proposta.

Frutas delicadas

As embalagens que serão testadas foram desenvolvidas para frutas como morango, mamão, caqui e manga. São alimentos suscetíveis a impactos e que têm grande perda durante o processo de pós-colheita, embalagem, transporte e oferta ao consumidor. De acordo com o pesquisador Antônio Gomes Soares, da Embrapa, só as perdas no setor de frutas podem chegar a 35% devido às injúrias que inviabilizam a comercialização. “Daí nossa preocupação de não só desenvolver embalagens menos agressivas ao meio ambiente, mas também mais adequadas para a acomodação das frutas”.

Em recente visita às feiras Fruit Logistics e Freshconex, em Berlim (Alemanha), o pesquisador Murillo Freire, também da Embrapa, atestou o grande volume de plásticos usados em embalagens para alimentos frescos e minimamente processados no mercado europeu. Essas feiras atraem 2.400 expositores e mais de 55 mil visitantes interessados em negócios e oriundos de 130 países em cada nova edição. “As empresas no exterior demandam alternativas para embalagens, mas querem soluções já validadas no mercado”, explicou.

Tomate, pimentão e pepino em embalagens ecológicas

Validação

Os testes feitos na Braskem seguirão para um polo frutífero para nova validação e ajuste dos processos de fabricação. A expectativa dos pesquisadores é chegar até o final do ano com embalagens validadas e estimativas de custo-benefício para poder oferecer o projeto de novas embalagens biodegradáveis e anatômicas às empresas do Brasil e do exterior. A iniciativa da Embrapa, do INT e do IMA conta com o apoio financeiro do BNDES.

Embalagens sustentáveis ajudam a reduzir índices de CO²

Estimativas da PricewaterhouseCoopers Ecobilan indicam que se 26 milhões de domicílios usarem sacos de lixo sustentáveis, à base de cana-de-açúcar, é possível economizar mais de 112 mil toneladas de CO², um volume equivalente ao dióxido de carbono emitido pelos veículos da cidade de São Paulo

As embalagens produzidas tendo como matéria-prima o etanol da cana-de-açúcar revolucionaram o mercado em 2011, já que são uma alternativa sustentável às sacolas plásticas distribuídas nos supermercados e no comércio em geral. O uso intensivo dessas sacolas plásticas, para acondicionar e descartar o lixo doméstico, provoca prejuízos em várias áreas. Quando utilizadas como sacos de lixo, provocam desde entupimento de bueiros até o assoreamento de córregos, rios e oceanos, onde podem ser ingeridas por peixes e outros animais marinhos, ao serem confundidas com algas, por exemplo.

Saco de lixo sustentável

A entrada de produtos sustentáveis no mercado trouxe aos consumidores outras alternativas. “Desmitificamos a história de que produto sustentável é muito mais caro, principalmente em relação aos sacos para lixo. Conseguimos fazer com que as embalagens sustentáveis tivessem preço acessível e ainda criamos estratégias em grandes redes de supermercados do país para alertar a população quanto à necessidade de optar por artigos que não agridam a natureza”, comenta Rafael Costa, diretor da Embalixo.

Em 2011, a empresa canalizou seus investimentos nesses produtos, fabricando cerca de 90 milhões de embalagens à base de cana-de-açúcar e comercializando mais de 1.800 toneladas dessas embalagens em todo o Brasil. O resultado foi 40% maior que o obtido pela empresa em 2010, segundo afirma seu diretor Rafael Costa. Para 2012, ele espera dobrar esses números, apostando no começo de uma conscientização da população para a utilização de materiais sustentáveis. “Hoje o consumidor tem opções muito acessíveis e com preço competitivo. Esperamos que no Brasil o hábito de utilizar sacos específicos para o descarte de lixo, como ocorre na Europa, se torne um hábito. Isso irá esquentar o mercado, tornando produtos e preços cada vez mais atraentes, dentro da linha sustentável, além de contribuir com a preservação do meio ambiente”, comenta o diretor.

A partir do eteno verde, a Embalixo, uma empresa de Campinas (SP), fabrica, com exclusividade, o primeiro saco de lixo sustentável à base de cana-de-açúcar. O saco se decompõe mais rapidamente na natureza, tem custo pouco maior que o dos sacos de lixo convencionais e pode ser reciclado. A empresa diversificou sua linha e os produtos sustentáveis incrementaram em 40% o faturamento em 2011.

Saco para lixo de “plástico verde”: preço acessível

Reciclagem

Apesar da polêmica em torno do uso de sacolas plásticas que também acabam sendo aproveitadas para descartar lixo, a Embalixo ousou e lançou um produto a partir do plástico reciclado, envolvendo, para isso, cooperativas de catadores. “Foi mais uma ação visando a um produto que contribua para a preservação do meio ambiente, pois a reutilização do plástico é uma forma de retirá-lo da natureza, já que ele demora mais de 200 anos para se decompor. Além disso, achamos interessante apoiar a iniciativas de cooperativas, incentivando que reciclem sacos e sacolas plásticas”, informa Rafael.

A empresa instalou em sua fábrica até mesmo uma máquina de reciclagem de plástico. “Utilizamos as sobras do que nós mesmos produzimos”, afirma. Milhares de pessoas vivem no país como catadores de produtos para a reciclagem, porém, a reciclagem de plástico ainda é muito pequena. O “Embalixo Reciclado” é produzido a partir de sobras de plásticos durante a sua fabricação, conhecidos como pré-consumo, e também de plásticos pós-consumo, como sacolas plásticas, sacos de hortifrutis, filme stretch (muitos utilizados por indústrias para proteger cargas durante transportes) comprados de cooperativas que fazem a coleta seletiva da população e de empresas. O lançamento do produto reforça a importância de reciclagem e do papel da sociedade na separação de materiais para coleta seletiva, geradora de renda e inclusão social dos catadores.

Uso das sacolinhas plásticas de mercado para descartar lixo

Apesar da proibição da distribuição das sacolas plásticas pelos estabelecimentos comerciais – que estava prevista para acontecer até o final deste ano, por meio de lei – ter sido derrubada por ação judicial, a discussão trouxe à tona a importância da opção por produtos sustentáveis e serviu como alerta à população para os prejuízos do uso das sacolinhas comuns.

O fato chamou atenção para outros assuntos importantes a serem discutidos, tais como: reciclagem do lixo (a separação dos materiais: vidro, papel, metal, garrafas pet, plástico e outros – que podem ser reciclados); o problema do uso do plástico (que demora cerca de 200 anos para se decompor na natureza); economia doméstica (pois a dona de casa passará a ter de comprar embalagens específicas para descartar o lixo); e sustentabilidade (adotar ações que contribuam com a preservação do meio ambiente e, consequentemente, do planeta).

“Na busca de soluções e/ou alternativas, o consumidor começa a se deparar com produtos sustentáveis, disponíveis no mercado, mais adequados ao descarte de lixo, produzidos à base de matéria-prima renovável ou reciclada, e com preços acessíveis. É o começo de uma mudança na cultura e nos hábitos de muitas pessoas, que contribuirá, e muito, para a saúde do planeta Terra”, explica Rafael Costa.

A empresa possui também um saco de lixo que utiliza em sua fabricação o produto antibacteriano Microban, que impede a proliferação de microorganismos e a emissão de gases orgânicos voláteis que causam o mau cheiro. Dessa forma, o consumidor pode otimizar o uso do saco de lixo, com a garantia de higiene até o dia da substituição, que pode ser feita em intervalo maior de tempo.

Exemplos de danos aos animais marinhos causados pelos sacos plásticos não biodegradáveis

Natureza

Exemplos de danos aos animais marinhos causados pelos sacos plásticos não biodegradáveis

Para começar, parar de utilizar sacolas plásticas, canudos e garrafas são alguns passos simples que você pode tomar para reduzir o gasto desse material. Comprar a granel e evitar itens que sejam embalados em plástico também ajuda, já que quase 40% de plásticos não fibrosos são criados para serem usados apenas uma vez. Reciclar quando possível e não descartá-lo em qualquer lugar também ajuda a reduzir a poluição.

Focas sendo estrangulada por sacos plásticos
Tartaruga engasgada por plásticos
A natureza sendo consumida pelo o plástico

Milhares de milhões de quilos de plástico são jogados fora todo ano. Esse detrito chega até a cadeia alimentar, desde micróbios até grandes animais, como baleias, que acabam ingerindo o plástico acreditando que ele é comida. Outros animais, como caranguejos e pássaros, usam esse tipo de material para construir casas, já que ele está sempre disponível no ambiente. Já espécies como focas e tartarugas frequentemente ficam enroscadas nas chamadas “redes fantasmas” — redes de pesca descartadas por pescadores.

Continue Reading
Advertisement

TV CÂMARA MUNICIPAL DE JOÃO PESSOA – CMJP AO VIVO

 

Grupo do Portal Informa Paraíba (Facebook)

Portal Informa Paraíba

Fiquem bem informados em um site que escreve notícias

TWITTER DO PORTAL INFORMA PARAÍBA

www.informaparaiba.com.br

Fiquem bem informados em um site que escreve notícias.

Página do Portal Informa Paraíba (Facebook)

CIDADE55 minutos ago

Durante convenção, Republicanos oficializa candidatura de Marmuthe a deputado federal da Paraíba

ESTADO2 horas ago

Roberto Tomé estreia na Rádio Mangabeira FM 104,9 nesta segunda-feira (08)

Politíca4 horas ago

Paraíba registra três feminicídios por mês e supera índice de 2021; Lei de Camila combate violência contra mulheres

CIDADE5 horas ago

Pollyanna Dutra chega ao município de São João do Tigre

CIDADE6 horas ago

Prefeito faz abertura da II Maratona Internacional de João Pessoa vencida por atletas de Pernambuco e Rio Grande do Norte

Politíca7 horas ago

Pollyanna vai “com muita sede ao pote” e Santiago avisa que Republicanos já tem compromisso para Senado

Politíca8 horas ago

Anísio Maia é contra os sistemas de coligação e federação e a favor de que cada partido dispute sozinho

Politíca8 horas ago

Grupo político de Fábio Tyrone e deputado Lindolfo Pires confirmam apoio à candidatura de Pollyanna ao Senado

Saúde13 horas ago

Pulseira inteligente monitora sua saúde sem precisar de bateria

Judiciário13 horas ago

Emissoras de rádio e TV devem ficar atentas a restrições na veiculação de conteúdo sobre as eleições a partir de sábado (6)

Judiciário13 horas ago

Aplicativo Pardal recebe denúncias de irregularidades sobre as Eleições 2022

Saúde14 horas ago

Revestimento aplicado em spray protege superfícies de vírus e bactérias

Saúde14 horas ago

Esponja-do-mar tem substância que mata bactérias resistentes a antibióticos

ESTADO3 dias ago

Energisa trocará até 2,5 mil lâmpadas de moradores de onze municípios paraibanos
Entre os municípios visitados, estão Patos (9 a 11) e Cajazeiras (15 a 18)

CIDADE3 dias ago

VÍDEO – Vereador chama a atenção na doutrinação das crianças, jovens e adolescentes em escolas na capital paraibana

Politíca4 dias ago

Deputada federal Eliza afirmou ser conservadora, criticou Wesley Sabadão e informou que irá apresentar projeto para proteger as crianças

Politíca4 dias ago

Cabo Gilberto denuncia atraso no início das obras do viaduto que ligaria os bairros do Cristo e Água Fria: “Ficou só na promessa”

Educação & Cultura4 dias ago

Observatório Paraibano de Jornalismo da UFPB promove mesa redonda sobre desinformação e democracia

CONCURSO E EMPREGO4 dias ago

Fundação PB Saúde divulga novos editais de convocação do concurso e do Processo Seletivo

ESTADO4 dias ago

Assinada ordem de serviço para construção de unidades de triagem de resíduos sólidos em 16 municípios 

Educação & Cultura12 meses ago

Política antitruste: o que é?

Esporte12 meses ago

Esporte aprova publicação em tempo real de diálogo de árbitros de evento esportivo

Educação & Cultura8 meses ago

Resultado do Enem será divulgado em 11 de fevereiro

Nacional4 meses ago

PT abre diálogo com mercado, mas cobrança de ‘mea culpa’ por Dilma irrita

Saúde11 meses ago

Candidíase também afeta homens; saiba como identificar e tratar o problema

Educação & Cultura12 meses ago

A separação dos três poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário

ESTADO9 meses ago

Detran-PB retoma aplicação de exames psicotécnicos na sede de Mangabeira

AGRICULTURA & PECUÁRIA11 meses ago

Como realmente é o clitóris – e suas semelhanças com o pênis

Educação & Cultura12 meses ago

João Pessoa ganha escola com metodologia líder em aprovação nos mais diversos vestibulares

Nacional12 meses ago

Concessão da Globo termina em 5 de outubro de 2022. Entenda!

Nacional12 meses ago

Lula é orientado a ter evangélico ou empresário como vice

Segurança Pública11 meses ago

PRF participa do VII Estágio de Patrulha Rural realizado pelo Grupamento Especializado em Operações em Área de Caatinga (GEOsAC) da Polícia Militar da Paraíba

Judiciário11 meses ago

Promotores de Brasília pedem a prisão de nove ministros do STF

Saúde7 meses ago

Câncer de pele não melanoma deve atingir 1.830 paraibanos

ENTRETENIMENTO8 meses ago

Os rostos de Jesus e Maria, reconstituídos por inteligência artificial: eram assim?

Nacional10 meses ago

VAMOS LEMBRAR? – Caso Richthofen volta aos holofotes; relembre a sentença

Esporte8 meses ago

Nadadora trans é criticada após quebrar recordes femininos

Saúde11 meses ago

Depressão: é preciso esvaziar o coração de tantas ideias sobre si mesmo

ENTRETENIMENTO12 meses ago

Live solidária reúne bandas de forró em Bananeiras e arrecada doações para entidades da região

Internacional10 meses ago

Descubra o único país que tem a Bíblia em sua bandeira

Saúde4 dias ago

QUANDO O CÉREBRO CRESCE E DIMINUI

CIÊNCIA & TECNOLOGIA4 dias ago

COMO OS EMIRADOS ÁRABES DIZEM FAZER CHOVER NO DESERTO

ENTRETENIMENTO4 dias ago

O QUE É A FELICIDADE EUDAIMÔNICA

AGRICULTURA & PECUÁRIA4 dias ago

PRODUÇÃO DE SHIMEJI E ALHO NEGRO N RIO GRANDE DO SUL

AGRICULTURA & PECUÁRIA4 dias ago

CAPITAL NACIONAL DA SEDA

ENTRETENIMENTO4 dias ago

RECEITA DO BAIÃO DE DOIS

AGRICULTURA & PECUÁRIA6 dias ago

BNDES suspende pedidos de financiamento de Plano Safra

Internacional1 semana ago

PRODUÇÃO DE CARVÃO VEGETAL AMEAÇA SEGUNDA MAIOR FLORESTA TROPICAL DO MUNDO

ENTRETENIMENTO1 semana ago

POR QUE O MUNDO PRECISA DE MAIS OSTRAS IMEDIATAMENTE

Internacional1 semana ago

NAÇÕES UNIDAS ALERTA QUE MUDANÇAS DRÁSTICAS DE TEMPERATURA VÃO PIORAR

AGRICULTURA & PECUÁRIA1 semana ago

ÓLEO DE PALMA: FAZENDEIROS SÃO ACUSADOS DE ENRIQUECER ÀS CUSTAS DE INDÍGENAS

ENTRETENIMENTO1 semana ago

ASPIRINA APLICADA EM PLANTAS – QUAL O SENTIDO?

AGRICULTURA & PECUÁRIA1 semana ago

COM INVESTIMENTO EM TECNOLOGIA, AGRICULTURA AVANÇA NO VALE DO ARAGUAIA (MT)

AGRICULTURA & PECUÁRIA1 semana ago

PRODUÇÃO DE SHIMEJI E ALHO NEGRO N RIO GRANDE DO SUL

Esporte1 semana ago

TREINAR DE MÁSCARA NÃO AFETA A RESPIRAÇÃO

Internacional2 semanas ago

AS MUDANÇAS NA POPULAÇÃO GLOBAL, PRESTES A ATINGIR 8 BILHÕES

CIÊNCIA & TECNOLOGIA2 semanas ago

GRÁFICO DA NASA MOSTRA COMO SÉCULO 21 CONCENTRA ANOS CADA VEZ MAIS QUENTES

ENTRETENIMENTO2 semanas ago

TEMPORADA DAS BALEIAS-FRANCAS GARANTE ESPETÁCULO NO LITORAL SUL DO BRASIL

Educação & Cultura2 semanas ago

Por que recomposição de aprendizagens não é apenas apoio pedagógico

Educação & Cultura2 semanas ago

Entenda o que é recomposição de aprendizagens

Advertisement

INFORMA PARAÍBA

    Advertisement

    Vejam também