Connect with us

Saúde

Por que até hoje não há cura para a doença de Alzheimer, descoberto há 115 anos?

Como pesquisador e neurologista que cuida de pessoas com Mal de Alzheimer, compartilho a frustração — na verdade, a indignação — de pacientes e familiares quando digo a eles que não tenho uma cura para oferecer

No ano passado, os cientistas se depararam com a covid-19, uma doença até então desconhecida, e em poucos meses desenvolveram novas vacinas eficazes.

Durante o mesmo período, a lista de fracassos no tratamento de Alzheimer aumentou.

Atualmente, os únicos medicamentos aprovados simplesmente aliviam alguns dos sintomas, parcial e temporariamente, mas não impedem o avanço da doença.

Embora ela tenha sido descrita oficialmente pela primeira vez há 115 anos — e, é claro, de já existir muito antes disso —, ainda não temos uma cura para esta doença devastadora. Por quê?

Vamos começar seguindo a trilha do dinheiro. Faz anos que os representantes dos pacientes têm alertado sobre o aumento do número de vítimas e os crescentes custos do Alzheimer à medida que a população mundial envelhece.

O Alzheimer é seriamente subfinanciado em comparação ao câncer, a doenças cardíacas, ao HIV/Aids e até mesmo à covid-19.

Infelizmente, a crença equivocada de que o Alzheimer afeta apenas pessoas mais velhas é um fator que contribui para essa falta de financiamento. Entre 5% e 10% das pessoas com Alzheimer têm menos de 65 anos. Algumas têm até 40 anos.

O Alzheimer também é uma doença que atinge toda a família, causando ansiedade, depressão e exaustão em cuidadores e entes queridos, o que gera um custo socioeconômico desproporcionalmente alto.

Teorias conflitantes

O financiamento não é o único problema. O cérebro humano é extremamente complexo, e o Alzheimer é a doença mais complexa do cérebro.

Uma pessoa segurando um balão no lugar da cabeça
Legenda da foto,O Alzheimer pode estar presente em pacientes de 20 a 30 anos antes de eles apresentarem os primeiros sintomas

Os desafios que surgem dessa colisão de complexidades se refletem nas diferentes teorias sobre o Alzheimer.

A mais amplamente aceita é que o Alzheimer é causado por proteínas mal dobradas que se agregam ou se agrupam, matando as células cerebrais e levando a sintomas de perda de memória e redução da cognição.

Inicialmente, a culpa por essa história de dobramento incorreto foi atribuída a uma proteína chamada beta-amiloide. Mais recentemente, outra proteína, a tau, surgiu como um possível colaborador.

Embora uma grande quantidade de dados de pesquisa tenha respaldado essa teoria de dobramento incorreto de proteínas, conhecida como hipótese amiloide, vários medicamentos desenvolvidos para bloquear os processos de dobramento incorreto de proteínas tóxicas do cérebro fracassaram repetidamente em testes em humanos.

Na verdade, nos últimos dois anos, vários ensaios clínicos importantes baseados na hipótese principal — de que a redução do nível de agrupamento beta-amiloide que assombra os cérebros dos pacientes com Alzheimer interromperia a progressão da doença — falharam dramaticamente.

Médico segurando um cérebro
Legenda da foto,Há várias teorias que tentam explicar a origem do Alzheimer

Mas existem muitas outras teorias. Uma concorrente de peso é a da neuroinflamação, que sugere que o Alzheimer surge de uma liberação excessiva de substâncias químicas inflamatórias tóxicas de células imunológicas do cérebro chamadas micróglias.

Os medicamentos desenvolvidos com base nessa teoria são fundamentalmente diferentes daqueles que abordam a hipótese amiloide e ainda estão nos estágios iniciais do processo de desenvolvimento.

Uma teoria diferente afirma que o Alzheimer é uma doença das sinapses, como são chamadas as junções entre as células cerebrais, e uma outra sugere que o Alzheimer é uma doença das mitocôndrias, a estrutura central para a produção de energia de cada célula do cérebro.

Desafios para encontrar a cura

O caminho para a cura não será fácil e, mesmo que essas teorias levem ao desenvolvimento de medicamentos, estas drogas podem falhar por outros motivos.

O Alzheimer é uma doença crônica de longa duração, provavelmente presente de 20 a 30 anos antes de os primeiros sintomas aparecerem.

Administrar um medicamento quando a pessoa se torna sintomática pode ser tarde demais para fazer a diferença.

Mas não temos a capacidade de fazer o diagnóstico 30 anos antes dos primeiros sintomas e, mesmo se tivéssemos, teríamos que considerar a ética de administrar um medicamento de longo prazo potencialmente tóxico a alguém que pode ou não ficar doente dali a três décadas.

Além disso, diferentemente do desenvolvimento de antibióticos, em que bastam alguns dias para os pesquisadores saberem se o medicamento funciona, a natureza crônica do Alzheimer requer testes longos e caros — de anos de duração — antes que seja possível obter uma resposta.

Esse tempo e gasto são um impedimento adicional para o desenvolvimento de medicamentos.

Um último problema é que o Alzheimer pode não ser simplesmente uma doença. Na verdade, pode ser um conjunto de doenças semelhantes.

Alois Alzheimer
Legenda da foto,O psiquiatra Alois Alzheimer descreveu a doença no início do século 20

Uma pessoa de 52 anos com início precoce de Alzheimer certamente tem uma evolução clínica distinta de uma pessoa de 82 anos com Alzheimer de início tardio.

Será que uma droga que funciona para uma pessoa de 82 anos também funcionará para uma de 52 anos com a doença? Talvez sim, ou não.

Felizmente, apesar de todos esses obstáculos, uma grande variedade de pesquisas fascinantes e encorajadoras estão sendo conduzidas em laboratórios de todo o mundo.

As conquistas da Ciência e da indústria farmacêutica sobre muitas outras doenças no século passado muitas vezes vieram com facilidade, como um fruto ao alcance da mão para ser colhido.

O Alzheimer não é uma fruta ao alcance da mão, mas sim a maçã no topo da árvore, e os cientistas terão que subir em vários galhos, muitos dos quais nunca foram alcançados, no caminho da cura. Mas vamos chegar lá.

Línea

* Donald Weaver é professor de Química e diretor do Instituto de Pesquisa Krembil, da Rede Universitária de Saúde, afiliada à Universidade de Toronto, no Canadá.

Este artigo foi publicado originalmente no site de notícias acadêmicas The Conversation e republicado aqui sob uma licença Creative Commons. Leia aqui a versão original (em inglês).

Parceiros

TV CÂMARA MUNICIPAL DE JOÃO PESSOA – CMJP AO VIVO

 

CALENDÁRIO

maio 2021
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Grupo do Portal Informa Paraíba (Facebook)

Portal Informa Paraíba

Fiquem bem informados em um site que escreve notícias

TWITTER DO PORTAL INFORMA PARAÍBA

www.informaparaiba.com.br

Fiquem bem informados em um site que escreve notícias.

Página do Portal Informa Paraíba (Facebook)

ENTRETENIMENTO4 horas ago

Jaccy lança seu novo single “Festa Junina” com Feat do cantor Vanderson Araújo da Mastruz com Leite

Politíca4 horas ago

Pollyanna Dutra cumpre agenda na Fiep e articula projetos para retomada econômica pós-pandemia na PB

Politíca4 horas ago

Na luta pela vacinação dos policiais, Eliza elogia Governo por imunização da Segurança Pública

Esporte4 horas ago

Empresários paraibanos assinam convênio para a implementação de primeiro kartódromo sustentável no Brasil

ESTADO4 horas ago

Trabalhadores do setor sucroenergético recebem vacinação contra o coronavírus

CIDADE10 horas ago

Secretária Ana Cláudia acompanha entrega de mil refeições diárias a pessoas carentes pelo Governo do Estado em Campina Grande

Esporte10 horas ago

João Pessoa deve sediar corrida ciclística Grand Fondo no mês de outubro

Judiciário11 horas ago

Justiça Federal na Paraíba se prepara para implantar nova plataforma de mediação e conciliação virtual

Politíca11 horas ago

Gervásio vota contra privatização da Eletrobras e diz que PSB vai à justiça contra sanção do texto

Politíca11 horas ago

Eduardo se reúne com Aguinaldo Ribeiro e prefeita de Pitimbu e garante investimentos para o município

CIDADE11 horas ago

Câmara promove sessão especial sobre Reforma Tributária com participação de Aguinaldo Ribeiro

Segurança Pública11 horas ago

PRF inicia Operação São João 2021 amanhã nas rodovias federais da Paraíba

ESTADO12 horas ago

João Azevêdo lança calendário de audiências do Orçamento Democrático Estadual

Educação & Cultura12 horas ago

Projeto da UFPB é selecionado em chamada pública para incentivar participação de garotas na Ciência da Computação

ESTADO12 horas ago

Governo inicia obra do Parque Linear Parahyba III nesta segunda-feira

CIDADE12 horas ago

Centro Reabilitação Física de Conde intensifica ações e atenderá pacientes de diversas cidades do litoral Sul

Segurança Pública21 horas ago

Guarda Civil Metropolitana passa por curso ministrado por campeão mundial de tiro

Segurança Pública21 horas ago

Segurança aplica novo lote de vacinas e a meta é imunizar todo efetivo contra o coronavírus até a próxima semana

Segurança Pública21 horas ago

Fundac firma parceria com a Seap e socioeducandos vão aprender a confeccionar vassouras ecológicas

ECONOMIA21 horas ago

Empréstimo na conta de energia elétrica é confiável? Descubra como funciona

Agricultura e Pecuária11 meses ago

Akatsuki: todos os membros, a história e poderes de cada um | Naruto

Agricultura e Pecuária10 meses ago

Saga Crepúsculo: a ordem correta para assistir aos filmes

Internacional10 meses ago

Polícia invade orgia gay “regada a drogas” de padres do Vaticano

Saúde11 meses ago

Engolir esperma pode ser uma arma contra o coronavírus?

Nacional9 meses ago

Como calcular os votos para eleição de vereador 2020

Internacional8 meses ago

Imagens mostram Joe Biden em atitude imprópria com crianças

CIDADE10 meses ago

Tentaram assassinar a pré-candidata a prefeita da cidade do Conde Karla Pimentel

Internacional11 meses ago

Cidades dos EUA registram confrontos em atos antirracismo

Judiciário11 meses ago

Política Nacional de Turismo não impede cobrança de direitos autorais em estabelecimentos de hospedagem

Internacional11 meses ago

Economia alemã tem retração histórica

Nacional11 meses ago

Estados e municípios poderão ter mais prazo para se adequarem à reforma da Previdência

Agricultura e Pecuária11 meses ago

30 espécies de morcegos muito bizarras para serem consideradas morcegos

Tecnologia5 meses ago

Facebook admite que “cometeu um erro” ao censurar hidroxicloroquina

Nacional11 meses ago

Senadores avaliam queda da arrecadação federal e aumento da previsão de deficit

CIDADE5 meses ago

“Animais jamais serão sacrificados na nossa cidade”, diz prefeito de cidade paraibana de Brejo do Cruz

Agricultura e Pecuária10 meses ago

Stranger Things | Teoria sugere que Demogorgon é alguém que já conhecemos

CIDADE8 meses ago

Juiz vê “gritante contradição” e determina suspensão de pesquisa Datavox em Bayeux sob pena de multa de R$ 100 mil

CIDADE7 meses ago

MAIS UM ESCÂNDALO EM BAYEUX: vereadores são “obrigados” a assinar carta-renúncia e fazer um pré-acordo na tentativa de eleger Noquinha o presidente da Câmara; entenda

Tecnologia6 meses ago

AMPLIAÇÃO DO ACESSO À INTERNET NO CAMPO AUMENTARIA O PIB EM ATÉ 1,2% AO ANO

CIDADE9 meses ago

CONDE – Policia atira por trás e quase assassina Karla Pimentel

Parceiros

INFORMA PARAÍBA

    Parceiros

    Vejam também

    pt_BRPortuguês do Brasil
    Powered by TranslatePress »