Connect with us

AGRICULTURA & PECUÁRIA

Centro de referência vai monitorar tecnologias para mitigar emissões da pecuária gaúcha

O trabalho será uma oportunidade para avaliar as melhores ferramentas para tornar a pecuária gaúcha cada vez mais sustentável
Trabalho abrangente indicará métodos e tecnologias que aumentarão sustentabilidade da atividade no Rio Grande do Sul.Pesquisadores procuram mitigar, especialmente, as emissões de metano dos animais, principal gás de efeito estufa emitido pela pecuária.Com cinco frentes, iniciativa abrange estudos com genética, integração lavoura-pecuária-floresta, novas dietas, avaliação da carne produzida e validação de marcas-conceito.Projeto prevê a aplicação e validação dos protocolos das certificações Carne Carbono Neutro (CCN), Carne Baixo Carbono (CBC) e Carbono Nativo (CN) em propriedades rurais do Rio Grande do Sul.Melhorias nos processos poderão servir de diferencial de mercado para a carne gaúcha e pautar políticas públicas no estado.Dados coletados ainda serão utilizados para atualizar o inventário de emissões do Rio Grande do Sul.

Um amplo projeto de pesquisa vai instituir no Rio Grande do Sul um centro de referência para a avaliação de tecnologias com potencial de mitigar gases de efeito estufa (GEE) da pecuária gaúcha. Liderado pela Embrapa Pecuária Sul (RS), o trabalho foi aprovado em edital realizado pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Infraestrutura e pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (Fapergs).

O projeto tem entre os seus objetivos subsidiar o governo gaúcho na atualização dos inventários de emissão de GEE do estado e na formulação de políticas públicas, assim como disponibilizar tecnologias validadas para os pecuaristas trabalharem com foco em sustentabilidade.

Intitulado “Avaliação de tecnologias com potencial de mitigar gases de efeito estufa nos campos e florestas nativas e cultivadas do Rio Grande do Sul”, o trabalho irá avaliar cinco pontos centrais: a genética de reprodutores bovinos de cinco raças quanto à relação da emissão de metano e produção de carne; o potencial de mitigação dos sistemas de integração Lavoura-Pecuária-Floresta com árvores nativas do Rio Grande do Sul; novas dietas para bovinos com capacidade de diminuir a produção  de metano entérico no rúmen dos animais; a validação no estado de marcas-conceito já lançadas pela Embrapa, como a Carne Carbono Neutro (CCN), Carne Baixo Carbono (CBC) e Carbono Nativo (CN); assim como a avaliação da carne produzida nesses modelos de produção.

Conforme Cristina Genro, pesquisadora da Embrapa Pecuária Sul e líder do projeto, será uma oportunidade para avaliar as melhores ferramentas para tornar a pecuária gaúcha cada vez mais sustentável. “Vamos avaliar mecanismos importantes para a mitigação de GEE na pecuária, como o melhoramento genético animal, a suplementação energética com coprodutos regionais e os sistemas ILPF. Além disso, a validação das marcas-conceito CCN, CBC e CN oferecem uma perspectiva de valorização da carne gaúcha em um mercado cada vez mais exigente por produtos de qualidade e produzidos com sustentabilidade”, destaca a pesquisadora.

Genro aponta que o manejo adequado do pasto é capaz de compensar em até 35% a emissão do metano pelos bovinos; a manipulação da fermentação ruminal com o uso de maior nível de proteína e concentrados e o melhoramento da dieta animal mitigam entre 10% e 20%; e o melhoramento genético animal tem um potencial de mitigar até 38% dessas emissões. “Essas tecnologias, analisadas em um balanço de emissão e fixação de carbono, são capazes de praticamente zerar essa balança”, avalia.

Essas são algumas das principais tecnologias existentes para mitigar a emissão do metano pelos bovinos. A produção desse gás nos ruminantes ocorre durante o processo de digestão. Depois de ingeridos, os alimentos vão para o rúmen, órgão do aparelho digestivo, onde bactérias ajudam na digestão por meio da fermentação, mas acabam produzindo também o gás. Esse alimento fermentado retorna para a boca do bovino para ser novamente mastigado. Nesse momento, o metano é emitido para a atmosfera pela eructação (arroto) dos animais.

Para apoiar as ações governamentais brasileiras, a Embrapa criou em 2019 a Plataforma Pecuária Baixo Carbono Certificada, cujo objetivo central é reunir marcas-conceito que agem como selos de garantia para a comercialização da carne bovina e seus derivados. Na plataforma está incluída a Carne Carbono Neutro (CCN), cuja certificação é focada na neutralização do carbono em sistemas com a presença de árvores plantadas (ILPF), a Carne Baixo Carbono (CBC), elaborada para certificar carne produzida em sistemas de integração lavoura-pecuária (ILP) ou em pastagens bem manejadas, sem a presença de árvores, e a Carbono Nativo (CN), cujo objetivo é certificar a carne produzida em pastagens com árvores nativas, nas quais o carbono foi mitigado ou neutralizado por meio da conservação desses componentes florestais. 

A validação dessas três marcas-conceito é inédita no Rio Grande do Sul, e terá início agora com a execução do projeto. De acordo com Genro, esse é um grande diferencial da pesquisa, que permitirá, futuramente, a certificação da carne produzida no estado com esses selos de sustentabilidade.

Segundo Rodiney de Arruda Mauro, pesquisador da Embrapa Gado de Corte (MS), a ideia é estabelecer um diferencial na produção agropecuária, valorizando modelos produtivos que tenham a capacidade de melhorar o balanço de carbono nos sistemas pecuários, tanto pela minimização da emissão dos animais, como pela fixação do carbono no solo, com pastagens bem manejadas, e com o uso dos componentes florestais. “A certificação dessas marcas-conceito pela Embrapa é um passo fundamental para a sustentabilidade da pecuária brasileira nos diferentes biomas, pois é possível cientificamente constatar que existem modelos pecuários de produção com capacidade de minimizar ou até neutralizar a emissão de metano”, ressalta.

“A pesquisa é importante para termos informações atualizadas sobre as emissões, pois a conexão desses dados com programas de certificação, como CCN, CBC e CN, visa agregar valor à carne gaúcha e manter a sustentabilidade no agronegócio”, declara a secretária do Meio Ambiente e Infraestrutura do Rio Grande do Sul, Marjorie Kauffmann. “O trabalho será relevante para melhor compreendermos a pecuária do Rio Grande do Sul, gerando avanços na pesquisa de mudanças climáticas em bovinos e colaborando com o estado para o cumprimento dos compromissos assumidos de redução de emissões de GEE”, diz a secretária.

ParticipantesEm suas diversas atividades, o projeto conta com apoio de pesquisadores da Embrapa Pecuária SudesteEmbrapa Gado de CorteEmbrapa Milho e SorgoEmbrapa Uva e Vinho, Universidade Federal do Pampa (Unipampa) e Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Conheça as frentes do projeto:

Melhoramento genético de bovinos para menor emissão de metano

A seleção de bovinos que emitem menos metano é uma das estratégias para a mitigação na emissão do gás pela pecuária. Desde 2022, a Embrapa Pecuária Sul desenvolve a Prova de Emissão de Gases (PEG), com o objetivo de identificar, em um mesmo ambiente de produção, jovens reprodutores com menores índices de emissão de metano e que podem ser empregados no melhoramento das raças utilizando a genética na formação de progênies com essa característica.

A PEG é realizada anualmente com animais das raças Hereford, Braford, Angus e Charolês, que também participam da Prova de Eficiência Alimentar. Com os recursos do projeto vai ser possível ampliar o número de animais testados por ano, passando de cerca de 30 para 100 animais de cada raça. Esse acréscimo irá propiciar o avanço na formação do banco de dados necessário para lançamento de avaliações genéticas e genômicas mais precisas, possibilitando a seleção de animais que emitam menos metano e que ainda sejam eficientes na conversão do alimento consumido em peso vivo. Uma nova raça, a Brangus, também fará parte da prova, com o teste de animais integrantes do rebanho da Embrapa.

“A identificação de animais mais eficientes no uso dos alimentos e que, portanto, emitam menos metano por quilo de alimento consumido, passou a ser algo de grande importância para a cadeia da carne bovina brasileira”, explica Genro.

Foto: Felipe Rosa

Validação dos protocolos CCN, CBC e CN

O projeto contempla a validação no Rio Grande do Sul de três protocolos de sustentabilidade na pecuária lançados pela Embrapa, o Carne Carbono Neutro (CCN), o Carne Baixo Carbono (CBC) e o Carbono Nativo (CN).

CCN – Será instalada em Bagé, na sede da Embrapa Pecuária Sul, uma Unidade de Referência Tecnológica (URT) dessa marca-conceito. A área de 30 hectares será avaliada quanto à capacidade de fixar carbono no sistema de integração com eucalipto, soja e pecuária. O protocolo CCN busca neutralizar o carbono produzido no sistema de produção pecuário. Parte-se da premissa de que é possível compensar a emissão de metano (CH4) dos animais com a introdução de espécies florestais que têm a capacidade de sequestrar carbono.

CBC – Será instalada em Aceguá (RS), na Fazenda Santa Luzia, uma URT da marca-conceito CBC. A área de 60 hectares será avaliada quanto à capacidade de mitigar a emissão de carbono em um sistema de recria e terminação de bovinos de corte em campo nativo melhorado do bioma Pampa, com a introdução de pastagens de aveia e azevém no inverno. A CBC contempla sistemas produtivos sem a presença da floresta, mas com potencial de mitigação das emissões de GEE a partir do bom manejo das pastagens, dos animais e adoção de boas práticas agropecuárias. 

CN – Será instalada em Nova Prata (RS), na Fazenda Tupi, uma URT da marca-conceito Carbono Nativo. O protocolo prevê o uso de árvores nativas em áreas de pastagens para neutralizar ou mitigar as emissões de gases de efeito estufa e, com isso, valorizar as propriedades pecuárias que possuam esses sistemas. A ideia é estabelecer um diferencial na produção, valorizando a biodiversidade e o bem-estar animal.  

Avaliação da qualidade da carne dos protocolos CCN e CBC

Um total de 20 animais dos sistemas CCN e CBC serão avaliados quanto à qualidade da carne. Serão realizadas análises físico-químicas, de ácidos graxos e perfil metabolômico. Também serão obtidos os dados de características de carcaça: peso de carcaça quente, acabamento de gordura, conformação e rendimento de carcaça. As amostras serão encaminhadas para o Laboratório de Ciência e Tecnologia de Carnes da Embrapa Pecuária Sul, para avaliação de pH final, cor da carne, cor da gordura, teores de umidade, gordura intramuscular (lipídeos), proteína e cinzas, teor de colesterol e perfil de ácidos graxos.

Foto: Leko Machado

Avaliação de sistemas de integração Lavoura-Pecuária-Floresta

A integração Lavoura-Pecuária-Floresta tem potencial de mitigar as emissões entéricas pelo armazenamento de carbono no solo e na biomassa arbórea. Nesse sentido, será realizado o monitoramento de GEE de sistemas pecuários integrados com agricultura e floresta nativa. A atividade vai quantificar as emissões do sistema integrado de árvores de eucalipto consorciadas ou não com 10 espécies nativas de árvores cultivadas simultaneamente com a lavoura de soja e a pecuária de corte no inverno. A área experimental foi implantada em 2021 com 13 hectares, na Embrapa Pecuária Sul.

Avaliação do uso de coproduto industrial para reduzir emissão de metano

A nutrição dos bovinos tem impacto na produção de metano no trato digestivo dos animais. Pesquisas mostram que pastagens bem manejadas e com oferta adequada de alimentos, aliada ao uso de suplementos naturais, são uma estratégia para diminuir o impacto da pecuária nas emissões de GEE. Estudo a ser desenvolvido na Embrapa Pecuária Sul vai testar os rejeitos da produção de vinho e suco de uva com o objetivo de reduzir a produção de metano e melhorar a nutrição de bovinos. Esse subproduto também tem potencial de substituir as fontes de energia mais tradicionais utilizadas nos concentrados fornecidos na alimentação animal, como o milho. Na pesquisa será avaliada também a qualidade do produto para a nutrição, ou seja, a resposta na produção animal, uma vez que vai substituir um dos principais ingredientes de concentrados.

Conforme João Carlos Taffarel, analista da Embrapa Uva e Vinho (RS), as avaliações para identificar o potencial de uso de resíduos da uva para nutrição dos bovinos é um trabalho inovador, de cooperação entre diferentes centros de pesquisa, e que pode dar um melhor destino a subprodutos atualmente sem uso na indústria. “É o início de uma nova fase no uso de resíduos, de cadeia circular, e de aproveitamento dos resíduos que hoje são um problema para a indústria vitivinícola brasileira”, destaca.

Banco de Dados

Uma atividade transversal será a formação de um banco de dados com os resultados de todas as ações de pesquisa realizadas. A gestão das informações do projeto baseada no modelo relacional (SQL) tem como principal objetivo subsidiar a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura para a formulação de políticas públicas. “A Sema é a financiadora deste projeto e para a secretaria é fundamental ter essas informações precisas, tanto para atualização dos inventários de emissão de gases de efeito estufa no RS como para a formulação das políticas públicas. Assim, a partir da formação desse banco de dados, todas as informações geradas serão compartilhadas com a secretaria”, anuncia Genro.

Continue Reading
Advertisement

Relógio

Grupo do Portal Informa Paraíba (Facebook)

Portal Informa Paraíba

Fiquem bem informados em um site que escreve notícias

TWITTER DO PORTAL INFORMA PARAÍBA

www.informaparaiba.com.br

Fiquem bem informados em um site que escreve notícias.

Página do Portal Informa Paraíba (Facebook)

CIDADE6 minutos ago

Prefeito entrega 35 novos ônibus para renovação da frota da Capital, que se torna a 3ª mais nova do Nordeste

Internacional14 horas ago

Quais são os sistemas de defesa aérea de Israel

Internacional14 horas ago

Por que alguns países árabes ajudaram Israel a repelir o Irã

Internacional14 horas ago

Escalada no Oriente Médio alarma liderança mundial

Internacional14 horas ago

Angola aposta em pequenas empresas para transformação da economia

Internacional14 horas ago

No Conselho de Segurança, Guterres fala de hora de “recuar do abismo” após ataque de Irã a Israel

Internacional14 horas ago

ONU apreensiva com “perigo muito real de escalada” após ataque iraniano a Israel

CONCURSO E EMPREGO14 horas ago

Sine-JP inicia a semana disponibilizando 239 vagas de trabalho em diversas áreas

Nacional15 horas ago

Janja afirma ser articuladora no governo e ter autonomia de Lula

ECONOMIA16 horas ago

Aumento dos Preços dos Alimentos no Brasil: Cerveja, Pão de Alho e Vinagrete entre os Vilões

Judiciário1 dia ago

OAB sobe tom contra Moraes e busca Câmara em meio à disputa entre Poderes

Nacional1 dia ago

Lira diz que governo Lula planta mentiras e Padilha é incompetente

Nacional1 dia ago

Governo Lula adota postura diplomática ambígua após ataque do Irã a Israel

Esporte1 dia ago

Nos pênaltis, Sousa vence Botafogo-PB e é campeão Paraibano de 2024

Esporte1 dia ago

Carol Meligeni perde para Siegemund, e Brasil cai para Alemanha mais uma vez na BJK Cup

Esporte1 dia ago

Fla encara Halcones por vaga na final da Champions League de basquete

Esporte1 dia ago

Popó confirma luta contra Vitor Belfort e anuncia quando será o combate

Esporte1 dia ago

Doornbos aconselha Verstappen: “Vá para a Mercedes, a Ford não será a melhor opção

Educação & Cultura1 dia ago

Atlas do IBGE com Brasil no centro vira polêmica: como surgiu o marco zero dos mapas?

Segurança Pública1 dia ago

É falsa informação de que STF extinguiu hora extra aos policiais civis

Judiciário1 dia ago

ADI 6.655: futuro dos cargos comissionados e veredito do STF para tribunais de contas

Judiciário1 dia ago

Último ano de mandato e o aumento na despesa com pessoal

Educação & Cultura1 dia ago

Usufruído ou não, recreio deve ser computado na jornada de professora

Judiciário1 dia ago

Reforma do Código Civil prevê divórcio unilateral direto no cartório

ESTADO1 dia ago

Mais de 68,7 mil doses aplicadas no “Dia D contra a Influenza e Multivacinação” 

CIDADE1 dia ago

Mais de 5,8 mil pessoas foram imunizadas durante o ‘Dia D’ de vacinação na Capital

ESTADO1 dia ago

Governo da Paraíba facilita acesso de pescadores ao Cadastro Nacional da Agricultura Familiar

ESTADO1 dia ago

Programa Opera Paraíba realiza primeira cirurgia de artroplastia total de quadril no Hospital Regional de Picuí

Judiciário1 dia ago

Aborto: a vida começa na concepção – recente resolução do Conselho Federal de Medicina

CIDADE1 dia ago

CPICS Equilíbrio do Ser oferece meditação para gerenciamento do estresse e da ansiedade 

Internacional9 meses ago

Cidade alemã passa a distribuir gratuitamente filtro solar

Internacional10 meses ago

IMPRESSIONANTE – GOVERNO CANADENSE ADMITE: “Os não vacinados estavam certos sobre as vacinas de mRNA”

Judiciário11 meses ago

Escravizados

ENTRETENIMENTO9 meses ago

JIBÓIA

ENTRETENIMENTO10 meses ago

Exorcista: filme “Nefarious” é “o melhor já produzido” sobre possessão demoníaca

Nacional8 meses ago

CNS reconhece religiões afro como complementares ao SUS

ENTRETENIMENTO7 meses ago

Conheça Rocco, um cão mistura de rottweiler com husky siberiano: ‘Parece o Batman’

AGRICULTURA & PECUÁRIA3 meses ago

Com produtor revisando tamanho da safra, 2024 inicia cercado de incertezas para a soja

Nacional12 meses ago

Advogado de Adélio Bispo recebeu R$ 315 mil do PCC, segundo inquérito da PF

Internacional3 meses ago

Secretário-geral da ONU condena atos criminosos no Equador

CONCURSO E EMPREGO3 meses ago

Carreiras em Extinção? Veja Quais Podem Sumir

CIDADE12 meses ago

Sapé: ex-candidato a prefeito Luizinho, vice e coligação são condenados a pagar R$ 300 mil por infringir norma eleitoral e sanitária

Nacional11 meses ago

Bomba: Alexandre de Moraes monitorava todos os passos de funcionários do gabinete de Bolsonaro e da primeira-dama desde 2021, diz Folha

Internacional3 meses ago

Fome já é generalizada em Gaza, alerta ONU

ECONOMIA3 meses ago

Calendário do Bolsa Família 2024: saiba quando você vai receber

Nacional12 meses ago

Exclusivo: imagens mostram baixo contingente de segurança no Planalto e atuação do GSI no 8 de janeiro

AGRICULTURA & PECUÁRIA3 meses ago

Número de IGs cresceu 60% em quatro anos no Brasil

CIDADE3 meses ago

Polêmica em Princesa Isabel: Vereadores aprovam aumento salarial próprio e do Executivo

Judiciário7 meses ago

Informativo destaca não exigência de provas para fixação de indenização mínima por danos morais

Nacional11 meses ago

Lira manda novo recado ao governo Lula: “grande resistência entre os parlamentares”

Judiciário6 meses ago

Entender Direito: especialistas discutem os embargos de divergência

Saúde3 meses ago

OS PRINCIPAIS LEGUMES E VERDURAS QUE AJUDAM A PREVENIR DOENÇAS CRÔNICAS

Internacional3 meses ago

Israel quer controlar e fechar fronteira entre Gaza e Egito

ENTRETENIMENTO3 meses ago

HORTÊNSIAS

Educação & Cultura3 meses ago

Campina Grande entra na disputa e poderá ser escolhida para receber nova Escola de Sargentos do Exército após impasse em Pernambuco

Segurança Pública11 meses ago

Conheça as 6 piores prisões do mundo

Nacional10 meses ago

Relator lê parecer sobre indicação de Cristiano Zanin ao STF; sabatina está marcada para 21 de junho

Internacional3 meses ago

“Perdas, dor e angústia” após ataques aéreos marcam o início do ano na Ucrânia

Educação & Cultura10 meses ago

Novo ensino médio precisa levar em conta realidade de alunos e municípios, aponta debate

Nacional11 meses ago

Repórter da TV Globo é agredida por segurança de Maduro após questionamento

Segurança Pública2 dias ago

COMO ANALISAR E EVITAR GOLPES DO PIX

Saúde2 dias ago

UMA SEGUNDA INFECÇÃO POR DENGUE PODE SER PIOR DO QUE A PRIMEIRA?

ECONOMIA2 dias ago

IMPOSTO DE RENDA: RECEITA FEDERAL AUMENTA LIMITE DE ISENÇÃO DE IMÓVEIS

Internacional4 dias ago

O PIOR LUGAR DO MUNDO PARA SER MULHER?

Saúde4 dias ago

CIÊNCIA PODE ESTAR PERTO DE DESCOBRIR ORIGEM DE TRANSTORNOS ALIMENTARES

Saúde4 dias ago

POR QUE O BRASIL TEM RECORDE DE CASOS DE DENGUE?

Nacional4 dias ago

SOTAQUE CARIOCA: POR QUE SE FALA CHIADO NO RJ?

Saúde4 dias ago

O QUE O CAFÉ FAZ REALMENTE COM O SEU CORPO

ENTRETENIMENTO5 dias ago

RECEITA DA COCADA DE MARACUJÁ

Saúde5 dias ago

IBGE APONTA QUE 60% DA POPULAÇÃO BRASILEIRA ADULTA ESTÁ ACIMA DO PESO

Saúde5 dias ago

OZEMPIC: INJEÇÕES PARA DIABETES AGORA COMO REMÉDIO PARA EMAGRECIMENTO

Internacional5 dias ago

EMPRESA DO REINO UNIDO LANÇA ‘ESCUDO’ QUE DEIXA QUALQUER PESSOA INVISÍVEL

AGRICULTURA & PECUÁRIA5 dias ago

MARÇO DE 2024 FOI O MÊS MAIS QUENTE DA HISTÓRIA

ENTRETENIMENTO6 dias ago

BRASILEIRO CASAM MENOS E FICAM MENOS TEMPO JUNTOS

ENTRETENIMENTO6 dias ago

SEXTO SENTIDO, UM PODER OCULTO?

Saúde6 dias ago

METAIS TÓXICOS EM BEBÊS

Nacional6 dias ago

PREOCUPAÇÃO COM O USO DA IA NAS CAMPANHAS POLÍTICAS VOLTA À TONA

CIÊNCIA & TECNOLOGIA6 dias ago

A CORRIDA PELO CAMINHÃO DO FUTURO

CIÊNCIA & TECNOLOGIA7 dias ago

TV 3.0: COMO SERÁ A TELEVISÃO DO FUTURO NO PAÍS

ENTRETENIMENTO7 dias ago

CRIAÇÃO DE VIEIRAS: A JOIA DO MAR EM CULTIVO SUSTENTÁVEL

Saúde7 dias ago

SINAIS DO PARKINSON PODEM APARECER BEM ANTES DOS TREMORES

Saúde7 dias ago

FEBRE OROPOUCHE: CRESCE CASOS DA DOENÇA COM SINTOMAS PARECIDO COM A DENGUE

AGRICULTURA & PECUÁRIA7 dias ago

PESQUISA DA UFMG TRANSFORMA XIXI EM ADUBO

Saúde1 semana ago

É PRECISO HIGIENIZAR A LATINHA ANTES DE CONSUMIR A BEBIDA?

CIÊNCIA & TECNOLOGIA1 semana ago

ROBÓTICA É PARA TODOS?

Internacional1 semana ago

MERCOSUL QUER FECHAR ACORDOS COMERCIAIS COM OUTROS BLOCOS

ECONOMIA1 semana ago

PARTE DO IMPOSTO DEVIDO PODE SER DOADO

Educação & Cultura1 semana ago

MAIOR MAPA EM 3D DO UNIVERSO PODE REVOLUCIONAR COMPREENSÃO DO COSMOS

ENTRETENIMENTO2 semanas ago

RECEITA DO BOLO DE MILHO VERDE

Nacional2 semanas ago

COMO O BRASIL ESTÁ SE TORNANDO O PAÍS DOS EVANGÉLICOS

Advertisement
Advertisement

Vejam também

Somos o Portal Informa Paraíba, uma empresa de marketing e portal de informações que oferece um noticioso com assuntos diversos. Nosso objetivo é fornecer conteúdo relevante e atualizado para nossos leitores, mantendo-os informados sobre os acontecimentos mais importantes. Nossa equipe é composta por profissionais experientes e apaixonados por comunicação, que trabalham incansavelmente para oferecer um serviço de qualidade. Além disso, estamos sempre em busca de novas formas de melhorar e inovar, para podermos atender às necessidades e expectativas de nossos clientes. Seja bem-vindo ao nosso mundo de informações e descubra tudo o que o Portal Informa Paraíba tem a oferecer. Fiquem bem informados acessando o Portal Informa Paraíba: www.informaparaiba.com.br