Connect with us

ECONOMIA

Em fevereiro, vendas no varejo crescem 1,0%

Setor de artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria apresentou a principal alta do varejo em fevereiro

Em fevereiro de 2024, o volume de vendas do comércio varejista cresceu 1,0%, frente a janeiro, na série com ajuste sazonal. No mês anterior, a alta havia sido de 2,8%. A média móvel trimestral variou 0,7% no trimestre encerrado em fevereiro.

PeríodoVarejoVarejo Ampliado
Volume de vendasReceita nominalVolume de vendasReceita nominal
Fevereiro / Janeiro*1,01,21,21,6
Média móvel trimestral*0,81,11,31,7
Fevereiro 2024 / Fevereiro 20238,210,99,711,9
Acumulado 20246,18,28,210,1
Acumulado 12 meses2,34,03,65,7
*Série COM ajuste sazonal    
Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Estatísticas Conjunturais em Empresas 

Na série sem ajuste sazonal, o comércio varejista subiu 8,2% frente a fevereiro de 2023, nono avanço seguido. O acumulado no ano foi de 6,1% enquanto o acumulado nos últimos 12 meses registrou crescimento de 2,3%.

No comércio varejista ampliado, que inclui veículos, motos, partes e peças e material de construção, o volume de vendas cresceu 1,2% na série com ajuste sazonal. A média móvel trimestral foi de 0,7% em fevereiro. Na série sem ajuste sazonal, que inclui, além das atividades citadas, o atacado especializado em alimentos, bebidas e fumo, o varejo ampliado cresceu 9,7%. O acumulado no ano foi de 8,2% enquanto o acumulado em 12 meses a variação acumulado foi de 3,6%.

Em fevereiro, o comércio varejista brasileiro cresceu 1,0% na comparação com o mês anterior, após a alta registrada em janeiro (2,8%). É o segundo mês consecutivo de alta. A última vez que o varejo registrou dois meses consecutivos de alta foi em setembro de 2022 (0,5% em agosto e 0,7% em setembro). Com isso, o comércio atinge o máximo da série histórica, superando em 0,5% o nível recorde anterior (outubro de 2020), e 7,1% acima do patamar pré-pandemia, registrado em fevereiro de 2020.

Seis das oito atividades avançaram em relação a janeiro

Em fevereiro de 2024, na série com ajuste sazonal, houve taxas positivas em seis das oito atividades pesquisadas: Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria (9,9%), Outros artigos de uso pessoal e doméstico (4,8%), Livros, jornais, revistas e papelaria (3,2%), Móveis e eletrodomésticos (1,2%), Equipamentos e material para escritório informática e comunicação (0,5%) e Tecidos, vestuário e calçados (0,3%).

BRASIL – INDICADORES DO VOLUME DE VENDAS DO COMÉRCIO VAREJISTA E
COMÉRCIO VAREJISTA AMPLIADO, SEGUNDO GRUPOS DE ATIVIDADES:
 Fevereiro 2024
ATIVIDADESMÊS/MÊS ANTERIOR (1)MÊS/IGUAL MÊS DO ANO ANTERIORACUMULADO
Taxa de Variação (%)Taxa de Variação (%)Taxa de Variação (%)
DEZJANFEVDEZJANFEVNO ANO12 MESES
COMÉRCIO VAREJISTA (2)-1,52,81,01,24,08,26,12,3
1 – Combustíveis e lubrificantes1,0-0,3-2,70,10,8-0,20,30,9
2 – Hiper, supermercados, prods.  alimentícios, bebidas e fumo0,70,8-0,25,46,39,67,94,7
       2.1 – Super e hipermercados0,51,10,05,36,810,28,55,0
3 – Tecidos, vest. e calçados-7,08,50,30,60,5-0,50,0-4,2
4 – Móveis e eletrodomésticos-7,64,11,2-3,30,13,71,80,9
       4.1 – Móveis-3,4-2,75,51,1-4,2
       4.2 – Eletrodomésticos-2,11,53,72,54,4
5 – Artigos farmaceuticos, med., ortop. e de perfumaria-0,7-1,19,94,87,118,512,77,4
6 – Livros, jornais, rev. e papelaria-2,9-3,33,2-8,1-8,8-6,0-7,7-8,0
7 – Equip. e mat. para escritório, informatica e comunicação-13,46,80,5-0,94,310,57,22,3
8 – Outros arts. de uso pessoal e doméstico-4,96,94,8-12,0-2,19,63,1-9,1
COMÉRCIO VAREJISTA AMPLIADO (3)-1,82,81,20,16,89,78,23,6
9 – Veículos e motos, partes e peças-4,23,73,97,411,916,614,110,1
10- Material de construção0,70,0-0,2-2,20,65,02,6-1,1
11- Atacado Prod.Alimen.,Beb. e Fumo   2,816,410,113,24,1
Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Estatísticas Conjunturais em Empresas       
(1) Séries com ajuste sazonal. (2) O indicador do comércio varejista é composto pelos resultados das atividades numeradas de 1 a 8.     (3) O indicador do comércio varejista ampliado é composto pelos resultados das atividades numeradas de 1 a 11.        

Por outro lado, entre janeiro e fevereiro, houve taxas negativas em dois dos oito grupos de atividades do varejo: Combustíveis e lubrificantes (-2,7%) e Hiper, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-0,2%).

As duas atividades adicionais que compõem o varejo ampliado nesse indicador tiveram trajetória distinta: Veículos, motos, partes e peças cresceu 3,9% e Material de Construção variou -0,2% em volume.

Cinco atividades do varejo avançaram frente a fevereiro de 2023

Em relação a fevereiro de 2023, cinco dos oito setores investigados no comércio varejista avançaram: Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria (18,5%), Equipamentos e material para escritório informática e comunicação (10,5%), Hiper, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (9,6%), Outros artigos de uso pessoal e doméstico (9,6%) e Móveis e eletrodomésticos (3,7%).

Os outros três setores apresentaram taxas negativas na mesma comparação: Livros, jornais, revistas e papelaria (-6,0%), Tecidos, vestuário e calçados (-0,5%) e Combustíveis e lubrificantes (-0,2%).

No comércio varejista ampliado, houve taxas positivas nas três atividades adicionais que são consideradas na comparação com o mesmo período do ano anterior: Veículos e motos, partes e peças (16,6%), Material de construção (5,0%) e Atacado especializado em produtos alimentícios, bebidas e fumo (10,1%).

BRASIL – INDICADORES DA RECEITA NOMINAL DE VENDAS DO COMÉRCIO VAREJISTA E COMÉRCIO VAREJISTA AMPLIADO, SEGUNDO GRUPOS DE ATIVIDADES:
Fevereiro 2024
ATIVIDADESMÊS/MÊS ANTERIOR (1)MÊS/IGUAL MÊS DO ANO ANTERIORACUMULADO
Taxa de Variação (%)Taxa de Variação (%)Taxa de Variação (%)
DEZJANFEVDEZJANFEVNO ANO12 MESES
COMÉRCIO VAREJISTA (2)0,31,01,23,95,710,98,24,0
1 – Combustíveis e lubrificantes0,20,1-2,95,4-0,91,50,3-9,3
2 – Hiper, supermercados, prods.  alimentícios, bebidas e fumo1,12,00,55,67,811,89,87,4
       2.1 – Super e hipermercados0,82,20,65,58,412,410,47,8
3 – Tecidos, vest. e calçados1,2-0,9-0,53,13,11,92,62,4
4 – Móveis e eletrodomésticos-7,03,91,0-4,7-1,22,20,3-0,7
       4.1 – Móveis-1,3-1,07,12,80,2
       4.2 – Eletrodomésticos-4,8-1,30,6-0,40,1
5 – Artigos farmaceuticos, med., ortop. e de perfumaria-0,70,09,910,613,525,819,515,1
6 – Livros, jornais, rev. e papelaria0,0-0,31,60,6-0,32,81,00,5
7 – Equip. e mat. para escritório, informatica e comunicação-14,36,90,0-5,9-0,35,42,4-5,2
8 – Outros arts. de uso pessoal e doméstico-4,57,45,3-9,41,413,16,6-4,7
COMÉRCIO VAREJISTA AMPLIADO (3)-1,52,81,62,08,311,910,15,7
9 – Veículos e motos, partes e peças-4,33,53,77,310,515,613,011,4
10- Material de construção1,40,00,3-2,9-0,34,52,0-0,2
11- Atacado Prod.Alimen.,Beb. e Fumo   5,120,915,718,38,6
Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Estatísticas Conjunturais em Empresas      
(1) Séries com ajuste sazonal.        
 

O setor de Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria apresentou alta de 18,5% nas vendas frente a fevereiro de 2023. Ao todo, são 12 meses consecutivos de crescimento para o indicador interanual (o último mês registrar queda foi fevereiro de 2023: -0,5%). Com isso, a atividade representa a segunda maior contribuição na taxa global do varejo, somando 1,8 p.p. ao total de 8,2%. Nos dois primeiros meses do ano o setor acumula 12,7%, mais intenso que até janeiro (7,1%). Em termos de resultado acumulado nos últimos doze meses, ao passar de 5,9% até janeiro para 7,4% em fevereiro, o setor mostra aumento de intensidade de crescimento.

A atividade de revenda de Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação apresentou alta de 10,5% nas vendas frente a fevereiro de 2023, segundo mês consecutivo a registrar alta (em dezembro de 2023 o resultado havia sido -0,9%, enquanto janeiro registrou 4,3%). No primeiro bimestre de 2024 o setor acumula 7,2% em relação ao mesmo período de 2023 e nos últimos dozes meses o valor, até fevereiro, foi de 2,3%, acima do acumulado até janeiro (1,4%).

Em fevereiro, o agrupamento que abrange Hiper, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo apresentou aumento de 9,6% nas vendas frente a fevereiro de 2023 décimo nono mês consecutivo a registrar alta no indicador interanual (o último mês a apresentar taxa negativa foi julho de 2022: -0,3%). Com isso, o setor foi o que mais contribuiu para a composição da taxa interanual do varejo, adicionando 5,3 p.p. ao total de 8,2%). No bimestre o setor acumula 7,9% de variação, enquanto nos últimos doze meses, o acúmulo é positivo em 4,7%.

Após 21 meses de quedas consecutivas, a atividade denominada de Outros artigos de uso pessoal e doméstico, que engloba lojas de departamentos, óticas, joalherias, artigos esportivos, brinquedos etc., apresentou crescimento de 9,6% no indicador interanual (a última vez que a taxa interanual havia registrado valor positivo foi em abril de 2022: 1,1%). Com isso, o primeiro bimestre de 2024, em comparação com o primeiro bimestre de 2023, fechou em alta de 3,1%, quebrando uma sequência também de 21 meses acumulando perdas no ano. Nos últimos 12 meses o setor acumula perda de 9,1% até fevereiro, menos intensa que o resultado até janeiro (-10,5%).

Já Móveis e eletrodomésticos apresentou alta de 3,7% nas vendas frente a fevereiro de 2023, sendo o primeiro mês a registrar crescimento após dois meses: o resultado de janeiro de 2024 (0,1%) é interpretado como estabilidade, enquanto dezembro de 2023 registrou -3,3%). O setor inicia o ano com acúmulo positivo no primeiro bimestre, frente ao mesmo período de 2023, registrando 1,8%. Nos últimos doze meses há ganhos de 0,9% até fevereiro de 2024.

A atividade de Livros, jornais, revistas e papelaria teve queda de 6,0% nas vendas frente a fevereiro de 2023, décimo terceiro resultado no campo negativo para o indicador interanual (o último mês a registrar crescimento foi janeiro de 2023: 18,3%). No primeiro bimestre de 2024 as perdas acumuladas chegam a 7,7% e nos últimos 12 meses o valor é de -8,0%.

A atividade de Tecidos, vestuário e calçados apresentou variação negativa em 0,5% nas vendas frente a fevereiro de 2023, resultado que inverte taxa positiva de 0,5% registrada em janeiro. Nos primeiros dois meses do ano de 2024 o setor apresenta estabilidade em relação ao mesmo período do ano anterior (0,0%), demonstrando perda de ritmo em relação a janeiro (0,5%) No indicador de 12 meses a atividade passa de -4,7% até janeiro de 2024 para -4,2% até fevereiro.

O setor de Combustíveis e lubrificantes variou -0,2% nas vendas frente a fevereiro de 2023. Esse resultado, que representa estabilidade, vem após crescimento de 0,8% em janeiro. Nos últimos oito meses o setor, para o indicador interanual, teve apenas janeiro de 2024 em alta, sendo que seis (de julho a novembro de 2023) em queda. No primeiro bimestre de 2024 há um acúmulo de 0,3% e no ano até fevereiro o valor é de 0,9%.

No comércio varejista ampliado, as empresas que comercializam Veículos e motos, partes e peças apresentaram crescimento de 16,6% no volume de vendas frente a fevereiro de 2023, seguindo trajetória positiva pelo décimo mês consecutivo. No que tange ao comércio varejista ampliado, o setor registra a segunda maior contribuição dentre os onze setores pesquisados, somando 2,8 p.p. no total de 9,7% do interanual. O primeiro bimestre de 2024 apresentou crescimento de 14,1% em relação ao mesmo período do ano anterior enquanto o indicador de doze meses fechou fevereiro com 10,1%.

As vendas de Material de construção apresentaram crescimento de 5,0% frente a fevereiro de 2023, maior que o apresentado em janeiro (0,6%). O primeiro bimestre de 2024, fecha também com ganhos (2,6% acima do primeiro bimestre de 2023). Já o indicador acumulado dos últimos doze meses até fevereiro (-1,1%) registra perdas por 24 meses consecutivos (o último resultado positivo foi fevereiro de 2022: +1,0%).

Ainda no âmbito do varejo ampliado, a atividade de Atacado especializado em produtos alimentícios, bebidas e fumo registrou alta de 10,1% na comparação de fevereiro de 2024 com fevereiro de 2023, sétimo mês consecutivo de crescimento. O setor somou 1,5 p.p. do total de 9,7% do indicador interanual do varejo ampliado, terceira maior contribuição para fevereiro. No ano, o acúmulo é de 13,2% e nos últimos doze meses é de 4,1%.

Varejo regista alta de 6,1% no primeiro bimestre de 2024

primeiro bimestre de 2024, na comparação com o mesmo período do ano anterior, teve crescimento de 6,1% para o comércio varejista. Em termos setoriais, houve predominância de resultados positivos, com seis setores apresentando resultados positivos: Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria (12,7%), Hiper e supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (7,9%), Equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (7,2%), Outros artigos de uso pessoal e doméstico (3,1%), Móveis e eletrodomésticos (1,8%) e Combustíveis e lubrificantes (0,3%).

A atividade de Livros, jornais, revista e papelaria fechou o bimestre em queda de 7,7% enquanto Tecidos, vestuário e calçados registrou estabilidade (0,0%).

Em se tratando do comércio varejista ampliado, o primeiro bimestre de 2024 cresceu 8,2% em relação ao mesmo período de 2023. Setorialmente, Veículos e motos, partes e peças apresentou crescimento de 14,1%, Material de construção de 2,6% e Atacado de produtos alimentícios, bebidas e fumo de 13,2%.

Vendas avançam em 20 das 27 unidades da federação em relação a janeiro

Na passagem de janeiro para fevereiro de 2024, na série com ajuste sazonal, a taxa média nacional de vendas do comércio varejista foi de 1,0% com resultados positivos em 20 das 27 Unidades da Federação, com destaque para: Paraíba (5,7%), Amapá (5,2%) e Mato Grosso (4,3%).

Por outro lado, seis Unidades da Federação apresentaram resultados negativos entre janeiro e fevereiro,  com destaque para: Bahia (1,4%), Amazonas (-0,8%) e Paraná (-0,8%). Goiás teve estabilidade (0,0%) na passagem entre janeiro e fevereiro.

Para a mesma comparação, no comércio varejista ampliado, o crescimento entre janeiro e fevereiro de 2024 foi de 1,2% com resultados positivos em 21 das 27 Unidades da Federação, com destaque para: Paraíba (5,2%), Pará (4,1%) e Goiás (3,5%). Por outro lado, pressionando negativamente, figuram 6 das 27 Unidades da Federação, com destaque para Maranhão (-2,1%), Mato Grosso (-1,1%) e Espírito Santo (-1,1%).

Todas as 27 unidades da federação registram alta em comparação ao ano anterior

Frente a fevereiro de 2023, a variação das vendas no comércio varejista, no corrente mês, foi de 8,2% com resultados positivos em todas das 27 Unidades da Federação, com destaque para: Paraíba (19,6%), Amapá (17,9%) e Mato Grosso (17,1%).

Já no comércio varejista ampliado, a variação em fevereiro de 2024 contra fevereiro de 2023 foi de 9,7% com resultados positivos em 25 das 27 Unidades da Federação, com destaque para: Tocantins (19,3%), Paraíba (17,7%) e Amapá (17,0%). Por outro lado, pressionando negativamente, figuram Espírito Santo (-0,8%) e Mato Grosso do Sul (-0,7%).

Mais sobre a pesquisa

A PMC produz indicadores que permitem acompanhar o comportamento conjuntural do comércio varejista no país, investigando a receita bruta de revenda nas empresas formalmente constituídas, com 20 ou mais pessoas ocupadas, e cuja atividade principal é o comércio varejista.

Iniciada em 1995, a PMC traz resultados mensais da variação do volume e receita nominal de vendas para o comércio varejista e comércio varejista ampliado (automóveis e materiais de construção) para o Brasil e Unidades da Federação. Os resultados podem ser consultados no Sidra. A próxima divulgação da PMC, com os resultados para fevereiro de 2024, será em 8 de maio.

Como saber os dados mais atuais da economia brasileira? • IBGE Explica

Continue Reading
Advertisement

Relógio

Grupo do Portal Informa Paraíba (Facebook)

Portal Informa Paraíba

Fiquem bem informados em um site que escreve notícias

TWITTER DO PORTAL INFORMA PARAÍBA

www.informaparaiba.com.br

Fiquem bem informados em um site que escreve notícias.

Página do Portal Informa Paraíba (Facebook)

CONCURSO E EMPREGO15 horas ago

Primeiro emprego: entenda o projeto que retorna para análise do Senado

Educação & Cultura15 horas ago

Prorrogação do PNE está na pauta da Comissão de Educação nesta terça

ESTADO15 horas ago

UFPB colabora para melhorar a qualidade da água de municípios da Paraíba

Saúde15 horas ago

Ministério da Saúde lança Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite

Educação & Cultura15 horas ago

Acervo de Sivuca é catalogado na UFPB

Judiciário18 horas ago

TJPB vai apoiar programa ‘Antes que Aconteça’, da senadora Daniella Ribeiro

Educação & Cultura19 horas ago

Pleno declara inconstitucional Lei que institui leitura bíblica nas escolas

Segurança Pública19 horas ago

São João com segurança: veja os riscos de bandeirolas nos postes

CIDADE19 horas ago

Pontos móveis ofertam vacinas contra Influenza, Poliomielite, dengue e Covid-19 até 21h

Judiciário19 horas ago

União deve definir destino de valores obtidos com condenações e delações, decide STF

CIDADE19 horas ago

Famup alerta gestores sobre retificação da alíquota da folha de pagamento

CONCURSO E EMPREGO19 horas ago

Aprovados na primeira fase do concurso da Guarda Civil Metropolitana passam por Teste de Aptidão Física

CIDADE19 horas ago

Prefeitura de Cabedelo efetua pagamento de salários do mês de maio nesta quarta-feira (29)

Politíca19 horas ago

Reconhecimento ao compromisso com a infraestrutura e o emprego marcam homenagens da Fetranslog-NE a personalidades políticas

Nacional19 horas ago

Collor pode ser preso no próximo mês; entenda

Nacional19 horas ago

Arthur Lira convoca sessão extraordinária com pauta misteriosa

Nacional20 horas ago

Deputado classifica taxação de e-commerce como incógnita na pauta

Nacional20 horas ago

Lula quer prisão para fake news; parlamentares fazem alerta

Nacional20 horas ago

PT Deixa o Vermelho de Lado e Priorizam Verde e Amarelo em Material de Pré-Campanha

Nacional20 horas ago

Jair Bolsonaro lidera corrida presidencial de 2026 enquanto Simone Tebet desaparece, aponta Paraná Pesquisas

Judiciário20 horas ago

TJPB invalida lei de Camalaú que proíbe Cagepa de cobrar taxa de ligação e religação

Judiciário20 horas ago

Cerimônia de adesão dos partidos ao Fórum pela transparência do sistema partidário terá abertura de ministério do TSE

ENTRETENIMENTO20 horas ago

TRIO BARAÚNA é a próxima atração do projeto “Forró a Bessa”

ENTRETENIMENTO20 horas ago

Emoção e homenagens marcam noite de abertura da 2ª edição do FestincineJP 

CIDADE20 horas ago

Comissão de Finanças coordena audiência pública da LDO

ESTADO20 horas ago

Operação de combate ao Aedes aegypti utiliza drones para identificar criadouros do mosquito

CONCURSO E EMPREGO20 horas ago

Escritório Social da Paraíba participa de Feirão de Empregabilidade e Empreendedorismo

ESTADO20 horas ago

Governo da Paraíba promove seminário com gestores municipais para discutir políticas públicas para juventude

ESTADO21 horas ago

Paraíba sedia Encontro Regional de Comitês de Bacias Hidrográficas e 2º Simpósio Paraibano de Recursos Hídricos

ESTADO21 horas ago

Central de Transplantes da Paraíba regista 3ª doação de órgãos em uma semana

Internacional10 meses ago

Cidade alemã passa a distribuir gratuitamente filtro solar

Internacional11 meses ago

IMPRESSIONANTE – GOVERNO CANADENSE ADMITE: “Os não vacinados estavam certos sobre as vacinas de mRNA”

ENTRETENIMENTO11 meses ago

Exorcista: filme “Nefarious” é “o melhor já produzido” sobre possessão demoníaca

ENTRETENIMENTO10 meses ago

JIBÓIA

AGRICULTURA & PECUÁRIA5 meses ago

Com produtor revisando tamanho da safra, 2024 inicia cercado de incertezas para a soja

Internacional5 meses ago

Secretário-geral da ONU condena atos criminosos no Equador

CONCURSO E EMPREGO5 meses ago

Carreiras em Extinção? Veja Quais Podem Sumir

Nacional10 meses ago

CNS reconhece religiões afro como complementares ao SUS

ENTRETENIMENTO8 meses ago

Conheça Rocco, um cão mistura de rottweiler com husky siberiano: ‘Parece o Batman’

ECONOMIA5 meses ago

Calendário do Bolsa Família 2024: saiba quando você vai receber

Internacional5 meses ago

Fome já é generalizada em Gaza, alerta ONU

AGRICULTURA & PECUÁRIA5 meses ago

Número de IGs cresceu 60% em quatro anos no Brasil

CIDADE5 meses ago

Polêmica em Princesa Isabel: Vereadores aprovam aumento salarial próprio e do Executivo

Saúde5 meses ago

OS PRINCIPAIS LEGUMES E VERDURAS QUE AJUDAM A PREVENIR DOENÇAS CRÔNICAS

Internacional5 meses ago

Israel quer controlar e fechar fronteira entre Gaza e Egito

Judiciário9 meses ago

Informativo destaca não exigência de provas para fixação de indenização mínima por danos morais

Judiciário8 meses ago

Entender Direito: especialistas discutem os embargos de divergência

ENTRETENIMENTO5 meses ago

HORTÊNSIAS

Educação & Cultura5 meses ago

Campina Grande entra na disputa e poderá ser escolhida para receber nova Escola de Sargentos do Exército após impasse em Pernambuco

Internacional5 meses ago

“Perdas, dor e angústia” após ataques aéreos marcam o início do ano na Ucrânia

CIÊNCIA & TECNOLOGIA5 meses ago

Vale a pena usar um gerador de conteúdo para redes sociais?

Nacional12 meses ago

Relator lê parecer sobre indicação de Cristiano Zanin ao STF; sabatina está marcada para 21 de junho

Educação & Cultura11 meses ago

Novo ensino médio precisa levar em conta realidade de alunos e municípios, aponta debate

Nacional12 meses ago

Repórter da TV Globo é agredida por segurança de Maduro após questionamento

Nacional5 meses ago

TCU pede que ministra da Saúde pague R$ 11 milhões a cofres públicos

ECONOMIA12 meses ago

Por unanimidade, TCU aprova contas do governo Bolsonaro

CIDADE12 meses ago

Vereador Marlon vence queda de braço com prefeito de Sobrado e fica com comando do Republicanos no município

ENTRETENIMENTO5 meses ago

PASSEIO MOSTRA COMO É UM BORBOLETÁRIO

Educação & Cultura11 meses ago

EXCLUSIVO: Gilson Souto Maior lança em julho ‘História da Imprensa na Paraíba’

Nacional12 meses ago

Lula volta a defender ditadura: ‘Houve muito respeito com a participação do Maduro’

CONCURSO E EMPREGO15 horas ago

Primeiro emprego: entenda o projeto que retorna para análise do Senado

CONCURSO E EMPREGO22 horas ago

ENEM DOS CONCURSOS: GOVERNO FEDERAL DEFINE PROVA PARA 18 DE AGOSTO

Saúde22 horas ago

COVID: 88% DA POPULAÇÃO TOMOU DUAS DOSES DA VACINA CONTRA A DOENÇA

Internacional22 horas ago

BRASIL E CHINA: 50 ANOS DE RELAÇÕES ENTRE OS PAÍSES

ENTRETENIMENTO22 horas ago

CRIANDO LAGARTOS EXÓTICOS LEGALMENTE

CIÊNCIA & TECNOLOGIA22 horas ago

NO DIVÃ COM IA: OS JOVENS QUE FAZEM TERAPIA COM BOTS DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Internacional6 dias ago

EVENTO EM XANGAI AJUDA A ESTREITAR INVESTIMENTOS ENTRE BRASIL E CHINA

Saúde6 dias ago

COVID-19: VÍRUS SEGUE MORTAL E REFORÇA A IMPORTÂNCIA DA PREVENÇÃO

Judiciário6 dias ago

O NÚMERO DE JOVENS QUE DESEJAM VOTAR NAS ELEIÇÕES AUMENTA CONFORME O TSE

ECONOMIA6 dias ago

‘QUANDO ALGUÉM CONTROLA O DINHEIRO NA RELAÇÃO, CONTROLA A RELAÇÃO PROFUNDAMENTE’

Nacional6 dias ago

INUNDAÇÕES NO RS: O DESASTRE QUE MAIS ABALARÁ A ECONOMIA BRASILEIRA

Educação & Cultura7 dias ago

Senado Discute: incentivo a bibliotecas públicas e escolares

Saúde1 semana ago

ALERGIA ALIMENTAR: PROBLEMA AFETA 4 MILHÕES DE ADULTOS NO BRASIL

ENTRETENIMENTO1 semana ago

8 COISAS QUE PODEM MELHORAR SEU HUMOR E QUE NÃO ENVOLVEM DIETA OU EXERCÍCIO

Nacional1 semana ago

INUNDAÇÕES NO RS: O CHEF QUE PERDEU RESTAURANTES E FOI COZINHAR PARA DESABRIGADO

ENTRETENIMENTO1 semana ago

PIMENTA DE CHEIRO

Educação & Cultura1 semana ago

PLANETA ESTÁ VIRANDO UMA BOMBA CLIMÁTICA

ENTRETENIMENTO1 semana ago

REVOLUCIONANDO A AGRICULTURA: FLORES COMESTÍVEIS E AQUAPONIA

Saúde1 semana ago

PLANOS DE SAÚDE CANCELAM CONTRATOS DE CLIENTES ILEGALMENTE

CONCURSO E EMPREGO1 semana ago

ALERTA PARA O USO DE IA EM EXAMES DE RECRUTAMENTO

Saúde1 semana ago

FAPESP: VACINA CONTRA A GRIPE, PESQUISA CONTRA O COVID 19 E FUTURO INCERTO

Nacional1 semana ago

O VERDADEIRO TAMANHO DO DESASTRE NO RS – E AS OUTRAS CRISES QUE SE ANUNCIAM

ENTRETENIMENTO2 semanas ago

DOBERMANN, O CACHORRO MAIS ASSUSTADOR

Educação & Cultura2 semanas ago

A MODERNIZAÇÃO DOS COLÉGIOS AGRÍCOLAS NO PR

CIÊNCIA & TECNOLOGIA2 semanas ago

GOVERNO LANÇA PORTAL CONTRA FAKE NEWS

ENTRETENIMENTO2 semanas ago

DONA DE JARDIM COM MAIS DE 500 MIL SEGUIDORES COMPARTILHA CUIDADOS COM PLANTAS

Internacional2 semanas ago

CIDADES DO MUNDO SOFREM COM COLAPSOS CLIMÁTICOS COMO DO RS

AGRICULTURA & PECUÁRIA2 semanas ago

PRODUÇÃO DE MEL COM ABELHAS SEM FERRÃO

AGRICULTURA & PECUÁRIA2 semanas ago

CAPRINOCULTURA – VALE A PENA INVESTIR?

Internacional2 semanas ago

REINO UNIDO: ESTAMOS PERTO DE ESCALADA NUCLEAR

Advertisement
Advertisement

Vejam também

Somos o Portal Informa Paraíba, uma empresa de marketing e portal de informações que oferece um noticioso com assuntos diversos. Nosso objetivo é fornecer conteúdo relevante e atualizado para nossos leitores, mantendo-os informados sobre os acontecimentos mais importantes. Nossa equipe é composta por profissionais experientes e apaixonados por comunicação, que trabalham incansavelmente para oferecer um serviço de qualidade. Além disso, estamos sempre em busca de novas formas de melhorar e inovar, para podermos atender às necessidades e expectativas de nossos clientes. Seja bem-vindo ao nosso mundo de informações e descubra tudo o que o Portal Informa Paraíba tem a oferecer. Fiquem bem informados acessando o Portal Informa Paraíba: www.informaparaiba.com.br