Connect with us

Nacional

Ala econômica do governo mira aposentadorias para conter gastos; entenda a discussão

A ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, deu início nesta semana ao mais novo embate público entre a equipe econômica e a chamada ala política do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). No centro do conflito está a proposta de Tebet de desvincular do salário mínimo o piso de aposentadorias, pensões e outros programas sociais, como o abono salarial, o seguro-desemprego e o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

O plano não será formalizado de imediato. A ministra quer o apresentar ao restante do governo até o fim de 2025, segundo declarou ao jornal “O Estado de S. Paulo”.

A dúvida é se o projeto sobreviverá até lá. Ele seria a primeira medida efetiva de contenção de gastos do atual mandato de Lula, algo muito cobrado de uma gestão que até agora só buscou aumento de arrecadação.

Como Pagar Menos Impostos

É difícil encontrar um brasileiro que não gostaria de gastar menos com tributos. Mas será que você está aproveitando todas as oportunidades para isso?

EU QUERO!

Se levado adiante, porém, o plano afetaria parte relevante da base eleitoral do presidente, que enfrenta queda de popularidade há alguns meses, segundo diferentes pesquisas.

Mexer na correção da aposentadoria e outros benefícios também contraria bandeiras históricas de Lula e do PT, defensores da expansão de gastos sociais e ações voltadas às camadas de renda mais baixa.

Os planos da ministra vão além: também está no radar a incorporação do Fundeb (fundo da educação básica) ao limite mínimo de gastos em educação, o que permitiria economizar recursos reduzindo-se outras despesas na área.

As medidas, ainda em estudo, seriam cruciais para a redução de gastos públicos “no atacado”, comparou Tebet na entrevista ao jornal “Valor Econômico” em que externalizou a ideia. A reação da presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, foi imediata: “Desvincular a Previdência do salário mínimo e incluir o Fundeb na conta do piso da Educação são ideias muito ruins, que contrariam o programa de governo eleito em 2022”, escreveu a deputada no X.

“Se adotadas, iriam prejudicar diretamente milhões de aposentados e alunos de escolas públicas, a população que precisa ser protegida pela ação do Estado, ações estas garantidas na nossa Constituição. É no mínimo preocupante que sejam defendidas pela ministra Simone Tebet. Responsabilidade fiscal não tem nada a ver com injustiça social”, acrescentou.

A agenda também foi alvo de críticas de outros integrantes do governo. “Sou totalmente contra essa proposta, que acho absurda”, disse o ministro do Trabalho, Luiz Marinho, ao “Estadão”. “Se é para apresentar uma proposta dessas, vamos logo acabar com a política de valorização permanente do salário mínimo.”

Para o ministro da Previdência, Carlos Lupi (PDT), a sugestão apresentada por Tebet não tem como prosperar. “Isso é tirar renda da parte mais pobre da população”, afirmou Lupi à mesma publicação. “Lutarei contra.”

Na primeira vez em que tocou no assunto, a ministra do Planejamento teria dito que, conforme estabelece a Constituição, proporia a correção das aposentadorias e demais benefícios pela inflação, segundo o “Valor”.

Ao “Estadão”, no entanto, ela garantiu que haverá aumento real, ainda que menor do que o do salário mínimo. “Eu não vou desvalorizar essas políticas, vou fazê-las crescer acima da inflação”, disse.

Segundo Tebet, um reajuste de R$ 10 a R$ 15 a menos de benefício individual pode levar a uma redução de R$ 10 bilhões ou R$ 15 bilhões em despesas, que poderiam ser realocados em outros programas. “É preciso garantir que, com isso, ninguém fique fora do Orçamento brasileiro ou da Previdência.”

Haddad e Lula ainda não comentaram proposta de Tebet

Por enquanto, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, que também já protagonizou embates com a cúpula do PT, não se pronunciou oficialmente sobre o assunto. Mas a avaliação de integrantes da ala política do partido é de que as ideias de Tebet teriam seu aval, mas que o ministro teria “terceirizado” a tarefa de levar a notícia a público.

Na semana passada, o ministro compartilhou no X artigo do economista Bráulio Borges, da Fundação Getúlio Vargas (FGV), que, entre outras medidas, recomenda justamente a desvinculação de salário mínimo e benefícios.

Escreve Borges no texto: “O salário mínimo é uma variável que deve sim ser reajustada ao longo do tempo em termos reais, refletindo ganhos de produtividade da mão de obra, mas é uma variável que deve regular o mercado de trabalho, ou seja, a vida de quem está participando ativamente da produção econômica. As aposentadorias e pensões deveriam ser reajustadas apenas pela inflação, mantendo o poder de compra ao longo do tempo”.

No fim de abril, ao comentar o julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a desoneração da folha de pagamento para 17 setores da economia, Haddad disse que a manutenção de descontos na contribuição previdenciária desses agentes traria o risco de uma nova reforma da Previdência em três anos.

“Estamos desde outubro tentando conversar com os [17] setores e os municípios. O placar do Supremo [5 a 0 pelo fim da desoneração] deixa claro que temos de encontrar um caminho para não prejudicar a Previdência. Ou daqui a três anos vai ter de fazer outra reforma da Previdência, se não tiver receita. A receita da Previdência é sagrada, para pagar os aposentados. Não dá para brincar com essa coisa”, disse.

Na semana passada, o secretário do Tesouro Nacional, Rogério Ceron, disse que o crescimento do gasto previdenciário merece cuidado e citou “eventualmente medidas que permitam que a dinâmica dessa despesa tenha um crescimento compatível com a sustentabilidade fiscal de médio e longo prazos”. Ele ainda classificou como “sinal de alerta” a elevação de gastos com o BPC, voltado a pessoas idosas ou com deficiência.

Até agora, Lula não entrou no debate, ao menos não publicamente. Na terça-feira (7), no entanto, afirmou que fica “irritado” com a discussão sobre a meta fiscal, o que indica que dificilmente daria aval a medidas de austeridade que afetem benefícios sociais.

“O que eu não posso é ficar com o sistema financeiro todo santo dia só olhando o déficit fiscal e não olha o déficit social. Olha as pessoas que estão desempregadas, que estão dormindo na rua e que estão passando fome. Pare de olhar só para o seu cofre, para a sua conta bancária. Olhe para o povo”, declarou.

Despesas na mira de Tebet consomem mais da metade do Orçamento federal

O Regime Geral de Previdência Social é hoje o maior gasto do orçamento do governo, sem contar os juros da dívida pública. Em 2023, a rubrica consumiu R$ 899 bilhões, o equivalente a 42,3% das despesas primárias da União. E mais de 60% dos benefícios previdenciários correspondem ao valor do salário mínimo.

Enquanto isso, BPC, abono salarial e seguro-desemprego responderam no ano passado por 7,8% dos gastos primários, ou R$ 166 bilhões.

Despesa com benefício assistencial é a maior da história; governo diz que fará pente-fino

A política de ganho real, adotada nos primeiros governos do PT, foi retomada na atual gestão de Lula. Pela regra, todo mês de janeiro o salário mínimo recebe, além do repasse da inflação do ano anterior, um reajuste real equivalente ao crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes.

Embora estimule o consumo e o crescimento econômico, essa prática acelera alguns dos principais gastos do governo para além do permitido pelo arcabouço fiscal aprovado em 2023. Segundo a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2024, cada R$ 1 de aumento no salário mínimo eleva as despesas da União em R$ 389 milhões.

Revisão do abono salarial geraria economia de pelo menos R$ 25 bilhões por ano

Já a segunda proposta anunciada por Tebet, de incluir o Fundeb no cálculo do piso constitucional da educação, poderia redundar em um corte de até 1,8% das atuais despesas primárias.

Pela Constituição, hoje o governo precisa gastar no mínimo 18% de sua receita líquida de impostos em educação. Fora isso, tem de abastecer o Fundeb, que não é contabilizado na regra.

Até 2020, a União participava com 10% do fundo, e os demais 90% vinham de impostos estaduais e municipais. Mas uma emenda constitucional aprovada naquele ano determinou a elevação gradual da fatia federal, que passou a 12% em 2021, hoje está em 19% e chegará a 23% em 2026.

A emenda impulsionou os gastos do governo com o Fundeb. Entre 2020 e 2023, eles saltaram de R$ 15 bilhões para R$ 37 bilhões. Nesses três anos, sua fração no bolo do orçamento mais que dobrou, passando de 0,8% para 1,8% das despesas primárias.

Continue Reading
Advertisement

Relógio

Grupo do Portal Informa Paraíba (Facebook)

Portal Informa Paraíba

Fiquem bem informados em um site que escreve notícias

TWITTER DO PORTAL INFORMA PARAÍBA

www.informaparaiba.com.br

Fiquem bem informados em um site que escreve notícias.

Página do Portal Informa Paraíba (Facebook)

Politíca8 horas ago

Assembleia Legislativa da Paraíba Prepara-se para Decisão Sobre CPI do Padre Zé

Politíca10 horas ago

Deputado federal Hugo Mota revela estratégias dos Republicanos para eleições 2024

Politíca10 horas ago

Ruy confirma licença da Câmara Federal para se dedicar a pré-campanha em João Pessoa

Saúde10 horas ago

Paraíba abre edital de bolsas para apoio institucional da SES com foco na organização da Rede de Atenção à Saúde

ESTADO10 horas ago

João Azevêdo inspeciona obras de educação, habitação e infraestrutura com investimentos de R$ 87,5 milhões em Princesa Isabel e Tavares

ESTADO11 horas ago

Governador anuncia início das obras do gasoduto João Pessoa-Cabedelo pelo bairro de Intermares

ESTADO11 horas ago

Secult-PB realiza consulta pública da minuta do edital do Prêmio Viva o Circo

CIDADE11 horas ago

Pilõezinhos enfrenta possibilidade de eleição suplementar em ano eleitoral

CIDADE12 horas ago

TCE-PB divulga números de servidores contratados nos municípios do estado e alerta para excesso de temporários

CIDADE12 horas ago

Prefeitura de Boa Ventura divulga nota sobre auditoria do TCE no município que arrombou cofre

Politíca12 horas ago

ALPB debate implantação de campus da UFCG no Vale do Piancó

ESTADO12 horas ago

Vice-governador prestigia palestra do presidente do STF para alunos da rede estadual da Paraíba

Politíca12 horas ago

Murilo Galdino é recebido de forma calorosa em Piancó e participa de celebrações na cidade

CIDADE12 horas ago

Famup parabeniza novo secretário de Educação da Paraíba e destaca parcerias com os municípios

Politíca12 horas ago

Tovar visita bispo de Campina Grande e destaca destinação de emendas para projetos apoiados pela igreja

ESTADO12 horas ago

Secties e Seap firmam parceria de incentivo para o programa Esperança no Espaço e Radiotelescópio Bingo

Educação & Cultura12 horas ago

UFPB recepciona dois novos professores

CIDADE12 horas ago

Atrações culturais e artistas locais vão animar os festejos nos bairros de Cabedelo

Segurança Pública12 horas ago

Furto de Energia bate recorde no Brasil; Paraíba ocupa 21ª posição

CIDADE13 horas ago

Terceira Câmara mantém condenação de ex-prefeito por improbidade administrativa

Politíca13 horas ago

Presidente do PL destaca João Pessoa como prioridade para o partido em vídeo com Marcelo Queiroga: ‘nossa joia da campanha’

Esporte13 horas ago

Disputas das modalidades coletivas da etapa estadual dos Jogos Escolares e Paraescolares começam neste sábado

ENTRETENIMENTO13 horas ago

O que esse santo e a salada da França têm em comum?

Politíca13 horas ago

Para especialistas, fim da delação de presos prejudica investigações; Romero Rodrigues votou pela urgência na aprovação do projeto

Judiciário13 horas ago

Esterilização compulsória – violação direitos fundamentais – caso de Mococa

Esporte13 horas ago

Prefeitura de João Pessoa promove palestra com Cafu, ex-capitão da Seleção Brasileira

Segurança Pública13 horas ago

Deputado vai apresentar projeto sobre aplicativo que permite a criança denunciar abusos sexuais

Educação & Cultura13 horas ago

Debatedores criticam novas diretrizes do MEC para educação infantil

Educação & Cultura13 horas ago

Comissão aprova medidas de acolhimento escolar para adolescente grávida

Esporte13 horas ago

Comissão aprova projeto de incentivo a atletas e paratletas

Internacional11 meses ago

Cidade alemã passa a distribuir gratuitamente filtro solar

Internacional12 meses ago

IMPRESSIONANTE – GOVERNO CANADENSE ADMITE: “Os não vacinados estavam certos sobre as vacinas de mRNA”

ENTRETENIMENTO12 meses ago

Exorcista: filme “Nefarious” é “o melhor já produzido” sobre possessão demoníaca

ENTRETENIMENTO11 meses ago

JIBÓIA

AGRICULTURA & PECUÁRIA5 meses ago

Com produtor revisando tamanho da safra, 2024 inicia cercado de incertezas para a soja

Internacional5 meses ago

Secretário-geral da ONU condena atos criminosos no Equador

CONCURSO E EMPREGO5 meses ago

Carreiras em Extinção? Veja Quais Podem Sumir

ENTRETENIMENTO9 meses ago

Conheça Rocco, um cão mistura de rottweiler com husky siberiano: ‘Parece o Batman’

Nacional10 meses ago

CNS reconhece religiões afro como complementares ao SUS

ECONOMIA5 meses ago

Calendário do Bolsa Família 2024: saiba quando você vai receber

Internacional5 meses ago

Fome já é generalizada em Gaza, alerta ONU

AGRICULTURA & PECUÁRIA5 meses ago

Número de IGs cresceu 60% em quatro anos no Brasil

CIDADE5 meses ago

Polêmica em Princesa Isabel: Vereadores aprovam aumento salarial próprio e do Executivo

Saúde5 meses ago

OS PRINCIPAIS LEGUMES E VERDURAS QUE AJUDAM A PREVENIR DOENÇAS CRÔNICAS

Internacional5 meses ago

Israel quer controlar e fechar fronteira entre Gaza e Egito

Judiciário9 meses ago

Informativo destaca não exigência de provas para fixação de indenização mínima por danos morais

Judiciário8 meses ago

Entender Direito: especialistas discutem os embargos de divergência

ENTRETENIMENTO5 meses ago

HORTÊNSIAS

Educação & Cultura5 meses ago

Campina Grande entra na disputa e poderá ser escolhida para receber nova Escola de Sargentos do Exército após impasse em Pernambuco

Internacional5 meses ago

“Perdas, dor e angústia” após ataques aéreos marcam o início do ano na Ucrânia

CIÊNCIA & TECNOLOGIA5 meses ago

Vale a pena usar um gerador de conteúdo para redes sociais?

Educação & Cultura12 meses ago

Novo ensino médio precisa levar em conta realidade de alunos e municípios, aponta debate

Nacional5 meses ago

TCU pede que ministra da Saúde pague R$ 11 milhões a cofres públicos

ENTRETENIMENTO5 meses ago

PASSEIO MOSTRA COMO É UM BORBOLETÁRIO

Educação & Cultura12 meses ago

EXCLUSIVO: Gilson Souto Maior lança em julho ‘História da Imprensa na Paraíba’

Judiciário1 mês ago

Juízes comemoram inclusão do Judiciário entre atividades de risco

Internacional3 meses ago

China

ENTRETENIMENTO3 meses ago

1º Cabedelo MotoFest: prepare-se para uma explosão de emoções na praia do Jacaré!

CIÊNCIA & TECNOLOGIA10 meses ago

Como sair do grupo de WhatsApp anonimamente e ninguém ver

ESTADO7 meses ago

Energisa reúne empresas de telecomunicações para tratar sobre segurança na disposição de cabos em postes 

AGRICULTURA & PECUÁRIA15 horas ago

ANÁLISE DO CANCELAMENTO DO LEILÃO DE ARROZ PELA CONAB

ENTRETENIMENTO15 horas ago

DIA DE SANTO ANTÔNIO: O SANTO É MESMO CASAMENTEIRO?

Internacional15 horas ago

QUAL O NOVO PERFIL DO PARLAMENTO EUROPEU?

Nacional15 horas ago

LULA VOLTA A DEFENDER TAXAÇÃO DOS MAIS RICOS

CIÊNCIA & TECNOLOGIA15 horas ago

O NEUROCIENTISTA QUE NÃO ACREDITA NO LIVRE-ARBÍTRIO

Saúde1 dia ago

BRADICININA: REMÉDIO CONTRA A PRESSÃO ALTA

CIÊNCIA & TECNOLOGIA1 dia ago

BRASIL É O PRIMEIRO PAÍS A TER TECNOLOGIA ANTI-ROUBO EM CELULARES

ECONOMIA1 dia ago

ALIMENTOS PUXAM INFLAÇÃO PARA CIMA EM MAIO

Segurança Pública1 dia ago

MARCAS DE PERFUMES DE LUXO ESTÃO ENVOLVIDAS COM TRABALHO INFANTIL

CIDADE1 dia ago

PROJETO SUBSTITUI CARROÇA POR TRICICLO NA COLETA DE RECICLÁVEIS

Saúde2 dias ago

FDA CONCLUI QUE MEDICAMENTO PARA ALZHEIMER É EFICAZ

ECONOMIA2 dias ago

EMPRESÁRIOS VÃO AO SENADO PEDIR DERRUBADA DE MP QUE LIMITA CRÉDITOS TRIBUTÁRIOS

Internacional2 dias ago

ELEIÇÕES PARA O PARLAMENTO EUROPEU TEM VITÓRIA DO CENTRO E AVANÇO DA DIREITA

CIÊNCIA & TECNOLOGIA2 dias ago

O QUE ESTÁ POR TRÁS DA ATUAL CORRIDA NUCLEAR?

Saúde2 dias ago

CANABINDOL

ENTRETENIMENTO3 dias ago

Vídeos reúnem pássaros com a plumagem mais magnífica e colorida

CIÊNCIA & TECNOLOGIA4 dias ago

EMPRESAS PRIVADAS ENTRAM NA CORRIDA ESPACIAL

Internacional4 dias ago

A EUROPA ESTÁ CANSADA DE TANTO TURISTA

Internacional5 dias ago

RASTAFÁRI, MOVIMENTO RELIGIOSO QUE COMEÇOU NA JAMAICA

Judiciário5 dias ago

AÇÕES CONTRA PLANOS DE SAÚDE CRESCEM 21% EM MAIO

Internacional5 dias ago

BRASIL E 16 PAÍSES ASSINAM APOIO A PLANO DE TRÉGUA EM GAZA

Nacional1 semana ago

PRIVATIZAÇÃO DAS PRAIAS: O QUE ESTÁ EM JOGO COM PEC NO SENADO

Internacional1 semana ago

OBSERVATÓRIO NO CHILE TERÁ MAIOR CÂMERA ASTRONÔMICA DO MUNDO

ECONOMIA1 semana ago

‘TAXA DAS BLUSINHAS’: QUANTO CUSTARIA UMA COMPRA DE R$ 200 SE IMPOSTO VIGORAR

CIÊNCIA & TECNOLOGIA1 semana ago

O QUE SÃO OS SUPERCOMPUTADORES?

ECONOMIA1 semana ago

BANCO DO BRASIL FINANACIA O DESMATAMENTO DE TERRA INDÍGENA URU-EU-WAU-WAU

ENTRETENIMENTO2 semanas ago

POR QUE CADA VEZ MAIS CASAIS ESTÃO DORMINDO SEPARADOS

CIÊNCIA & TECNOLOGIA2 semanas ago

UMA DÉCADA DA REVOLUÇÃO DOS CARROS DE APLICATIVO

ECONOMIA2 semanas ago

SITUAÇÃO DOS PLANOS DE SAÚDE AINDA GERA DÚVIDAS

Saúde2 semanas ago

SP TEM NOVA ALTA NOS CASOS DE DENGUE

Advertisement
Advertisement

Vejam também

Somos o Portal Informa Paraíba, uma empresa de marketing e portal de informações que oferece um noticioso com assuntos diversos. Nosso objetivo é fornecer conteúdo relevante e atualizado para nossos leitores, mantendo-os informados sobre os acontecimentos mais importantes. Nossa equipe é composta por profissionais experientes e apaixonados por comunicação, que trabalham incansavelmente para oferecer um serviço de qualidade. Além disso, estamos sempre em busca de novas formas de melhorar e inovar, para podermos atender às necessidades e expectativas de nossos clientes. Seja bem-vindo ao nosso mundo de informações e descubra tudo o que o Portal Informa Paraíba tem a oferecer. Fiquem bem informados acessando o Portal Informa Paraíba: www.informaparaiba.com.br