Connect with us

ECONOMIA

Para reduzir ruído de divisão interna, Copom deve mostrar coesão, dizem economistas

Decisão dividida por 5 a 4 na última reunião gerou inquietações sobre compromisso com meta de inflação pela próxima gestão do BC; Selic deve ser mantida em 10,50%

Com uma nítida piora do cenário doméstico, mostrando expectativas de inflação subindo, depreciação cambial mais intensa e incertezas do ponto de vista fiscal, os economistas não esperam para hoje na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central nada além da manutenção da taxa Selic em 10,50%, o que pode significar inclusive o fim do ciclo de cortes iniciado em agosto do ano passado. Mais uma vez, o desafio dos diretores será a comunicação.

O principal ponto que os especialistas aguardam para o anúncio de hoje é o de uma decisão consensual, com unanimidade de votos. Isso deverá servir para reduzir os ruídos gerados na última reunião, quando o voto pela redução do ritmo de cortes de 0,50 ponto percentual para 0,25 p.p. prevaleceu por uma maioria de 5 a 4.

Ainda que uma divergência de leituras e opiniões pudesse ser considerada normal, a informação de que todos os quatro diretores indicados pelo governo Lula formaram a ponta mais “suave” do Comitê acendeu um alerta sobre o futuro da política monetária a partir de 2025, quando a ala “governista” passaria a ter maioria de 7 votos a 2.

Nas palavras de um dos analistas ouvidos, o mercado trouxe então a preço presente o risco de “leniência” que só entraria para valer no radar no final do ano.

Para reduzir essa dúvida, o BC precisará então passar uma mensagem inequívoca de que a busca de uma inflação na meta continuará na próxima gestão da autoridade monetária. Parafraseando um ditado antigo sobre a virtude “mulher de César”, não basta o BC estar unido, precisar parecer estar unido.

Luis Otavio Leal, economista chefe do G5 Partners, comenta que a diretoria do BC vem buscando um discurso mais comum desde o ruído da decisão dividida anterior. Isso foi visto em várias falas tanto do presidente Roberto Campos Neto como dos diretores Paulo Picchetti e Gabriel Galípolo.

“Se eu tivesse que apostar no resultado, o provável séria a manutenção com consenso. Mais do que mostrar uma unicidade de pensamento, é uma unicidade no conservadorismo do BC, da política monetária. Essa demonstração é extremamente importante num momento em que o futuro do BC está em jogo”, analisa.

Sobre as decisões futuras, Leal lembra que o BC, “se amarrou” num discurso difícil de sair de que não é preciso apenas que a inflação convirja para a meta, mas que as expectativas também o façam.

E essa parte “desancorou” como o mercado costuma dizer. No primeiro Boletim Focus após a reunião passada do Copom, o IPCA para 2024 estava em 3,76%, o de 2025 se encontrava em 3,66% e o de 2026 permanecia estacionado em 3,50%. Na pesquisa do BC da última segunda-feira (17), as projeções tinham subido para 3,98%, 3,80% e 3,60, respectivamente.

“A sensação [do mercado] é de que, independentemente do que essa diretoria faça, as expectativas só convergem para meta a depender do que a próxima diretoria vai fazer. Talvez por isso é importante o consenso nessa reunião”, defende Leal, que ainda vê uma possibilidade retorno Os cortes se esse sentimento mudar, caso os juros comecem a cair em setembro nos Estados Unidos e o quadro local melhore.

A leitura da XP da necessidade de a decisão ser unânime hoje é parecida. Em relatório, é comentado que a outra votação dividida, repetindo o placar de 5 a 4 visto na última reunião do Copom, poderá afetar a credibilidade da política monetária.

“Seria razoável tentar chegar a um acordo mais consensual. Uma pausa unânime {nos cortes] para dissipar quaisquer dúvidas sobre o compromisso do Comitê”, afirma o Esquenta do Copom assinado pelo economista chefe Caio Megale, e seus colegas Rodolfo Margato e Alexandre Maluf.

Ele também defende que a comunicação deve reforçar a necessidade de manter as taxas mais elevadas por mais tempo e a expressão “firme compromisso de atingir a meta de inflação no horizonte relevante”. “Para além da resposta aos dados econômicos recentes, esta decisão ajudará a dissipar questões que possam ter surgido relativamente à credibilidade da política monetária”, diz o relatório.

A XP também prevê que o BC entre no modo “esperar para ver”, sem sinalizar o próximo movimento. “Se estivermos certos quanto à pausa unânime, não há razão para uma orientação sobre os passos futuros da política monetária.”

Talvez em 2025

Rafaela Vitória, economista chefe do Inter, também espera que o cenário de cautela deva levar o Copom a estender a pausa no ciclo de cortes pelas próximas reuniões, com a taxa sem alteração até o final do ano.

“Para 2025, com o aperto monetário mais prolongado e a desaceleração da atividade, a inflação tende a voltar em tendência de queda e o Copom pode retomar o ciclo de afrouxamento monetário”, prevê.

Segundo sua avaliação, o cenário em 2025 deve contar também com menores riscos externos com o início dos cortes pelo Fed. Com isso, a Selic poderia chegar em 9% ao final do próximo ano, considerando que a expectativa de inflação em 2026 seja mantida mais próxima do centro da meta, em torno de 3,5%.

Sobre a mensagem a ser passada hoje, Rafaela diz que “a comunicação clara e o consenso na decisão podem contribuir para aumentar a credibilidade da autoridade monetária, reduzindo incerteza que hoje vem afetando os prêmios de risco tanto na curva de juros como na deterioração das expectativas”.

Claudia Moreno economista do C6 Bank também aguarda uma decisão unânime de manutenção da Selic em 10,50% hoje. “O BC já havia se mostrado na última reunião incomodado com a questão da desancoragem das expectativas. Campos Neto chegou a comentar em evento em seguida à reunião de que isso foi fator importante ara decisão de mudar o ritmo de cortes de juros”, comenta.

Ela afirma que uma das questões cruciais sendo debatida na reunião é a depreciação adicional da taxa de câmbio, o que acaba por afetar as projeções de inflação do BC. “Diante dessa contínua piora das expectativas de inflação, principalmente, e da depreciação do câmbio, a gente acha que o Comitê vai decidir por sinalizar que acabou o ciclo de corte de juros e manter a taxa Selic em 10,50%”, avalia.

Sobre a composição da votação, a economista do C6 Bank considera natural existir um dissenso dentro do Comitê. “Os diversos diretores podem ter opiniões diferentes e a gente não acha que isso é um problema. Mas dado que na última reunião essa divisão gerou muito ruído para o mercado, nessa decisão atual eles devem evitar uma nova divisão”, defende.

Mas Claudia alerta que, ao observar variáveis como a deterioração adicional nas expectativas de inflação e depreciação do câmbio, ao calcular a sensibilidade dos modelos do BC e as próprias projeções para a inflação de 2025, não pode ser descartada uma elevação dos juros ainda este ano, caso ocorra uma piora.

Para Leonardo Costa, economista do ASA Investments, os principais motivadores da decisão de hoje são a piora no cenário externo, com postergação da expectativa de corte de juros nos Estados Unidos, e a piora das expectativas de IPCA. Ele também defende que o anúncio seja por unanimidade, após a piora das expectativas deflagrada com o dissenso na última reunião.

Na opinião de Marcela Rocha, economista chefe da Principal Claritas, além das dúvidas sobre a magnitude dos relaxamentos monetários nos EUA, existe hoje um ambiente menos propício para os emergentes. “Com isso, avaliamos que o cenário global ainda demanda cautela por parte do BC.”

No front doméstico, ela cita como pontos importantes para decisão do Copom a ainda alta inflação de serviços, os dados do mercado de trabalho ainda robusto e o impacto ainda não medido da calamidade climática no Rio Grande do Sul.

“Mas o mais importante para a inflação corrente é a depreciação cambial. Ao longo do último mês houve uma mudança de patamar da taxa de câmbio, que já pode afetar a evolução dos preços este ano e deixar a inflação com perspectivas piores. E isso numa conjuntura em que as expectativas para os próximos anos continuam deteriorando”, comenta.

Ela também acredita numa decisão consensual sobre a interrupção dos cortes na Selic e disse esperar coerência dos quatro diretores que votaram diferente na última reunião porque foi usada a justificativa que eles estavam preocupados com o custo reputacional de mudar a sinalização, o chamado “forward guidance”.

“Só que, além da coerência, essa unanimidade e também é importante para reduzir ruído que ocorreu na última reunião. Naturalmente com essa decisão tão dividida, de 5 a 4, e com esse, quatro membros que votaram de 50 bps terem sido indicados pelo atual governo, houve uma discussão antecipada sobre qual será o rumo da política monetária numa eventual transição”, explica.

Com a discussão sobre a transição do BC, Marcela destaca que há dúvida sobre o rumo da política fiscal e como será endereçado o superávit ao longo dos próximos anos, além da disposição do governo para gastos. “O Copom mostrando essa coerência, unanimidade e compromisso com a meta ajudaria a reduzir parte dessas incertezas.”

Continue Reading
Advertisement

Relógio

Grupo do Portal Informa Paraíba (Facebook)

Portal Informa Paraíba

Fiquem bem informados em um site que escreve notícias

TWITTER DO PORTAL INFORMA PARAÍBA

www.informaparaiba.com.br

Fiquem bem informados em um site que escreve notícias.

Página do Portal Informa Paraíba (Facebook)

CIDADE12 horas ago

Lazer e entretenimento para a criançada neste fim de semana

CIDADE12 horas ago

Em Madrid, Cícero e Dinho buscam ampliar convênio com Agência Espanhola

Politíca12 horas ago

TV Arapuan realiza dia 8 de agosto o primeiro debate entre candidatos à prefeitura de João Pessoa

Politíca12 horas ago

Nilvan Ferreira avança em Santa Rita e recebe apoio da ex-deputada Estefânia Maroja

CIDADE13 horas ago

André Ribeiro faz “DigAí Campina” de casa cheia na Zona Leste

CIDADE13 horas ago

Projeto ‘Escola de Gente Grande’ mantém inscrições abertas

Educação & Cultura14 horas ago

Nova lei concede licença a estudantes de ensino superior que se tornem pais

Internacional14 horas ago

Maduro fala em ‘banho de sangue’ se perder eleição; opositora denuncia suposto atentado

Internacional14 horas ago

Trump faz discurso de aceitação em convenção mais longo da história dos EUA

CIÊNCIA & TECNOLOGIA14 horas ago

Apagão cibernético global paralisa voos e afeta TVs, bancos e outros serviços

Judiciário14 horas ago

Brasil terá 155 milhões de eleitores nas eleições municipais deste ano

Judiciário14 horas ago

Mendonça reconsidera decisão que suspendeu punição a federações

ECONOMIA14 horas ago

Caixa paga Bolsa Família a beneficiários com NIS de final 2

Educação & Cultura14 horas ago

Prouni terá mais de 240 mil bolsas no segundo semestre

Nacional14 horas ago

Michelle critica declaração de Lula sobre violência contra mulher

Esporte14 horas ago

Flamengo e Palmeiras se enfrentarão nas oitavas da Copa do Brasil

Nacional16 horas ago

Comentário machista de Lula gera polêmica ao relacionar torcedores Corintianos e violência contra as Mulheres

CIÊNCIA & TECNOLOGIA17 horas ago

Sonda solar da NASA atinge velocidade 500 vezes superior à do som

CIÊNCIA & TECNOLOGIA18 horas ago

Como saber se o celular está com vírus? Descubra agora

Esporte18 horas ago

Maior rival, Daniel Cormier sai em defesa de Jon Jones após acusação de agressão a agente antidoping

Esporte18 horas ago

Com Flamengo x Palmeiras, sorteio define jogos das oitavas de final da Copa do Brasil

Esporte18 horas ago

Fenômeno Caitlin Clark quebra recorde com duplo-duplo gigante na WNBA

Esporte18 horas ago

‘Em 2025 será difícil para Pecco Bagnaia, mas também para Marc Márquez’ – Jorge Lorenzo

Nacional18 horas ago

Lula pede garantia de benefícios ao discutir cortes no orçamento de 2025

Segurança Pública18 horas ago

Estupros batem novo recorde no Brasil

ECONOMIA18 horas ago

Fazenda revê projeção da inflação de 3,7% para 3,9% no ano e mantém previsão de crescimento de 2,5%

CIÊNCIA & TECNOLOGIA18 horas ago

Clone do Canva, Microsoft Designer agora está liberado para todos

Esporte18 horas ago

Quais os horários do GP da Hungria da Fórmula 1 2024

Nacional19 horas ago

Governo Lula impõe sigilo de 100 anos a declaração de conflito de interesse de ministro

Judiciário20 horas ago

Os 90 anos de nossa ‘Constituição efêmera’

Internacional12 meses ago

Cidade alemã passa a distribuir gratuitamente filtro solar

AGRICULTURA & PECUÁRIA6 meses ago

Com produtor revisando tamanho da safra, 2024 inicia cercado de incertezas para a soja

Internacional6 meses ago

Secretário-geral da ONU condena atos criminosos no Equador

ENTRETENIMENTO10 meses ago

Conheça Rocco, um cão mistura de rottweiler com husky siberiano: ‘Parece o Batman’

ENTRETENIMENTO12 meses ago

JIBÓIA

CONCURSO E EMPREGO7 meses ago

Carreiras em Extinção? Veja Quais Podem Sumir

Nacional12 meses ago

CNS reconhece religiões afro como complementares ao SUS

ECONOMIA7 meses ago

Calendário do Bolsa Família 2024: saiba quando você vai receber

Internacional7 meses ago

Fome já é generalizada em Gaza, alerta ONU

CIDADE7 meses ago

Polêmica em Princesa Isabel: Vereadores aprovam aumento salarial próprio e do Executivo

AGRICULTURA & PECUÁRIA7 meses ago

Número de IGs cresceu 60% em quatro anos no Brasil

Saúde7 meses ago

OS PRINCIPAIS LEGUMES E VERDURAS QUE AJUDAM A PREVENIR DOENÇAS CRÔNICAS

Internacional7 meses ago

Israel quer controlar e fechar fronteira entre Gaza e Egito

Judiciário11 meses ago

Informativo destaca não exigência de provas para fixação de indenização mínima por danos morais

Judiciário10 meses ago

Entender Direito: especialistas discutem os embargos de divergência

Educação & Cultura7 meses ago

Campina Grande entra na disputa e poderá ser escolhida para receber nova Escola de Sargentos do Exército após impasse em Pernambuco

ENTRETENIMENTO7 meses ago

HORTÊNSIAS

Internacional7 meses ago

“Perdas, dor e angústia” após ataques aéreos marcam o início do ano na Ucrânia

CIÊNCIA & TECNOLOGIA7 meses ago

Vale a pena usar um gerador de conteúdo para redes sociais?

Nacional7 meses ago

TCU pede que ministra da Saúde pague R$ 11 milhões a cofres públicos

ENTRETENIMENTO6 meses ago

PASSEIO MOSTRA COMO É UM BORBOLETÁRIO

Judiciário2 meses ago

Juízes comemoram inclusão do Judiciário entre atividades de risco

ENTRETENIMENTO5 meses ago

1º Cabedelo MotoFest: prepare-se para uma explosão de emoções na praia do Jacaré!

CIÊNCIA & TECNOLOGIA12 meses ago

Como sair do grupo de WhatsApp anonimamente e ninguém ver

ESTADO8 meses ago

Energisa reúne empresas de telecomunicações para tratar sobre segurança na disposição de cabos em postes 

Nacional11 meses ago

EXCLUSIVO – Leia na íntegra o pronunciamento de 7 de setembro de Lula

ENTRETENIMENTO12 meses ago

Assistam ao filme “Tropa de elite 2 – O inimigo agora é outro” e reflitam

Internacional4 meses ago

China

CIÊNCIA & TECNOLOGIA12 meses ago

SÍLVIO MEIRA FALA SOBRE A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

CONCURSO E EMPREGO9 meses ago

Concurso da PMPB pode ser suspenso? Jurista avalia

AGRICULTURA & PECUÁRIA2 semanas ago

QUEIJO AZUL, FEITO COM LEITE DE OVELHA, GANHA SELO ARTESANAL

Nacional2 semanas ago

DESMATAMENTO CAI NA AMAZÔNIA, MAS CRESCE NO CERRADO

CONCURSO E EMPREGO2 semanas ago

EMPRESA PREVÊ MULHERES EM 50% DOS CARGOS DE GESTÃO

ECONOMIA2 semanas ago

PIX TERÁ OPÇÃO DE PAGAMENTO POR APROXIMAÇÃO

Internacional2 semanas ago

O IMPACTO DA TROCA NO PODER DO REINO UNIDO APÓS 14 ANOS

Educação & Cultura2 semanas ago

ENEM DOS CONCURSOS: NOVO EDITAL É DIVULGADO COM POLÍTICA DE REEMBOLSO

AGRICULTURA & PECUÁRIA2 semanas ago

GOVERNO FEDERAL ANUNCIA PLANO SAFRA 2024/2025

Nacional2 semanas ago

SECA NO PANTANAL PODE CHEGAR A PONTO DE NÃO RETORNO

Saúde3 semanas ago

ESTUDO COMPROVA EFICÁCIA DE MEDICAMENTO CONTRA O CÂNCER DE PULMÃO

ENTRETENIMENTO3 semanas ago

RECEITA DO BOLO TENTAÇÃO

CIÊNCIA & TECNOLOGIA3 semanas ago

RELIGIÃO E CIÊNCIA

ECONOMIA3 semanas ago

BC MUDA MECANISMO DE RESSARCIMENTO A VÍTIMAS DE FRAUDES

ENTRETENIMENTO3 semanas ago

MANACÁ-DA-SERRA COMO CULTIVAR

Saúde3 semanas ago

BRASILEIRA DESCOBRE AÇÃO DE PROTEÍNA EM CASOS GRAVES DE COVID

ECONOMIA3 semanas ago

COMO IRÁ FUNCIONAR A NOVA META DE INFLAÇÃO DO BRASIL

CONCURSO E EMPREGO3 semanas ago

ENVELHECIMENTO MUDA DEMANDAS E VAGAS NO MERCADO DE TRABALHO

Internacional3 semanas ago

BOLÍVIA EM TENSÃO: ENTENDA EM 4 PONTOS A CRISE POLÍTICA NO PAÍS VIZINHO

ENTRETENIMENTO3 semanas ago

SAVANNAH: O HÍBRIDO SELVAGEM DE GATO COM SERVAL

Educação & Cultura3 semanas ago

FIM DA GREVE NAS UNIVERSIDADES FEDERAIS

CONCURSO E EMPREGO3 semanas ago

BRASIL TEM MAIS DE 2 MILHÕES DE VAGAS EM CARGOS TÉCNICOS SOBRANDO

Nacional3 semanas ago

COMO MILHARES DE FAMÍLIAS GAÚCHAS FICARAM MAIS POBRES DO DIA PARA A NOITE

ENTRETENIMENTO3 semanas ago

ESTROGONOFE DE TILÁPIA FEITO NO FORNO VAI TE SURPREENDER

ENTRETENIMENTO3 semanas ago

TRÊS DICAS PRA CUIDAR BEM DAS ORQUÍDEAS

Politíca4 semanas ago

“RESULTADOS PODEM NÃO AGRADAR, MAS ELEIÇÕES LIVRES SÃO A FORÇA DA DEMOCRACIA”

Educação & Cultura4 semanas ago

PISA: O BRASIL NO RANKING INTERNACIONAL

ENTRETENIMENTO4 semanas ago

CHICO BUARQUE: 80 ANOS DE CRIATIVIDADE

CIÊNCIA & TECNOLOGIA4 semanas ago

COMO NVIDIA VIROU A EMPRESA MAIS VALIOSA DO MUNDO?

AGRICULTURA & PECUÁRIA4 semanas ago

TECNOLOGIA AJUDA NO MANEJO E PREVENÇÃO DE DOENÇAS

Saúde1 mês ago

ESPECIALISTAS CRITICAM A MUDANÇA NA LEI DO ABORTO

ENTRETENIMENTO1 mês ago

TURISMO RURAL EM ROTA

Advertisement
Advertisement

Vejam também

Somos o Portal Informa Paraíba, uma empresa de marketing e portal de informações que oferece um noticioso com assuntos diversos. Nosso objetivo é fornecer conteúdo relevante e atualizado para nossos leitores, mantendo-os informados sobre os acontecimentos mais importantes. Nossa equipe é composta por profissionais experientes e apaixonados por comunicação, que trabalham incansavelmente para oferecer um serviço de qualidade. Além disso, estamos sempre em busca de novas formas de melhorar e inovar, para podermos atender às necessidades e expectativas de nossos clientes. Seja bem-vindo ao nosso mundo de informações e descubra tudo o que o Portal Informa Paraíba tem a oferecer. Fiquem bem informados acessando o Portal Informa Paraíba: www.informaparaiba.com.br