Connect with us

ECONOMIA

Serviços variam 0,4% em novembro, após três meses no campo negativo

O bom desempenho dos serviços financeiros auxiliares influenciou a volta do setor de serviços ao campo positivo

Em novembro de 2023, o volume de serviços no Brasil variou 0,4% frente a outubro, na série com ajuste sazonal. O resultado positivo interrompe uma sequência de três taxas negativas (agosto, setembro e outubro), período em que acumulou uma perda de 2,2%. Dessa forma, o setor se encontra 10,8% acima do nível de fevereiro de 2020 (pré-pandemia) e 2,6% abaixo de dezembro de 2022 (ponto mais alto da série histórica). 

PeríodoVariação (%)
VolumeReceita Nominal
Novembro 23 / Outubro 23*0,40,6
Novembro 23 / Novembro 22-0,34,9
Acumulado Janeiro-Novembro2,76,7
Acumulado nos Últimos 12 Meses3,07,2
 *série com ajuste sazonal

Na série sem ajuste sazonal, no confronto com novembro de 2022, o volume de serviços assinalou a terceira taxa negativa consecutiva (-0,3%). O acumulado do ano passado foi de 2,7% frente a igual período de 2022. O acumulado dos últimos doze meses perdeu dinamismo, ao passar de 3,6% em outubro para 3,0% em novembro de 2023, em seu resultado menos intenso desde julho de 2021 (2,9%).  

Pesquisa Mensal de Serviços  –  Volume de Serviços, segundo as atividades de divulgação  –  Novembro 2023 – Variação (%)
Atividades de DivulgaçãoMês/Mês anterior (1)Mensal (2)Acumulado no ano (3)Últimos 12 meses (4)
SETOUTNOVSETOUTNOVJAN-SETJAN-OUTJAN-NOVAté SETAté OUTAté NOV
Volume de Serviços – Brasil-0,2-0,50,4-1,1-0,3-0,33,43,02,74,43,63,0
1. Serviços prestados às famílias2,6-1,82,22,80,55,44,84,34,46,05,04,8
1.1 Serviços de alojamento e alimentação0,7-0,11,50,61,46,34,74,34,55,74,94,9
   1.1.1 Alojamento6,55,44,88,38,07,7
   1.1.2 Alimentação-0,8-1,06,94,13,53,9
1.2 Outros serviços prestados às famílias19,7-18,24,015,3-4,40,25,44,43,97,75,94,6
2. Serviços de informação e comunicação-0,60,2-0,1-0,5-0,5-0,44,23,73,34,13,33,0
2.1 Serviços de tecnologia da informação e comunicação (TIC)-1,01,20,6-1,2-0,61,04,43,93,64,33,43,2
2.1.1 Telecomunicações0,11,8-3,20,05,11,62,32,62,50,21,01,7
2.1.2 Serviços de tecnologia da informação-0,71,41,3-2,4-6,00,76,75,24,88,96,04,8
2.2 Serviços audiovisuais-0,8-4,1-4,55,41,3-10,93,23,01,42,53,01,4
3. Serviços profissionais, administrativos e complementares-1,01,11,00,94,14,44,14,14,15,04,74,5
3.1 Serviços técnico-profissionais-3,12,81,1-3,06,57,05,05,25,45,85,75,6
3.2 Serviços administrativos e complementares0,5-0,30,42,52,52,03,93,83,64,84,44,0
   3.2.1 Aluguéis não imobiliários1,53,2-1,816,820,315,620,420,419,922,922,021,1
   3.2.2 Serviços de apoio às atividades empresariais0,0-1,61,0-1,6-2,7-2,0-0,5-0,7-0,80,1-0,4-0,7
4. Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio-0,2-2,0-1,0-2,1-1,1-3,73,22,82,25,14,02,8
4.1 Transporte terrestre-0,1-1,60,72,22,92,87,97,36,99,98,67,6
   4.1.1 Rodoviário de cargas4,97,15,911,611,110,6
   4.1.2 Rodoviário de passageiros-10,7-7,2-6,70,7-0,1-0,7
   4.1.3 Outros segmentos do transporte terrestre9,61,45,33,33,13,3
4.2 Transporte aquaviário3,3-4,60,74,9-1,2-3,57,76,75,78,27,35,8
4.3 Transporte aéreo-2,90,4-16,12,012,9-14,71,52,51,02,42,71,3
4.4 Armazenagem, serviços auxiliares aos transportes e correio2,3-1,1-0,2-13,7-12,3-13,1-6,2-6,8-7,4-3,6-5,0-6,4
5. Outros serviços0,90,43,6-4,7-4,23,3-0,8-1,2-0,80,90,00,3
    5.1 Esgoto, gestão de resíduos, recuperação de materiais e descontaminação0,41,84,83,02,93,1
    5.2 Atividades auxiliares dos serviços financeiros-5,2-3,7-0,1-4,7-4,6-4,2
    5.3 Atividades imobiliárias5,714,015,513,513,513,7
    5.4 Outros serviços não especificados anteriormente4,1-2,5-3,27,66,65,6
Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Estatísticas Conjunturais em Empresas. (1) Base: mês imediatamente anterior – com ajuste sazonal; (2) Base: igual mês do ano anterior;  (3) Base: igual período do ano anterior;  (4) Base: 12 meses anteriores.

O acréscimo do volume de serviços (0,4%), em novembro de 2023, foi acompanhado por três das cinco atividades de divulgação: outros serviços (3,6%); profissionais, administrativos e complementares (1,0%) e serviços prestados às famílias (2,2%); com o primeiro acumulando ganho de 4,9% entre setembro e novembro; o segundo avançando 2,1% no período outubro-novembro e o último recuperando as perdas de outubro (-1,8%). 

Em sentido oposto, as únicas retrações do mês foram dos transportes (-1,0%) e dos serviços de informação e comunicação (-0,1%), com a primeira atividade emplacando o quarto revés consecutivo, com perda acumulada de 5,3%; e a última em ligeiro decréscimo (-0,1%), após assinalar ligeira variação positiva em outubro (0,2%). 

Ainda na série com ajuste sazonal, o índice de média móvel trimestral foi de -0,1% no trimestre encerrado em novembro de 2023 frente ao nível do mês anterior. Entre os setores, ainda na série com ajuste sazonal, duas das cinco atividades recuaram frente ao nível do trimestre terminado em outubro: transportes (-1,1%) e informação e comunicação (-0,2%). Já outros serviços (1,6%), serviços prestados às famílias (1,0%) e serviços profissionais, administrativos e complementares (0,4%) avançaram em novembro. 

Na comparação com novembro de 2022, o volume do setor de serviços variou -0,3% em novembro de 2023, registrando, assim, o terceiro revés seguido. A variação negativa desse mês foi acompanhada por apenas duas das cinco atividades de divulgação e contou ainda com crescimento em 48,2% dos 166 tipos de serviços investigados. 

Entre os setores, transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (-3,7%) exerceram o principal impacto negativo, pressionado, principalmente, pela queda da receita em gestão de portos e terminais; rodoviário coletivo de passageiros; transporte aéreo; atividades de agenciamento marítimo; operação de aeroportos; e armazenamento. 

O outro recuo veio de informação e comunicação (-0,4%), explicado, em grande parte, pela menor receita vinda de telecomunicações; atividades de TV aberta; suporte técnico, manutenção e outros serviços em tecnologia da informação; consultoria em tecnologia da informação; e operadoras de TV por assinatura por satélite.  

Em sentido oposto, os serviços profissionais, administrativos e complementares (4,4%); os prestados às famílias (5,4%); e os outros serviços (3,3%) exerceram as contribuições positivas sobre o volume total de serviços, impulsionados, em grande medida, pelo aumento de receita das empresas que atuam com atividades jurídicas; atividades de intermediação de negócios em geral; locação de automóveis; consultoria em gestão empresarial; gestão de ativos intangíveis; administração de cartões de desconto e de programas de fidelidade; e cobranças e informações cadastrais, no primeiro setor; serviços de bufê, restaurantes; espetáculos teatrais e musicais; e hotéis, no segundo; e atividades imobiliárias; atividades auxiliares dos serviços financeiros; seguros, previdência complementar e de saúde; e coleta de resíduos não perigosos de origem doméstica, urbana ou industrial, no último. 

No acumulado de janeiro a novembro de 2023, frente a igual período do ano anterior, o setor de serviços apresentou expansão de 2,7%, com taxas positivas em quatro das cinco atividades de divulgação e crescimento em 56,6% dos 166 tipos de serviços investigados. 

Entre os setores, a contribuição positiva mais importante ficou com o ramo de serviços profissionais, administrativos e complementares (4,1%), impulsionado, em grande parte, pelo aumento das receitas das empresas que atuam nos segmentos de locação de automóveis; serviços de engenharia; cobranças e informações cadastrais; atividades de intermediação de negócios em geral; e agências de viagens. 

Os demais avanços vieram de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (2,2%); de informação e comunicação (3,3%) e de serviços prestados às famílias (4,4%), explicados, principalmente, pelo aumento na receita das empresas de transporte rodoviário de cargas; navegação de apoio marítimo e portuário; transporte por navegação interior de carga; aéreo de passageiros; rodoviário coletivo de passageiros; e dutoviário, no primeiro ramo; de telecomunicações; desenvolvimento e licenciamento de softwares; desenvolvimento de programas de computador sob encomenda; tratamentos de dados, provedores de serviços de aplicação e serviços de hospedagem na Internet; e consultoria em tecnologia da informação, no segundo; e de serviços de bufê; hotéis; restaurantes; e atividades de condicionamento físico, no último. 

Em contrapartida, os outros serviços (-0,8%) exerceram a única influência negativa no acumulado no ano, pressionados, especialmente, pela menor receita vinda de serviços financeiros auxiliares; corretoras de títulos e valores mobiliários; e administração de bolsas e mercados de balcão. 

Serviços avançam em 12 das 27 unidades da Federação em novembro 

Em 12 das 27 unidades da federação houve expansão no volume de serviços em novembro de 2023, frente ao mês imediatamente anterior, acompanhando o acréscimo no resultado do Brasil (0,4%). Entre os locais com taxas positivas nesse mês, o impacto mais importante veio de São Paulo (1,1%), seguido por Paraná (2,4%), Mato Grosso (3,1%) e Mato Grosso do Sul (4,8%). Já as principais influências negativas no mês vieram de Rio Grande do Sul (-2,0%), Distrito Federal (-2,6%), Maranhão (-7,6%) e Amazonas (-4,8%). 

Na comparação com igual mês de 2022, a retração do volume de serviços no Brasil (-0,3%) foi acompanhada por apenas oito das 27 unidades da federação. A influência negativa mais importante ficou com São Paulo (-4,6%). Em sentido oposto, Minas Gerais (8,0%) e Paraná (9,2%), seguidos por Mato Grosso (18,1%), Bahia (6,0%) e Santa Catarina (4,4%) assinalaram os principais avanços do mês. 

No acumulado do ano, frente a igual período de 2022, o avanço do volume de serviços no Brasil (2,7%) se deu de forma disseminada entre os locais investigados, já que 25 das 27 unidades da federação também mostraram expansão na receita real de serviços. 

Os principais impactos positivos em termos regionais ocorreram em Minas Gerais (8,3%), Paraná (11,4%) e Rio de Janeiro (4,4%), seguidos por Mato Grosso (17,0%), Santa Catarina (8,3%) e Rio Grande do Sul (5,1%). Por outro lado, São Paulo (-1,7%) e Amapá (-3,5%) registraram as únicas influências negativas sobre índice nacional. 

Atividades turísticas caem 2,4% em novembro 

Em novembro de 2023, o índice de atividades turísticas apontou retração de 2,4% frente ao mês imediatamente anterior, segundo resultado negativo consecutivo, período em que registrou uma perda acumulada de 3,4%. Com isso, o segmento de turismo se encontra 2,2% acima do patamar de fevereiro de 2020 e 5,0% abaixo do ponto mais alto da série, alcançado em fevereiro de 2014. 

Regionalmente, dez dos 12 locais pesquisados acompanharam este movimento de retração verificado na atividade turística nacional (-2,4%). As influências negativas mais relevantes ficaram com São Paulo (-1,0%) e Bahia (-7,0%), seguidos por Minas Gerais (-2,6%), Paraná (-5,3%) e Ceará (-9,4%). Em sentido oposto, Santa Catarina (0,7%) e Espírito Santo (0,9%) assinalaram os únicos avanços em termos regionais. 

Na comparação novembro de 2023 / novembro de 2022, o índice de volume de atividades turísticas no Brasil apresentou expansão de 2,8%, 32ª taxa positiva seguida, sendo impulsionado, principalmente, pelo aumento na receita de empresas que atuam nos ramos de serviços de bufê; restaurantes; locação de automóveis; espetáculos teatrais e musicais; agências de viagens; transporte rodoviário coletivo de passageiros; e hotéis. 

Em sete das 12 unidades da federação pesquisadas houve avanços nos serviços voltados ao turismo, com destaque para São Paulo (5,0%), Rio de Janeiro (10,1%) e Minas Gerais (10,4%). Já os principais impactos negativos foram no Ceará (-18,7%) e Rio Grande do Sul (-6,2%).  

No acumulado de janeiro a novembro de 2023, o agregado especial de atividades turísticas se expandiu 7,5% frente a igual período do ano anterior, impulsionado, sobretudo, pelos aumentos de receita obtidos por empresas dos ramos de locação de automóveis; serviços de bufê; hotéis; agências de viagens; transporte aéreo; restaurantes; e rodoviário coletivo de passageiros.  

Onze dos 12 locais investigados também registraram taxas positivas, onde sobressaíram os ganhos vindos de São Paulo (6,8%), Rio de Janeiro (11,6%), Minas Gerais (16,5%), Bahia (12,6%) e Paraná (11,4%). Já o único resultado negativo foi do Ceará (-2,1%). 

Transporte de cargas avança e o de passageiros cai em novembro 

Em novembro de 2023, o volume de transporte de passageiros no Brasil recuou 2,9% frente ao mês imediatamente anterior, na série livre de influências sazonais, terceira taxa negativa seguida, período em que apontou perda acumulada de 6,5%. Dessa forma, o segmento se encontra, nesse mês de referência, 7,3% abaixo do nível de fevereiro de 2020 (pré-pandemia) e 28,5% abaixo de fevereiro de 2014 (ponto mais alto da série histórica).  

Por sua vez, o volume do transporte de cargas apontou expansão de 0,6% em novembro de 2023, após assinalar queda acumulada de 4,5% entre agosto e outubro. Dessa forma, o segmento se situa 3,9% abaixo do ponto mais alto de sua série (julho de 2023). Com relação ao nível pré-pandemia, o transporte de cargas está 37,9% acima de fevereiro de 2020. 

No confronto com novembro de 2022, sem ajuste sazonal, o transporte de passageiros mostrou retração de 8,0% em novembro de 2023, após ter avançado 1,4% em outubro; ao passo que o transporte de cargas, no mesmo tipo de confronto, cresceu 4,2%, assinalando, assim, o 39º resultado positivo consecutivo. 

No indicador acumulado de janeiro a novembro de 2023, o transporte de passageiros mostrou expansão de 0,9% frente a igual período de 2022, enquanto o de cargas avançou 8,6% no mesmo intervalo investigado.

Mais sobre a pesquisa 

PMS produz indicadores que permitem acompanhar o comportamento conjuntural do setor de serviços no país, investigando a receita bruta de serviços nas empresas formalmente constituídas, com 20 ou mais pessoas ocupadas, que desempenham como principal atividade um serviço não financeiro, excluídas as áreas de saúde e educação. Há resultados para o Brasil e todas as Unidades da Federação. Os resultados podem ser consultados no Sidra. 

Esta é a décima primeira divulgação da nova série da pesquisa, que passou por atualizações na seleção da amostra de empresas, além de alterações metodológicas, com o objetivo de retratar mudanças econômicas na sociedade. São atualizações já previstas e implementadas periodicamente pelo IBGE. A próxima divulgação da Pesquisa Mensal de Serviços, referente a dezembro de 2023, será em 9 de fevereiro de 2024.  

Fonte: IBGE

Continue Reading
Advertisement

Relógio

Grupo do Portal Informa Paraíba (Facebook)

Portal Informa Paraíba

Fiquem bem informados em um site que escreve notícias

TWITTER DO PORTAL INFORMA PARAÍBA

www.informaparaiba.com.br

Fiquem bem informados em um site que escreve notícias.

Página do Portal Informa Paraíba (Facebook)

AGRICULTURA & PECUÁRIA6 minutos ago

Extrativistas de babaçu do Médio Mearim se reúnem com comitiva do governo federal

AGRICULTURA & PECUÁRIA7 minutos ago

De laboratório para o seu prato: universidade brasileira pesquisa carne cultivada com textura de bife

AGRICULTURA & PECUÁRIA11 minutos ago

Pecuária australiana: os desafios do país que chega ao maior rebanho de bovinos da última década

AGRICULTURA & PECUÁRIA15 minutos ago

Agro é protagonista do crescimento do PIB de 2023

AGRICULTURA & PECUÁRIA18 minutos ago

Preocupação com Ásia persiste, mas robusta e arábica voltam a olhar para mesma direção

ECONOMIA37 minutos ago

O que é o Programa Nacional de Biometano discutido no combustível do futuro

ECONOMIA1 hora ago

Aumento da mistura obrigatória de biodiesel no Brasil pode impactar os preços dos combustíveis para os consumidores finais

Politíca2 horas ago

Doença celíaca: 7 em cada 10 descobrem tarde demais. Projeto de Jutay ajuda no diagnóstico precoce

Nacional3 horas ago

A Polícia Federal pergunta se Bolsonaro é “cisgênero” e a explicação surpreende.

AGRICULTURA & PECUÁRIA4 horas ago

Ramon Dino é derrotado por holandês em evento mundial de fisiculturismo

Esporte4 horas ago

Confirmado: Tite toma atitude e Flamengo tem escalação inédita no Campeonato Carioca

Esporte4 horas ago

VÍDEO: Nocaute do ano? Brasileiro ‘apaga’ adversário com joelhada voadora brutal no UFC

Politíca6 horas ago

Estratégia em debate: possíveis alterações nas prévias do PT em João Pessoa

Esporte7 horas ago

Botafogo-Pb vence o Serra Branca e avança às semifinais

Internacional12 horas ago

Papa Francisco sobre a ideologia de gênero: “Pior perigo”

Judiciário12 horas ago

Barroso reserva sessão para pauta econômica de R$ 516,2 bilhões

Judiciário12 horas ago

STF analisará pedido de traficante Pancadão para reaver R$ 10 milhões

CIDADE2 dias ago

Reconhecendo falha, PCdoB de Santa Rita se reúne com Nicola

CIDADE2 dias ago

“Greve de Professores em Santa Rita: Sindicato emite nota condenando a gestão de Panta por sua ‘postura autoritária'”

Judiciário2 dias ago

Por 5 votos a 2, TRT determina afastamento imediato de Buega Gadelha da presidência da FIEP

Esporte2 dias ago

Ayrton Lucas assume protagonismo e larga na frente de Viña no Flamengo

Esporte2 dias ago

Retrospectiva SUPER LUTAS: Assista aos melhores e mais brutais nocautes do mês de fevereiro

Esporte2 dias ago

Medvedev brilha rumo à semifinal em Dubai e mantém a defesa do título viva

Esporte2 dias ago

Com drama e gol no fim, Campinense bate Nacional e respira no Paraibano

Esporte2 dias ago

F1: Análise dos ritmos das equipes após o primeiro dia de treinos no Bahrein

Saúde2 dias ago

ALZHEIMER É UM TIPO DE Diabete? ESTUDOS INVESTIGAM

Educação & Cultura2 dias ago

DIGRESSÕES SOBRE O QUE DEVE ACONTECER ATÉ O FINAL DESTE SÉCULO

ENTRETENIMENTO2 dias ago

AULA 1 – JORNADA 3 PILARES DO CULTIVO DE PLANTAS EM VASOS

Judiciário2 dias ago

CONTRATO DE ALUGUEL: COMO NÃO PAGAR MULTA

Internacional2 dias ago

2 ANOS DA GUERRA NA UCRÂNIA: A VIDA NO VILAREJO QUE FICOU POVOADO POR ÓRFÃOS

Internacional7 meses ago

Cidade alemã passa a distribuir gratuitamente filtro solar

Internacional9 meses ago

IMPRESSIONANTE – GOVERNO CANADENSE ADMITE: “Os não vacinados estavam certos sobre as vacinas de mRNA”

Segurança Pública11 meses ago

IMAGEM FORTÍSSIMA: Vídeo mostra momento em que aluno mata professora a facadas

Judiciário10 meses ago

Escravizados

ENTRETENIMENTO8 meses ago

Exorcista: filme “Nefarious” é “o melhor já produzido” sobre possessão demoníaca

ENTRETENIMENTO7 meses ago

JIBÓIA

CIÊNCIA & TECNOLOGIA11 meses ago

DarkWeb, DeepWeb e DarkNet: qual a diferença?

CIÊNCIA & TECNOLOGIA11 meses ago

Como ver os Stories anonimamente no Instagram

Nacional7 meses ago

CNS reconhece religiões afro como complementares ao SUS

Segurança Pública11 meses ago

Adulteração de chassi de reboques está mais próximo de se tornar crime

Nacional11 meses ago

Advogado de Adélio Bispo recebeu R$ 315 mil do PCC, segundo inquérito da PF

ENTRETENIMENTO5 meses ago

Conheça Rocco, um cão mistura de rottweiler com husky siberiano: ‘Parece o Batman’

CIÊNCIA & TECNOLOGIA11 meses ago

Novo botão ágil do YouTube Music baixa até 200 músicas de uma vez

CIDADE10 meses ago

Sapé: ex-candidato a prefeito Luizinho, vice e coligação são condenados a pagar R$ 300 mil por infringir norma eleitoral e sanitária

Nacional10 meses ago

Bomba: Alexandre de Moraes monitorava todos os passos de funcionários do gabinete de Bolsonaro e da primeira-dama desde 2021, diz Folha

AGRICULTURA & PECUÁRIA2 meses ago

Com produtor revisando tamanho da safra, 2024 inicia cercado de incertezas para a soja

Nacional11 meses ago

Exclusivo: imagens mostram baixo contingente de segurança no Planalto e atuação do GSI no 8 de janeiro

Nacional10 meses ago

Lira manda novo recado ao governo Lula: “grande resistência entre os parlamentares”

CONCURSO E EMPREGO2 meses ago

Carreiras em Extinção? Veja Quais Podem Sumir

Judiciário6 meses ago

Informativo destaca não exigência de provas para fixação de indenização mínima por danos morais

Judiciário5 meses ago

Entender Direito: especialistas discutem os embargos de divergência

ENTRETENIMENTO12 meses ago

COMO ELIMINAR COCHONILHA DE RAIZ DE PLANTAS EM VASO

Internacional2 meses ago

Secretário-geral da ONU condena atos criminosos no Equador

Internacional2 meses ago

Fome já é generalizada em Gaza, alerta ONU

ECONOMIA2 meses ago

Calendário do Bolsa Família 2024: saiba quando você vai receber

CIDADE2 meses ago

Polêmica em Princesa Isabel: Vereadores aprovam aumento salarial próprio e do Executivo

AGRICULTURA & PECUÁRIA2 meses ago

Número de IGs cresceu 60% em quatro anos no Brasil

Judiciário11 meses ago

TST valida vínculo de emprego entre vendedora e lotérica de jogo do bicho

CIÊNCIA & TECNOLOGIA11 meses ago

Andrômeda vai colidir com a Via Láctea: devemos nos preocupar?

Segurança Pública11 meses ago

Projeto determina a apreensão de todos os bens usados em crime ambiental

Saúde2 dias ago

ALZHEIMER É UM TIPO DE Diabete? ESTUDOS INVESTIGAM

Educação & Cultura2 dias ago

DIGRESSÕES SOBRE O QUE DEVE ACONTECER ATÉ O FINAL DESTE SÉCULO

ENTRETENIMENTO2 dias ago

AULA 1 – JORNADA 3 PILARES DO CULTIVO DE PLANTAS EM VASOS

Judiciário2 dias ago

CONTRATO DE ALUGUEL: COMO NÃO PAGAR MULTA

Internacional2 dias ago

2 ANOS DA GUERRA NA UCRÂNIA: A VIDA NO VILAREJO QUE FICOU POVOADO POR ÓRFÃOS

ENTRETENIMENTO3 dias ago

OS ENCANTOS DO BORDADO POLONÊS

AGRICULTURA & PECUÁRIA3 dias ago

PÉ-DURO: O GADO QUE DESAFIOU O SERTÃO BRASILEIRO

CIÊNCIA & TECNOLOGIA3 dias ago

EUA VOLTAM À LUA MAIS DE 50 ANOS DEPOIS COM POUSO DE MÓDULO ESPACIAL

ENTRETENIMENTO3 dias ago

CINCO DADOS FASCINANTES SOBRE ORQUÍDEAS

Judiciário3 dias ago

A NOVA CARTEIRA DE IDENTIDADE NACIONAL E O QUE MUDA COM A NUMERAÇÃO UNIFICADA

AGRICULTURA & PECUÁRIA3 dias ago

CISTERNAS GARANTEM SEGURANÇA HÍDRICA NO CAMPO

AGRICULTURA & PECUÁRIA3 dias ago

BRASIL É EXEMPLO PRODUÇÃO DE ALIMENTOS PRODUZIDOS COM TECNOLOGIAS SUSTENTÁVEIS

Saúde5 dias ago

VARIANTES DA DENGUE EM CIRCULA PELO BRASIL

Nacional5 dias ago

CENSO 2022: COLETA DE ESGOTO ATENDE 62% DOS BRASILEIROS

Educação & Cultura5 dias ago

ESCOLAS SUECAS REDESCOBREM LIVROS – E ALUNOS SE SURPREENDEM

ENTRETENIMENTO5 dias ago

BLOQUEIE AS PRAGAS

Saúde5 dias ago

AEDES AEGYPTI: MOSQUITO TRANSMISSOR DA DENGUE PODE INFECTAR PESSOAS DIRETAMENTE

CIÊNCIA & TECNOLOGIA6 dias ago

PETROBRAS: PROJETO PIONEIRO QUE SEPARA GÁS CARBÔNICO E PETRÓLEO NO FUNDO DO MAR

ECONOMIA6 dias ago

BRASIL REGISTRA ALTA DEPENDÊNCIA EM COMMODITIES NA ECONOMIA

ENTRETENIMENTO6 dias ago

TOMATE, PIMENTA E PIMENTÃO PLANTADOS COM O QUE IRIA PARA O LIXO

ECONOMIA6 dias ago

ECONOMIA DA SOLIDÃO: CRESCE MERCADO DE MAIS DE UM BILHÃO DE PESSOAS

Saúde6 dias ago

COMO ‘RECONFIGUREI’ MEU CÉREBRO EM SEIS SEMANAS

Saúde2 semanas ago

DENGUE: PREOCUPAÇÃO EM ÁREAS RURAIS CRESCE COM DISPARADA DE CASOS

ECONOMIA2 semanas ago

AUMENTO DE ARRECADAÇÃO E AJUDA PARA META FISCAL DO PAÍS

ECONOMIA2 semanas ago

GOVERNO AVALIA LIBERAR UMA NOVA FORMA DE USO DO FGTS

Saúde2 semanas ago

NOMOFOBIA: DEPENDÊNCIA DO USO DO CELULAR JÁ ATINGE IDOSOS

Saúde2 semanas ago

DENGUE: INFECTOLOGISTA TIRA DÚVIDAS SOBRE VACINA, REPELENTES E SINTOMAS

Judiciário2 semanas ago

CHEGOU A HORA DE COMBATER OS ULTRAPROCESSADOS NO BRASIL

CIÊNCIA & TECNOLOGIA2 semanas ago

ENTRA EM VIGOR A LEI EUROPEIA QUE REGULAMENTA TODAS AS PLATAFORMAS DIGITAIS

ENTRETENIMENTO2 semanas ago

PIERNIKI DOMOVE – A BOLACHA DE MEL POLONESA

Advertisement
Advertisement

Vejam também