Connect with us

Judiciário

Defendamos o Estado democrático de direito

O Deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) foi preso, por ordem do ministro Alexandre de Moraes, do STF, após ter divulgado um vídeo no qual proferia ataques e ofensas aos ministros da Corte. Silveira fez apologia a agressões físicas contra os ministros e defendeu sua “destituição”

I – O FATO

Como noticiou o jornal O Globo, em 17 de fevereiro de 2021, a Polícia Federal (PF) prendeu, na noite do dia 16, o deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), por ordem do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), após o parlamentar ter divulgado um vídeo no qual proferia ataques e ofensas aos ministros da corte. Silveira fez apologia a agressões físicas contra os ministros e defendeu a “destituição” deles.


II – A LEI DE SEGURANÇA NACIONAL

Art. 22 – Fazer, em público, propaganda:

I – de processos violentos ou ilegais para alteração da ordem política ou social;

São crimes formais, de perigo, em que se exige o dolo específico como elemento do tipo penal.

O objeto jurídico é a democracia no Brasil.

Trata-se de crime contra a segurança nacional.

Como bem se lê do FGV/CPDOC, a Lei de Segurança Nacional em vigor é a Lei nº 7.170, de 14 de dezembro de 1983. Essa lei define os crimes contra a segurança nacional e estabelece regras para o seu processo e julgamento. A lei vigente revogou a Lei nº 6.620, de 17 de dezembro de 1978, que havia substituído o draconiano Decreto-Lei nº 898, de 29 de setembro de 1969, que, por sua vez, havia revogado o Decreto-Lei nº 314, de 13 de março de 1967, primeira Lei de Segurança Nacional do regime militar que se iniciou em 1964.

A expressão “segurança nacional” aparece no direito brasileiro com a Constituição Federal de 1934 que, no seu título VI, criou o Conselho Superior de Segurança Nacional (art. 159), com atribuições que se relacionavam com a defesa e a segurança do país. A partir daí, todas as constituições se referem ao Conselho de Segurança Nacional. Com a Constituição de 1967 introduziu-se a regra segundo a qual “toda pessoa natural ou jurídica é responsável pela segurança nacional, nos limites definidos em lei” (art. 89), regra essa mantida pela Constituição vigente (art. 86).

Os crimes contra a segurança interna são crimes contra o Estado de direito democrático. Falando em tese, as tiranias não têm inimigos ilegítimos. A segurança do Estado depende de múltiplos fatores, entre os quais, por exemplo, a pujança de sua economia e o preparo e coesão de suas forças armadas. Quando se fala em crime contra a segurança do Estado, no entanto, pretende-se punir somente as ações que se dirigem contra os interesses políticos da nação. Os crimes contra a segurança do Estado são os crimes políticos.

Para que possa caracterizar-se o crime político, é indispensável que a ofensa aos interesses da segurança do Estado se faça com particular fim de agir. É indispensável que o agente dirija sua ação com o propósito de atingir a segurança do Estado. Nos crimes contra a segurança interna, esse fim de agir é o propósito político-subversivo. O agente deve pretender, em última análise, atingir a estrutura política do poder legalmente constituído, para substituí-lo por meios ilegais. Pode-se dizer que o fim de agir é aqui um elemento essencial do desvalor da ação neste tipo de ilícito, sem o qual verdadeiramente não se pode atingir os interesses da segurança do Estado. A existência do fim de agir é uma indefectível marca de uma legislação liberal nessa matéria. Mas pode-se também dizer que essa exigência do fim de agir está na natureza das coisas. Não há ofensa aos interesses políticos da nação, se o agente não dirige sua ação deliberadamente para atingi-los.

Com a doutrina da segurança nacional, pretendeu-se substituir a noção de crime contra a segurança do Estado por um outro esquema conceitual, que se refere a certas ações que atingem os objetivos nacionais. Segundo tal doutrina, entende-se por segurança nacional o grau relativo de garantia que, através da ação política, econômica, psicossocial e militar, o Estado proporciona à nação, para a consecução ou manutenção dos objetivos nacionais, a despeito dos antagonismos ou pressões, existentes ou potenciais. A garantia a que se alude é proporcionada pelo poder nacional, que se define como “expressão integrada dos meios de toda ordem de que efetivamente dispõe a nação numa determinada época”, exercendo-se através de ações políticas, econômicas, psicossociais e militares, para assegurar a consecução dos objetivos nacionais.

A segurança nacional compreende a segurança interna, que “diz respeito aos antagonismos ou pressões” de qualquer origem, forma ou natureza, que se manifestem ou possam manifestar-se no âmbito interno do país”, e a segurança externa, que diz respeito aos antagonismos ou pressões de origem externa, surgidas no domínio das relações internacionais.

O conceito de segurança nacional tem por fulcro, como se percebe, a consecução dos objetivos nacionais, que compete ao Conselho de Segurança Nacional estabelecer (art. 89, I, Constituição Federal). Os objetivos nacionais são vagamente definidos como “cristalização dos interesses e aspirações nacionais em determinado estágio da evolução da comunidade, cuja conquista e preservação toda a nação procura realizar através dos meios de toda a ordem a seu alcance”. A lei vigente define como objetivos nacionais, especialmente, a soberania nacional, a integridade territorial, o regime representativo e democrático, a paz social, a prosperidade nacional e a harmonia internacional.


III –  A DEMOCRACIA

O pronunciamento acima citado é uma afronta à democracia.

A democracia é meio de convivência, despertar do diálogo, sensatez.

Lincoln dizia que a democracia é o governo do povo, pelo povo e para o povo, como acentuado em célebre discurso 9 de Novembro de 1863 no Cemitério Militar de Gettysburg.

Disse Burdeau (Traité de Science Politique, tomo V/57) que “se é verdade que não há democracia sem governo do povo, a questão importante está em saber o que é preciso entender por povo e como ele governa”.

Em verdade, a democracia é exercida direta e indiretamente pelo povo e em proveito do povo. Diz-se que é um processo de convivência, primeiramente, para denotar sua historicidade, depois para realçar que, além de ser uma relação de poder político e verificar-se o respeito e a tolerância entre os conviventes.


IV – A DEMOCRACIA DE FACHADA E AS BARREIRAS LEGAIS  

Mas é necessário ter o necessário cuidado para com a chamada “democracia de fachada”, dentro da construção de um poder discricionário, abusivo, para quem nada é obstáculo e tudo pode.

Na ação de Chávez, na Venezuela, a construção do poder discricionário demanda uma democracia de fachada, com eleições regulares e Parlamento em funcionamento, enquanto as estruturas democráticas vão sendo carcomidas. A imprensa livre é sufocada e a oposição é constrangida pela máquina de destruição de reputações. Já o Judiciário é tomado por governistas, transformando-se em pesadelo dos dissidentes do regime. Assim, estão dadas as condições para que a Constituição se torne letra morta.

Para isso, no passado, foi importante a edição do AI – 5, que castrou a democracia, instituiu a censura, deu caminho para o arbítrio, institucionalizou a tortura. O HC em matéria de delitos políticos foi eliminado e o Judiciário passou a se subordinar ao Executivo, com o Legislativo silenciado.

A Constituição democrática de 1988 foi uma resposta da sociedade a esse estado de coisas.

O depoimento do deputado federal nomeado é um apelativo à ditadura, uma afronta à democracia.

Dir-se-á que ele se encontra protegido pela imunidade parlamentar. Mas, data vênia, essa imunidade parlamentar não está protegida quando se agride a Constituição. Ora, não se pode falar em imunidade parlamentar material e formal, que é um meio de proteção ao mandato popular, se esse pronunciamento visa a exterminar a democracia. 

Pensemos em barreiras legais à ação daqueles que advogam contra os princípios e as instituições democráticas. Nesse sentido, Karl Loewenstein propôs, em 1937, a controvertida doutrina da “democracia militante”, incorporada pela Lei Fundamental em 1949, e aplicada pela Corte Constitucional alemã nas décadas seguintes. Foi o caso do combate a organizações terroristas de esquerdas que atuaram na década de 1970 na Alemanha.

Para o caso, a barreira legal está na tipificação penal e sua aplicação concreta, e o caminho está na lei de segurança nacional para proteção da democracia.

Autor

  • Rogério Tadeu Romano – Procurador Regional da República aposentado. Professor de Processo Penal e Direito Penal. Advogado.

Parceiros
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

 

Portal Informa Paraíba

Fiquem bem informados em um site que escreve notícias

Politíca1 hora ago

Durante pronunciamento na CMJP, vereador cobra rapidez na distribuição da merenda escolar para alunos da Rede Municipal de Ensino

Segurança Pública4 horas ago

Saiba o que muda na fiscalização de trânsito a partir do próximo mês

Segurança Pública4 horas ago

Grupo que realizava assaltos no Rio Grande do Norte é preso pela PRF com dois revólveres e munições em Mamanguape

ESTADO4 horas ago

Clodoaldo Beltrão e representantes de municípios do Vale do Paraíba debaterão expansão de linha férrea com superintende da CBTU

Educação & Cultura4 horas ago

Weintraub é condenado a pagar R$ 40 mil por ofensas a professores

CIDADE4 horas ago

Conde recebeu 5 respiradores na tarde desta quinta (04) e vai instalar 8 leitos para Covid-19

ESTADO4 horas ago

TV Assembleia apresentará série especial em comemoração à Semana da Mulher

Nacional7 horas ago

Máscara feita de fibra de crustáceos inativa vírus da Covid-19

Tecnologia7 horas ago

Programa Startup Gov.br acelerará entrega de projetos de transformação digital

Educação & Cultura7 horas ago

Abertas inscrições para Curso de Aperfeiçoamento em Gestão da Educação Municipal

Esporte7 horas ago

Demitido do UFC ao lado de Cigano, Overeem agradece: ‘Foi uma honra’

Esporte7 horas ago

Praia joga para confirmar posição na Superliga; Minas treina para playoffs

Esporte7 horas ago

Valberto Lira recomenda à CBF que suspenda jogos de futebol na Paraíba

Esporte7 horas ago

Rossi: Decisão de seguir na MotoGP depende de resultados até meio do ano

Esporte8 horas ago

F1: GP do Bahrein aberto ao público, desde que vacinado contra Covid-19

Esporte8 horas ago

Corte alemã adia veredito de ação de André Brasil por reclassificação

Esporte8 horas ago

Piqué sofre nova lesão e vira baixa do Barça contra o PSG na Liga dos Campeões

Esporte8 horas ago

Renato Gaúcho rebate Lisca e defende futebol em meio à colapso da saúde

Esporte8 horas ago

STJD rejeita pedido do Vasco para impugnar jogo com o Inter; clube vai recorrer

Segurança Pública8 horas ago

Garotinho tem pena aumentada e fica inelegível por oito anos

Agricultura e Pecuária7 meses ago

Akatsuki: todos os membros, a história e poderes de cada um | Naruto

Agricultura e Pecuária6 meses ago

Saga Crepúsculo: a ordem correta para assistir aos filmes

Internacional6 meses ago

Polícia invade orgia gay “regada a drogas” de padres do Vaticano

Nacional5 meses ago

Como calcular os votos para eleição de vereador 2020

Saúde7 meses ago

Engolir esperma pode ser uma arma contra o coronavírus?

Internacional4 meses ago

Imagens mostram Joe Biden em atitude imprópria com crianças

Internacional7 meses ago

Cidades dos EUA registram confrontos em atos antirracismo

Judiciário7 meses ago

Política Nacional de Turismo não impede cobrança de direitos autorais em estabelecimentos de hospedagem

CIDADE7 meses ago

Tentaram assassinar a pré-candidata a prefeita da cidade do Conde Karla Pimentel

Internacional7 meses ago

Economia alemã tem retração histórica

Nacional7 meses ago

Estados e municípios poderão ter mais prazo para se adequarem à reforma da Previdência

Segurança Pública6 meses ago

Comando Vermelho vira preocupação de Bolsonaro; entenda

Tecnologia1 mês ago

Facebook admite que “cometeu um erro” ao censurar hidroxicloroquina

CIDADE1 mês ago

“Animais jamais serão sacrificados na nossa cidade”, diz prefeito de cidade paraibana de Brejo do Cruz

Nacional7 meses ago

Senadores avaliam queda da arrecadação federal e aumento da previsão de deficit

CIDADE5 meses ago

Juiz vê “gritante contradição” e determina suspensão de pesquisa Datavox em Bayeux sob pena de multa de R$ 100 mil

CIDADE3 meses ago

MAIS UM ESCÂNDALO EM BAYEUX: vereadores são “obrigados” a assinar carta-renúncia e fazer um pré-acordo na tentativa de eleger Noquinha o presidente da Câmara; entenda

Tecnologia2 meses ago

AMPLIAÇÃO DO ACESSO À INTERNET NO CAMPO AUMENTARIA O PIB EM ATÉ 1,2% AO ANO

CIDADE5 meses ago

CONDE – Policia atira por trás e quase assassina Karla Pimentel

Internacional5 meses ago

Presidente alemão entra em quarentena preventiva

Nacional1 dia ago

Relator recomenda prosseguimento de processo contra deputado Daniel Silveira

Nacional1 dia ago

Lira e governadores acertam destinar R$ 14,5 bilhões no Orçamento para a Saúde

Judiciário2 dias ago

Quais os documentos para usucapião?

ECONOMIA3 dias ago

Yuval Harari: “Pandemia foi sucesso científico combinado com fracasso político”

Educação & Cultura3 dias ago

OS DESAFIOS DA EDUCAÇÃO: DO PASSADO PARA O FUTURO

Saúde3 dias ago

CONSUMO DE CAFÉ PODE AJUDAR A EVITAR PROBLEMAS CARDÍACOS

Educação & Cultura5 dias ago

OS PRÓS E CONTRAS DO ENSINO ON-LINE

Nacional5 dias ago

APLICATIVO PERMITE A APOSENTADO FAZER PROVA DE VIDA DO INSS SEM SAIR DE CASA

Tecnologia5 dias ago

ANATEL APROVA EDITAL PARA A IMPLEMENTAÇÃO DO 5G NO BRASIL

Educação & Cultura5 dias ago

IMPACTO NA EDUCAÇÃO BÁSICA VAI MUITO ALÉM DO FECHAMENTO DE ESCOLAS

Tecnologia5 dias ago

PROTÓTIPO PERMITE CONEXÃO DE INTERNET VIA SATÉLITE EM VEÍCULOS

Segurança Pública5 dias ago

BBC REVELA VENDA ILEGAL DE TERRAS NA AMAZÔNIA PELO FACEBOOK

ECONOMIA5 dias ago

INDÚSTRIA DE ALIMENTOS CRESCE E GERA NOVOS EMPREGOS

Nacional1 semana ago

Grupo de trabalho da reforma eleitoral prevê 27 audiências na Câmara e seminários em 4 estados

ECONOMIA1 semana ago

INDÚSTRIA DO 5G DEVE INFLAR PIB GLOBAL EM R$ 38 BILHÕES ATÉ 2030

Saúde1 semana ago

OLFATO E PALADAR PODEM DEMORAR ATÉ 5 MESES A REGRESSAR APÓS COVID-19

Nacional1 semana ago

Lira e Pacheco recebem de Bolsonaro MP que autoriza privatização da Eletrobras

Saúde1 semana ago

ESPECIALISTA EXPLICA COMO NÃO SER ENGANADO NA HORA DA VACINAÇÃO

Tecnologia1 semana ago

CADASTRO ÚNICO

Tecnologia1 semana ago

CARTEIRA DIGITAL DE TRÂNSITO

Parceiros

IP Facebook

INFORMA PARAÍBA

    Parceiros

    Vejam também

    pt_BRPortuguês do Brasil